Socialista Flávio Dino gastou R$1 milhão em trufas e canapés no Maranhão, revela senador

O ex-governador Flávio Dino perdeu processo movido contra o senador Roberto Rocha, por haver denunciado suas mordomias – Foto: Reprodução.

O ex-governador socialista do Maranhão Flávio Dino perde processo no Supremo Tribunal Federal (STF) em que tentava condenar o senador Roberto Rocha (PTB-MA) por haver denunciado gastos de R$1 milhão, durante a pandemia, em trufas, bacalhau e canapés.

A decisão foi do ministro André Mendonça, ao recusar a queixa-crime de Dino contra o senador por haver revelado o fato com especiarias do então governador maranhense.

Ex-comunista filiado ao PCdoB, Dino acabou se transferindo recentemente para o Partido Socialista Brasileiro (PSB). O caso de suas mordomias foi revelado no blog do jornalista Luís Cardoso.

Senador Roberto Rocha (PTB-MA) – Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado.

Flávio Dino apresentou a queixa-crime nº 9505 por suposta “difamação” pelo fato de o senador Roberto Rocha haver registrado em suas redes sociais o registro de preços para compra de especiarias trufas, bacalhau e canapés para a sua mordomia, no palácio governamental.

O ministro do STF destacou que, no cumprimento das suas atribuições, o senador apenas chamou atenção para a necessidade de prudência nos gastos públicos, sobretudo durante a pandemia.

No exercício da defesa do senador, o advogado Alex Ferreira Borralho alegou que as mordomias de Flávio Dino “destoam substancialmente das típicas refeições consumidas pela grande maioria dos contribuintes brasileiros, entre os pagadores de impostos, ferindo o senso de ética comum e o conceito do que se entende por boa gestão pública”.(Diário do Poder)

Deixe uma resposta