PM faz delação premiada para esclarecer sumiço do advogado Siqueira

O  “sumiço” do advogado Raimundo José Costa Siqueira, de 41 anos, que desapareceu misteriosamente no último dia 06 de abril deste ano, está prestes a ter um desdobramento que vai movimentar o núcleo de uma organização criminosa com forte atuação no litoral do Piauí.

Raimundo Siqueira

Raimundo Siqueira

O cabo da Polícia Militar do Piauí, identificado como Anderson Lustosa de Castro, que estava na companhia do advogado quando os dois supostamente caíram em uma emboscada em Luís Correia, fez uma delação premiada e declinou o que aconteceu naquele fatídico 06 de abril.

O conteúdo, porém, está sob sigilo e será utilizado para auxiliar as investigações do delegado Aldely Fontenele.

Advogado ainda não foi localizado

Uma fonte do alto escalão da Secretaria de Segurança Pública declinou que nem mesmo a Polícia Civil do Piauí tem convicções de que Raimundo José Costa Siqueira possa realmente estar morto, tendo em vista o seu histórico bastante peculiar. Sem corpo e com o carro do advogado completamente carbonizado, a Polícia Civil agora busca vestígios que possam apontar que o advogado tenha sido executado e seu cadáver ocultado ou se o desaparecimento tenha sido provocado.

Por sinal, no meio da emboscada, o cabo escapou ileso, somente com um disparo de arma de fogo a curta distância na coxa esquerda...(Gp1)

 

Deixe uma resposta