Ciro não empolga e pedetistas podem virar casaca

Munidos de coleção de pesquisas, pedetistas constatam que resultados nunca mostram Ciro competitivo, sempre patinando entre 3º e 4º lugar. 

Cresce no PDT a sensação de que também não será desta vez que o pré-candidato Ciro Gomes será eleito presidente da República. Munidos de coleção de pesquisas, pedetistas constatam que os resultados nunca mostram Ciro realmente competitivo, sempre patinando entre o 3º e o 4º lugar. Na reta final de abril, contavam que, com a desistência de Sérgio Moro (UB) e o início das inserções eleitorais na TV, o cenário iria melhorar. Mas Ciro não herdou votos, nem subiu nas intenções de voto.

Estático

Os pededistas que mais reclamam dizem até que nas pesquisas só muda o topo: Lula (PT) e Bolsonaro (PL). Ciro nunca chega perto.

Sem coelho na cartola

Sobrou até para João Santana, o ex-marqueteiro de Lula e Dilma, queimado com os pedetistas, por não fazer Ciro decolar.

Canoa furada

Aliados já pulam do barco. No Rio, o PSD voltou atrás na aliança. Pedetistas de Pernambuco, Sergipe e Maranhão querem palanque duplo.

Boquinhas

Aliados e pedetistas dizem que apoiar logo um candidato mais competitivo garante melhores cadeiras no rateio da Esplanada.(André Brito)

Deixe uma resposta