Sesc realiza a tradicional Cantata de Natal no Sesc Caixeiral

Durante toda a semana foi realizada uma extensa programação natalina no Centro Cultural Sesc Caixeiral. A programação incluiu apresentação de alunos de violino, flauta, choro sanfonado, Café concerto, viola de arco, teclado e outros. 

Para finalizar o evento natalino, aconteceu na noite deste sábado (14), mais um grande espetáculo nas janelas do Centro Cultural Sesc Caixeiral. A Cantata de Natal com apresentação do Coral infantil, Teatro, Dança e Orquestra da Instituição Cultural.

Como sempre, o público ficou encantado com as apresentações que deixaram vivo o brilho do nascimento de Cristo.

A orquestra Jovem do Sesc sob regência do Maestro Wellington Emanuel, abrilhantou a noite com cantigas no clima natalino

O projeto é uma realização do Sesc Caixeiral para marcar o encerramento das atividades. O evento consolida as ações realizadas pelo o mesmo e promove a formação de público ouvinte, despertando o gosto pela arte e desenvolvendo a sensibilidade musical dos alunos do Sesc e da sociedade em geral.

Veja alguns momentos do evento em vídeo:

Da redação do Portal PHB em Nota/Imagens: Bolivar Santos

Ciro Nogueira bate boca com jornalista em Brasília, veja o vídeo

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) e o jornalista Wellington Raulino, bateram boca na última quinta-feira (12), em Brasília. 

O momento foi registrado pelo próprio jornalista em vídeo. Os dois estavam em um fórum para uma audiência de conciliação. 

Na gravação, o jornalista diz: “Estamos aqui no fórum de Brasília para mais uma audiência. O senador Ciro Nogueira já chegou, está aqui […] Senador o senhor perdeu a primeira [audiência] e quer me fazer vir a Brasília né?”, questiona.

Ciro responde: “Eu quero que você pare […] Eu não vou lhe pagar”. E repete: “Eu não vou lhe pagar”.

Em seguida, o jornalista retruca: “o senhor está tentando fazer com que eu venha à Brasília, mas eu não vou me cansar. Vou enfrentar o senhor quantas vezes for preciso. Está aqui o senador mais citado na Lava Jato”. 

Ciro continua dizendo que “não vai pagar” Wellington, que rebate: “o senhor me respeite que eu não dou da sua laia”.

Um terceira pessoa entra na discussão e afirma que o jornalista está ofendendo Ciro.

Veja o vídeo abaixo:

* Com informações do Portal R10

96% das prefeituras usam repasse extra para quitar 13º

O final de ano é sempre marcado por um grande desafio para as prefeituras: o pagamento do 13º salário dos funcionários públicos municipais. Essa gratificação dobra o gasto com pessoal nos meses finais de cada ano e tem efeitos consideráveis na economia do país. 

Um estudo realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) revela que, pelo menos, 26% das prefeituras do país vão depender de receitas extras para conseguir efetuar o pagamento do 13º salário. A situação também é a mesma entre os municípios piauienses, que, tradicionalmente, sempre enfrentam grandes dificuldades para honrar a folha salarial na época de final de ano. 

No Piauí, 112 prefeituras responderam o questionário encaminhado pela CNM. 96% dos gestores entrevistados no Estado confirmaram que o repasse extra de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), realizado um dia antes do repasse do primeiro decêndio de dezembro, ajudará no custeio do 13º salário. 

Outro dado que chama atenção no levantamento é que cerca de 34% dos gestores municipais entrevistados no Piauí ainda não sabem se vão conseguir honrar a folha de pagamento do mês de dezembro, e aguardam a chegada de receitas extras para conseguir viabilizar o pagamento da folha de pessoal. 

Já em relação ao fechamento das contas de 2019, quase 70% dos municípios piauienses consultados afirmam que não vão conseguir equilibrar as despesas e deixarão restos a pagar para o ano de 2020. Do total de entrevistados, 64% também revelam que estão em atraso com o pagamento de fornecedores. (Por: Natanael Souza)

Celas da delegacia de Luzilândia são interditadas após recomendação do MPPI

O Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), por meio do Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (GACEP) e da Promotoria de Justiça de Luzilândia, expediu a Recomendação Integrada nº 02/2019 para a interdição das celas da delegacia de Luzilândia.

A Promotoria de Luzilândia, durante a visita de inspeção semestral realizada no mês de maio de 2019, detectou a precariedade das instalações da Delegacia de Polícia, especialmente as celas, que se encontravam em estado de completa insalubridade.

Inicialmente, a Promotoria de Justiça, com o apoio do GACEP, realizou uma reunião com representantes da Delegacia Geral e da Secretaria de Segurança para buscar a solução dos problemas encontrados. Contudo, a situação da Delegacia de Polícia mudou pouco. A celas continuaram completamente insalubres.

“Constatou-se a ausência de planejamento anual por parte da Secretaria de Segurança do Estado do Piauí (SPP-PI) sobre a contratação de obras para construções e reformas das unidades policiais da polícia civil no Piauí, bem como para aquisição de recursos materiais, o que prejudica a otimização dos recursos materiais, humanos e financeiros das instituições policiais, portanto, não atendendo aos princípios da Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social”, explica a coordenadora do GACEP, Fabrícia Barbosa de Oliveira.

Por este motivo, o MPPI recomendou ao Secretário de Segurança Pública do Estado do Piauí que realizasse adequado planejamento anual das contratações de obras para construções e reformas das unidades da polícia civil no estado do Piauí, devendo apresentar soluções de curto, médio e longo prazo em 30 dias. Além disso, deverá fornecer laudo técnico de engenharia apontando as mudanças estruturais necessárias para a manutenção e readequação do prédio onde está situada a Delegacia de Polícia de Luzilândia, incluindo a segurança e salubridade das celas. A Recomendação prevê, ainda, que o Secretário providencie a reforma das celas, considerando as condições de insegurança e insalubridade.

Ao Delegado-Geral da Polícia Civil do Piauí, foi recomendado que interditasse as celas da Delegacia de Luzilândia em caráter emergencial, bem como fosse realizada sua reforma, disciplinando acerca do recebimento dos presos da Comarca de Luzilândia, enquanto não implementadas as condições mínimas de higiene e segurança nas celas. Por este motivo, recomendou-se, ainda, ao Delegado de Polícia de Luzilândia que nenhum detendo fosse custodiado nas celas, por não haver condições mínimas de segurança e higiene.

O Delegado de Polícia de Luzilândia, em observância à recomendação do MP, interditou as celas da Delegacia de Polícia, por meio da Portaria nº 002-GDL/2019, proibindo que os agentes de polícia recebessem qualquer preso, enquanto não forem reformadas as celas.

Mega-Sena: não houve ganhador e prêmio vai a R$ 36 milhões

Do G1

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.216, realizado na noite deste sábado (14) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas: 10 – 24 – 42 – 43 – 48 – 49.

A quina teve 5 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 62.000,46. Já a quadra teve 4.361 apostas ganhadoras; cada uma ganhará R$ R$ 995,19.

O próximo concurso (2.217) será na próxima terça-feira (17). O prêmio é estimado em R$ 36 milhões.

Operação Bacuri, do Gaeco: dono de construtora de fachada é filiado ao PT

Empreiteira recebeu mais de R$ 1,7 milhão sem ter um veículo nem funcionário para o trabalho da coleta de lixo

Por Rômulo Rocha – Do Blog Bastidores

– Slogan da empresa: “construindo o futuro”.

– O PT até agora não se manifestou publicamente

– Operação teve como um dos alvos o prefeito de Bertolínia

É DE FACHADA

É filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) o denunciado no âmbito da Operação Bacuri, Kairo Tácio Rodrigues Veloso. Ele é apontado pelos promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) como dono da Construtora Aparecida LTDA ME, cujo slogan é “construindo o futuro”.

A tal construtora, que ‘funciona’ na residência do acusado recebeu R$ 1.318.824,00 entre janeiro de 2013 e agosto de 2016 e R$ 388.500,00 nos exercícios 2017 e 2018. 

Ocorre que, segundo os promotores, “tem-se que a referida construtora, malgrado tenha recebido expressivo volume de recursos do município de Bertolínia, não possui nenhum veículo registrado em seu nome nem apresentou qualquer registro de empregados entre 2013 e 2015, e que no endereço apontado como sua sede é a própria residência do denunciado, o que denota se tratar de empresa de fachada operacionalizada com o único objetivo de ganhar licitações fraudulentas e desviar recursos públicos”.

Para complicar mais ainda a situação de Kairo Tácio Rodrigues Veloso, ele é gerente do posto San Matheus, de propriedade de José Jeconias, ex-prefeito de Sebastião Leal, e também preso no âmbito da operação deflagrada pelo GAECO.

“O denunciado Kairon Tácio é gerente do posto San Matheus, de propriedade de José Jeconias, e primo de Max Weslen [o procurador do município]. Conforme visto, Kairon abriu uma empresa de fachada, a Construtora Aparecida, tendo por finalidade receber recursos destinados à limpeza urbana, sem a prestação de serviços. Durante a execução dos mandados judiciais decorrentes da Operação Bacuri, verificou-se que a empresa tem como endereço a residência de Kairon, constando apenas uma placa, sem qualquer outro móvel ou objeto que a guarneça”, sustenta o Ministério Público.

“Kairon Tácio Rodrigues Veloso é filho da Diretora do Departamento de Pessoal do Município de Bertolínia-PI, Elina Rodrigues da Cruz, nomeada em 02/03/2013 pela Portaria nº 059/2013, e primo do também denunciado Procurador do Município, Max Weslen Veloso de Morais Pires, que, por sua vez, é filho de Ivete Pereira Veloso Pires, proprietária da empresa SA Alimentação LTDA [outra empresa investigada]”, afirmam os promotores.

Para completar, o acusado “é  filiado ao Partido dos Trabalhadores de Bertolínia-PI desde 06/10/2011, que é o mesmo partido do prefeito denunciado [Luciano Fonseca]”, também segundo o GAECO. 

O Partido dos Trabalhadores no estado até o presente momento não se manifestou publicamente sobre filiados alvos da operação.

Voos diários para Rota das Emoções deverão iniciar até março

Anúncio oficial deve ser feito na próxima quarta-feira (18) pela Gol Linhas Aéreas, parceira da Voepass. A Voepass (Passaredo) vai operar, em parceria com a Gol Linhas Aéreas, voos de Fortaleza para Natal (RN) e Juazeiro do Norte (CE) a partir de fevereiro de 2020. O anúncio deverá ser feito na quarta-feira (18) pela própria Gol.

Os voos seriam da Gol, mas operados pela Voepass (Passaredo) com o equipamento ATR 72-600, com capacidade para 70 passageiros. Segundo fontes do setor aéreo, que preferiram não se identificar, os voos estariam conectados ao hub da Gol e Air France-KLM em Fortaleza.

INFORME PUBLICITÁRIO

A conexão permitiria que passageiros vindos de Paris (Air France), Amsterdã (KLM) e Madri (Air Europa) fizessem conexão em Fortaleza e terminassem a viagem em algum destino da Rota das Emoções (Jericoacoara, Parnaíba e Barreirinhas), além de São Luís, Juazeiro do Norte e Natal. 

Os destinos da Rota das Emoções serão lançados até março, com os estudos de viabilidade avançados, conforme a fonte do setor antecipou.

Ainda estaria nos planos da Voepass um voo saindo de Fernando de Noronha para Fortaleza. Da Capital, as conexões partiriam para as cidades da Rota das Emoções.

Inicialmente, seria um voo por dia para todos os destinos citados.   Até o momento, a Voepass e a Gol não confirmaram as informações.

TCU quer empreiteiras enroladas na Lava Jato concluindo obras inacabadas

Bruno Dantas, ministro do Tribunal de Contas da União. Foto: TCUProposta é o ministro Bruno Dantas, do TCU, e tem o apoio de ministros do governo federal e do STF

O Tribunal de Contas da União iniciou a discussão de uma ideia nova, apresentada pelo ministro Bruno Dantas, com a participação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do governo federal: em seus acordos de leniência, as empreiteiras enroladas assumiriam o compromisso de concluir obras públicas inacabadas. São 14 mil no País, hoje. Dantas acha inclusive que não seria necessário deflagrar uma nova licitação, em razão do caráter extraordinário do trato. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A ideia do término das obras públicas pelas empreiteiras da Lava Jato tem o apoio do ministro Tarcísio Freitas (Infraestrutura).

Fragilizadas, empreiteiras podem não pagar as multas dos acordos de leniência, mas usariam sua expertise para a conclusão das obras.

Participam da articulação da ideia o STF, o STJ, a Advocacia Geral, a Controladoria-Geral e a Procuradoria Geral da República.

Governo W. Dias vai apurar calote que ele mesmo deu

Sindicância vai apurar dívida com empresa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A empresa RM Estrutura e Pavimentação Ltda até hoje não recebeu o pagamento de uma das medições das obras de acesso à terceira Ponte JK, conhecida como Ponte do Meio, que liga as avenidas Frei Serafim e João XXIII, em Teresina. Os serviços foram feitos em 2017. Passados mais de dois anos, até agora o Governo do Estado não pagou a construtora.

O calote é tão emblemático que o próprio Governo do Estado resolveu abrir uma sindicância para saber porque a empresa nunca foi paga. De acordo com a portaria nº 56/2019, da Secretaria de Transportes do Piauí (Setrans), em 19 de dezembro de 2017 a empresa solicitou pedido de pagamento dos serviços por ocasião do reajuste da 19ª medição. A notas fiscal e de empenho foram emitidas três meses depois, mas o pagamento nunca aconteceu.

O contrato com a empresa se encerrou em 31 de dezembro de 2018, sem o pagamento da dívida. Diante da situação, a Setrans determinou abertura de sindicância para saber o que aconteceu. “Considerando que mesmo diante da protocolização do pedido de pagamento dentro do prazo de vigência contratual, o pagamento não fora realizado até a presente data”, diz um trecho da portaria que determinou a abertura da apuração.

Parte da portaria publicada no Diário Oficial do Estado (Foto: Reprodução/DOE)Parte da portaria publicada no Diário Oficial do Estado (Foto: Reprodução/DOE)

Mais de dois anos depois e com a vigência do contrato vencida, o Governo agora se vê diante de um impedimento burocrático, já que não pode fazer o pagamento tanto tempo após o fim do contrato. Desse modo, a quitação da dívida deverá ser feita via pagamento indenizatório. 

A Setrans quer saber como aconteceu o calote e quem foram os responsáveis por ele. Em 2017 e 2018 o governo do Piauí era o mesmo de hoje, comandado por Wellington Dias (PT).

(Gustavo Almeida)

Bancada evangélica abomina projeto de “legalizar cassinos” de Ciro Nogueira

Ciro Nogueira, presidente do PP, não desistiu de legalizar os jogos de azar e de reabrir os cassinos no Brasil. Desde 2014, o piauiense tenta a aprovação do projeto que pode autorizar a exploração de bingos, jogo do bicho, videojogo e outras modalidades de apostas.

Nos bastidores, mesmo com a rejeição da pauta ano passado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), há quem diga que Ciro tenta novamente convencer parlamentares de diversos segmentos sociais de que o “objetivo do projeto é garantir mais dinheiro aos cofres públicos, além de gerar milhares de empregos” num mercado que movimenta cerca de R$ 20 bilhões por ano. 

Para ter novamente o projeto pautado, desta vez no plenário da casa, o senador argumenta que existe uma “cortina de fumaça”, como se o jogo já não fosse uma realidade no Brasil e que por isso existe a   necessidade de “legalizar para fiscalizar”, abrindo as portas para o turismo mundial. 

Ciro buscou recentemente o apoio do governo em reunião com o ministro da economia, Paulo Guedes. No entanto, o senador tem pela frente a bancada evangélica, com força tanto na câmara quanto no senado, pronta para derrubar qualquer tentativa de aprovação de projetos que possam facilitar a atividade no país. 

Para se ter uma ideia, a coalizão evangélica tem 22% da Câmara: 112 expoentes (número que varia de acordo com suplentes que entram e saem quando deputados se ausentam e voltam). O grupo já declarou que o indicativo não “passa”.  

Parlamentares dessa frente, unidos com influentes pastores de congregações religiosas, como Silas Malafaia e Marco Feliciano, afirmam que o projeto de legalização de jogos de azar de autoria de Ciro Nogueira atende a interesses dos contraventores interessados na “legalização” da lavagem de dinheiro. 

A bancada verbaliza que, ao contrário do que é proposto no projeto, a aprovação irá liberar a exploração dos jogos de azar sem que nenhuma autoridade governamental controle essa atividade, fomentando assim práticas criminosas. Esse mesmo grupo, nos bastidores, já mandou recado ao presidente Jair Bolsonaro, para ficar atento sobre qualquer tipo de manobra que possa acontecer nesse sentido.(Feitosa Costa)

Para o governo a reforma é ‘boa’, mas, e o servidor, como fica?

O governador Wellington Dias (PT) falou pela primeira vez sobre a aprovação da reforma da Previdência do estado, aprovada na última quarta-feira (11) na Alepi e como resposta às manifestações dos sindicalistas, disse: “o tempo vai mostrar que a reforma é boa também para os servidores”.

Lembrando, que estamos no quarto mandato do Índio, e o tempo nesse governo, não tem sido nada ‘bom’ para o piauiense. Que o diga a Saúde, Educação, Segurança… Que governo, meus amigos!(Silas Freire)

Cadê o Procon? Cepisa estaria enganando clientes com promoção de troca de geladeiras

A Cepisa Equatorial, empresa de energia do Estado, divulga com empolgação uma parceria com algumas lojas para dar até 50% de desconto na troca de geladeiras e ar condicionados.

Na prática seria ótimo, pois o cliente teria vantagens de ter aparelhos mais econômicos, podendo pagar suas contas em dias. Mas, as pessoas que estão recorrendo essa parceria estão dizendo que estão sendo enganados.

O preço de uma geladeira na dita ‘promoção’ são fora da realidade, chegando a quase o dobro de outras lojas, aí com os 50% tão propagados fica a mesma coisa. Alô Procon, olha a esperteza dessa gente!(Silas Freire)

No Piauí, 10 municípios concentram mais de 60% das riquezas do estado

No Piauí, apenas 10 municípios concentram 62,20% da riqueza produzida no estado. A concentração expressiva do Produto Interno Bruto (PIB) se dá entre as cidades que somam apenas 40,78% da população.

No sentido inverso, os restantes 37,80% do PIB estão nos demais 214 municípios do estado. Somente Teresina concentrava 42,14% das riquezas. Veja o ranking dos maiores PIBs do Piauí:

1) Teresina: 42,14%
2) Parnaíba: 4,49%
3) Picos: 3,14% 
4) Uruçuí: 2,78%
5) Floriano: 2,25%
6) Bom Jesus: 1,93%
7) Baixa Grande do Ribeiro: 1,64%
8) Piripiri: 1,45%
9) Campo Maior: 1,20%
10) Guadalupe: 1,18%

Apesar da concentração de riquezas, observando os números desde 2002, percebe-se que há uma tendência de desconcentração do PIB do Estado. Teresina detinha 49,44% do PIB em 2002 e agora tem 42,14%, uma redução de 7,3 pontos percentuais. De 2016 a 2017, a redução de participação do PIB de Teresina foi particularmente expressiva, de 4,13 pontos percentuais.

“A gente percebe, ao longo do tempo, essa desconcentração. Não é que Teresina esteja caindo, é que outros municípios estão entrando no jogo, ampliando suas atividades econômicas. Estão sendo formados polos em alguns municípios. Cabe agora maior planejamento no sentido de fazer com que isso vá para outros municípios também, para dinamizar a nossa atividade econômica, aumentar nosso desenvolvimento”, avalia o gerente de Estudos e Pesquisas Econômicas da Cepro, economista Fernando Galvão.

Queda no PIB

Dos 224 municípios piauienses, apenas 22 registraram queda no PIB em 2017:

A cidade com maior produção de riqueza, Teresina, registrou R$ 19,11 bilhões, tendo uma redução de 0,25% em relação a 2016. Por outro lado, 90% dos municípios do Estado tiveram alta no PIB. 

Veja os 5 maiores PIBs municipais do Piauí em 2017: 

1) Teresina: R$ 19,11 bilhões

2) Parnaíba: R$ 2,03 bilhões

3) Picos: R$ 1,42 bilhão

4) Uruçuí: R$ 1,26 bilhão

5) Floriano: R$ 1,01 bilhão

(Jordana Cury)

FIEPI: Prazo para recolhimento da contribuição sindical encerra em 31 de janeiro

A Federação das Indústrias do Estado do Piauí – FIEPI – comunica aos empresários piauienses que o prazo para recolhimento da contribuição sindical patronal encerra no dia 31 de janeiro de 2020. Este recurso permite às diversas entidades sindicais empresariais desenvolverem ações de defesa e representação que favoreçam a sustentabilidade e a longevidade dos segmentos econômicos que representam.

Os recursos oriundos da contribuição sindical garantem ainda, os benefícios do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA), iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), cujo objetivo é modernizar os sindicatos e proporcionar maior competitividade às empresas. No próximo ano, a partir da aprovação da reforma trabalhista, que alterou o artigo 579 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), esta contribuição passa a ser voluntária.

Confira a tabela.

Jânio Holanda – ASCOM/FIEPI

Sesapi não cumpre acordo e mais de 20 remédios essenciais estão em falta na Farmácia de Medicamentos Excepcionais

Imagem Ilustrativa

O Ministério Público do Piauí (MP-PI) realizou uma reunião com representantes da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) e fornecedores de medicamentos para discutir a falta de alguns remédios na Farmácia de Medicamentos Excepcionais. 

De acordo com o órgão, a Farmácia vive um “caos” e, o grande entrave da questão, é a falta de repasse dos pagamentos, por parte do governo do Piauí, para os contratados.

“No mês de agosto realizamos uma audiência pública e nesta, foi constatada que um dia grandes entraves para a continuidade do fornecimento dos medicamentos excepcionais, é a falta de pagamento do estado do Piauí, especialmente da Sesapi para com os fornecedores contratados através de licitação. Naquela oportunidade, já deixamos o secretário de Saúde do Estado, Florentino Neto, em alerta. Pois no final do ano as coisas ficam muito mais difíceis, porque as fábricas de medicamentos fecham para férias coletivas. Então, não adianta apenas pedir empenho aos fornecedores, é necessário todo um trabalho prévio de pagamentos, para que não se torne um caos no final do ano, que é o que a gente está vendo”. Disse o promotor de Justiça Eny Marcos Vieira Pontes.

O MP-PI ainda alertou que ao todo, mais de 21 medicamentos especiais estão faltando na Farmácia, entre estes, insulina para os diabéticos. Na audiência, a Sesapi havia feito um parcelamento da dívida junto aos fornecedores, entretanto, não cumpriu o acordo.

“Hoje são 21 medicamentos que estão em falta. Medicamentos esses essenciais, que as pessoas precisam diariamente. À época dessa audiência pública, o secretário se comprometeu com os fornecedores em parcelar os débitos e foi parcelado em quatro vezes. Entretanto, apenas uma dessa parcelas foi paga, no mês de setembro. Uma outra foi paga na semana passada, consequentemente, deu um certo alívio aos fornecedores, e eles aceitaram novos empenhos e vão fornecer, dentro da sua capacidade, e também dentro do têm exíguo, o que é possível fornecer dentro desse período de final de ano. Mas eu tenho certeza que o ano vai terminar com medicamentos em falta. Porque não se poder fornecer e nem entregar medicamentos da noite para o dia”, reiterou o promotor. (Laurivânia Fernandes)

Tradicional Cantata de Natal do Sesc Caixeiral será neste sábado (14)

Em Parnaíba, vai acontecer mais uma edição do Natal de Música, que todos os anos reúne centenas de pessoas no Centro Cultural Sesc Caixeiral.

Este ano o projeto conta com a participação dos alunos e professores de música, Orquestra Jovem do Sesc, sob a regência do maestro Wellington Emanuel, e participação especial das crianças da Escola Sesc Centro Educacional.

A programação iniciou dia 09 de dezembro, com recitais de alunos de música. No dia 14 de dezembro acontece a Cantata de Natal nas janelas do Centro Cultural, com apresentação do coral infantil, teatro, dança e Orquestra do Sesc Caixeiral.

Fonte: Ascom

FIEPI faz doação de brinquedos para Campanha Papai Noel dos Correios

Os colaboradores do Sistema FIEPI promoveram, na manhã desta sexta-feira (13/12), a entrega de vários presentes destinados a Campanha Papai Noel dos Correios de 2019. Realizada há mais de 30 anos, a campanha tem o objetivo de responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e atender aos pedidos de presentes daquelas que estão em situação de vulnerabilidade social.

Os objetos foram recolhidos pela equipe do Serviço Social da Indústria (SESI) e entregue aos funcionários dos Correios, Júlio Câmara e James Liberato, que vieram à FIEPI acompanhado do Papai Noel.  A colaboradora do SESI Iolanda Fontenele explica a importância da mobilização.

“Além de realizar o sonho de uma criança, é um gesto de solidariedade. Serve para revelar também a criança que há no interior de cada um, olhar de forma empática para o universo infantil e mostrar que podemos ajudar”, disse.

Este ano, foram entregues pelos colaboradores da FIEPI, mais de 200 brinquedos. A Parceria já dura mais 10 anos.

Jânio Holanda – ASCOM/FIEPI

Mirócles Veras fala sobre liberação de cirurgias cardíacas pelo SUS em Parnaíba

O ex- secretário estadual de Saúde e atual diretor do Hospital e Maternidade Marques Basto, Mirócles Veras, foi o entrevistado desta quinta-feira (12), do programa “”Ao vivo com Luzia Paula”, quando o administrador falou sobre a realização de cirurgias cardíacas que passarão a ser feitas em Parnaíba pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de fevereiro do próximo ano. A área de oncologia, bem como o futuro tratamento contra o câncer no litoral por meio de radioterapia, também foi tratado pelo médico.

Luzia Paula: Essa semana saiu a Portaria do Ministério da Saúde que credencia o Hospital e Maternidade Marques Basto a realizar cirurgias cardíacas pelo SUS. O que isso de fato significa para a região?

]Mirócles Veras: O Hospital e Maternidade Marques Basto tem sido pioneiro na região em ações de saúde, principalmente voltado aos SUS e aos pacientes mais carentes. Nosso hospital é privado, mas tem a missão de oferecer saúde de qualidade também aos pacientes do SUS e essa é uma missão deixada pelo meu avô Mirocles e pelo meu pai Edgar Veras. A efetivação da portaria foi trilhada com muita luta, mas já em janeiro faremos o contrato com a Prefeitura para de imediato iniciarmos as cirurgias. Serão em média de 13 a 15 cirurgias abertas por mês, além de exames como cateterismo e angioplastia, por exemplo. Ou seja, toda a área de cardiologia será ampliada para os pacientes do SUS. Isso significa salvar vidas!

LP: Especifique os tipos de cirurgias que serão feitas …

Mirócles: A portaria do Ministério da Saúde não traz esses detalhes. No entanto, amanhã viajarei para Teresina, a fim de verificar todas essas informações com a Secretaria Estadual de Saúde e com a equipe do escritório do Ministério da Saúde alocada na capital. O que sabemos é que serão cirurgias abertas e não os procedimentos de cateterismo e angioplastia. A cirurgia aberta se dá quando a pessoa já passou pelo procedimento de cateterismo, de angioplastia e não conseguiu fazer a operação através do aparelho hemodinâmico. Neste caso, o médico cirurgião precisa abrir o tórax do paciente e realizar a troca ou desentupimento de veia.

LP: E para os pacientes cardíacos do SUS terem acesso ao atendimento, qual o procedimento?

Mirócles: A pessoa deve procurar seu posto de saúde a fim de passar pelo médico que o encaminhará para o hospital para ser avaliado o quadro clínico da pessoa. Em relação aos que já estão na fila, a prioridade é feita pelas Prefeituras. Naturalmente também existe a fila de urgência e emergência do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda).  

LP: Com essa oferta, deverão ser criados novos empregos no Hospital?

Mirócles: Na área de cardiologia o serviço já existe no hospital. Já temos o centro cirúrgico todo preparado. O nosso investimento foi em equipamentos e treinamento de nossas equipes. Agora devemos fechar um convênio com a Unimed que oferecerá o serviço de pronto atendimento. Então, para os conveniados da Unimed de Parnaíba, passarão a ser ofertados serviços de 24 horas, com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e recepcionistas 4 de plantão, quando devem ser ofertados novas vagas de emprego.

Nota: Neste ano o Hospital e Maternidade Marques Basto completa 80 anos de atividades em Parnaíba, destacando-se também no tratamento e prevenção ao câncer. No próximo ano, inclusive, o hospital passará a ofertar o tratamento de radioterapia para pacientes oncológicos. 

Por Luzia Paula 

Morre no Hospital Marques Basto o empresário Rubinho Fontenele

É com pesar que informamos o falecimento do empresário Rubens Fontenele na madrugada desta sexta feira(13) no Hospital Dr. Marques Basto em Parnaíba, onde estava internado há alguns dias. 

O velório esta acontecendo na BR 343 no salão da Paz Eterna e o sepultamento ocorrerá no Cemitério da Igualdade às 17 horas.


À família enlutada apresentando nossas condolências.