Ciro Nogueira é Wellington Dias. Wellington Dias é Ciro Nogueira

A teoria chamada de Teatro das Tesouras, atribuída a Lenin, diz que não se deve deixar uma força política livre para antagonizar contra o poder principal, por isso, uma falsa oposição a quem está no governo deve ser criada.

É um teatro em que os dois lados mais fortes no cenário político fingem que são adversários mas são, na verdade, aliados. Isso impede o crescimento de oposições verdadeiras.

É exatamente isso o que está acontecendo no Piauí atual: Ciro Nogueira sempre foi aliado de Wellington Dias. Enquanto a criminalidade aumentava exponencialmente, Ciro se calou e apoiou o governo.

Quando o Piauí se manteve como o 2⁰ estado com maior número de analfabetos, Ciro não apresentou uma única solução e concordou com as medidas educacionais do governo (ele também se calou quando houve a operação Topique).

Se Ciro fala, hoje em dia, das estradas esburacadas, não era assim até poucos meses atrás, quando ele achava normal que o Piauí não tivesse um asfalto de qualidade para fazer turismo ou viajar a negócios. Ou por acaso as estradas só pioraram agora?

O único motivo para Ciro não ser aliado de Wellington atualmente é que o petista não aceitou apoia-lo para governador. Ressentido, o ministro da Casa Civil virou “oposição” para tentar ele próprio ganhar o poder.

Ciro conseguiu ainda fazer de Silvio Mendes uma marionete, um candidato que ele pode controlar e impedir que qualquer nova força política surja no Piauí.

Eleito o candidato apoiado por Ciro, ele fará praticas diferentes daquelas que Ciro apoia? Os secretários progressistas que estavam no governo de Wellington terão algum compromisso ou práticas diferentes das mesmas que faziam no governo petista?
É claro que não (Fonte: O Piauiense)

Deixe uma resposta