A respeito da matéria da “Casa da Família Silva”

Com o título “Onde foi casa hoje é tapera”, o Portal do Catita publicou esta semana, dia 1º, para ser mais preciso, não uma reportagem, mas um pequeno comentário, com duas fotos, sobre a situação em que se encontra uma casa ´pertencente à família Silva na Pedra do Sal. Eis as fotos:

Nós do blogdobsilva, com uma pequena alteração no título, replicamos o comentário, sem nenhuma intenção de ferir susceptibilidades, mas apenas e tão somente com o intuito de lamentar a situação daquilo que já foi uma referência em termos de beleza, para todo o país.

Mas parece que alguém da família não gostou. Roberto Silva, que se manifestou a respeito, sabe que eu o amo, como tenho um carinho especial também pela Larissa, sua filha. Aliás, tenho o maior respeito com toda a família, inclusive trabalhei décadas na Rádio Educadora, quando ela estava sob o comando da família do Dr. João Silva. Não vejo razão para melindres. Se desejarem, vamos fazer uma reportagem completa e contar a história real. Eu mereço ser informado em 1ª mão, em nome da história. Tenho dito.

Reproduzo aqui um comentário do Roberto Pilim, no facebook:

OBRIGADO AO ROBERTO PELAS FOTOS DE ARQUIVO:

Que processo a Sesapi usou para descartar quase 500 casos de Covid-19 no PI?

Conforme atualização do boletim da Sesapi, divulgado ontem (1°), até o momento, existem 19 casos confirmados de Covid-19 e 256 casos suspeitos em todo o estado do Piauí. Na contramão, 451 casos foram descartados.

Mas a pergunta que não quer calar é: Foram realizados testes nessas 451 pessoas ou o descarte se deu por falta de evolução de sintomas?

População começa a ir às ruas e Firmino chama atenção para possível ‘catástrofe’ por desobediência

O prefeito Firmino Filho (PSDB) chamou atenção para o aumento do fluxo de pessoas nas ruas de Teresina e voltou a chamar a atenção da população. Segundo o prefeito, estamos passando por um momento ainda muito delicado e é essencial que as pessoas mantenham os cuidados, o mais importante deles, o isolamento.

Firmino ainda desenhou um cenário ‘catastrófico’, caso as medidas de contenção continuem a ser desrespeitadas.(Encarando)

SESI-PI inicia campanha de vacinação na indústria contra a gripe

O Serviço Social da Indústria (SESI-PI) iniciou a campanha de vacinação na indústria contra a gripe (H1N1). A adesão pode ser feita até o dia 15 de abril e tem como meta imunizar até 8  mil trabalhadores no Piauí.
O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), Zé Filho, explica que a vacina é muito importante para trabalhador e para o empresário industrial, pois além de ajudar a preservar a saúde do colaborador, reduz afastamentos e consequentemente custos assistenciais, ao mesmo tempo que colabora para não haver sobrecarga nos hospitais, que já estão enfrentando dificuldades com a Covid-19.
“É muito importante a adesão à campanha de vacinação da gripe. Os parceiros que já fazem essa imunização todos os anos e que ainda não procuraram o SESI, podem entrar em contato a partir de agora. Aqueles que ainda não são parceiros podem nos procurar para que possamos iniciar esse trabalho em 2020”, reforça Zé Filho.
Benefícios da vacinação na indústria contra a gripe:
-Melhora da imunidade coletiva, contribuindo para a saúde da comunidade;
-Redução dos afastamentos e atestados de trabalhadores motivados pela gripe e suas complicações;
-Redução de custos assistenciais com planos de saúde;
-Evita uma potencial epidemia de gripe
Para aderir ou saber mais detalhes da campanha de vacinação do SESI para os trabalhadores entre em contato por meio do whatsapp (86) 99451-8751 ou  e-mail para [email protected]

“Janela” partidária se fecha na sexta-feira

Começou a contagem regressiva para as eleições municipais de 2020, conforme o calendário elaborado pelo Tribunal Superior Eleitoral.

De acordo com o calendário do TSE, o prazo da chamada ‘janela’ eleitoral acaba na próxima sexta-feira, dia 3.

Até lá, vereadores podem mudar de partido para concorrer à eleição (majoritária ou proporcional) de outubro sem incorrer em infidelidade partidária. A ‘janela’ foi aberta em 5 de março.

Também este mês, no dia 4 – seis meses antes do pleito – esgota-se o prazo para que novas legendas sejam registradas na Justiça Eleitoral a tempo de lançarem candidatos próprios às eleições deste ano.

Além disso, até o dia 4 de abril, aqueles que desejam concorrer ao pleito devem ter domicílio eleitoral na circunscrição na qual desejam disputar e estar com a filiação aprovada pelo partido.

Desincompatibilização

Por fim, a sexta, dia 4, marca ainda o fim do prazo para que detentores de cargos de confiança no Poder Executivo renunciem para que possam se lançar candidatos a vereador.

Os que disputarão mandatos majoritários (prefeito e vice-prefeito) só precisam renunciar quatro meses antes do pleito.

Em Teresina, quatro pré-candidatos a prefeito estão nessa situação: Fábio Abreu (PL, secretário de Segurança; Fábio Novo (PT), secretário de Cultura; Simone Pereira (PSD), secretária de Agronegócio, e Kleber Montezuma (PSDB), secretário municipal de Educação.

As convenções partidárias para a escolha dos candidatos deverão ser realizadas de 20 de julho a 5 de agosto.

Eleição incerta

Embora os prazos estejam correndo, não é certa a realização das eleições municipais deste ano. A proposta de adiamento do pleito vem ganhando corpo no Congresso Nacional, em função do avanço da pandemia do Covid-19.

A presidente do TSE, ministra Rosa Weber, avalia que ainda é cedo para se pensar na suspensão das eleições, mas o Tribunal ainda não bateu o martelo sobre o caso. (Zózimo Tavares)

 (Com informações do TSE)

Por que prefeitos que tiveram contato com Felícia fizeram teste de coronavírus e a população não?!

Deu negativo o resultado do exame de coronavírus dos três prefeitos que tiveram contato com o gestor de São José do Divino, Antônio Felícia, que veio a óbito devido o Covid-19. Quem confirmou a informação ao OitoMeia foi o petista, João Coelho de Santana, conhecido popularmente como Caburé. O administrador da cidade de Caraúbas, afirmou fez o teste na noite do sábado (28) e recebeu o resultado na manhã desta segunda-feira (30).

Segundo Caburé explicou ao OitoMeia, além dele mesmo, os outros prefeitos que tiveram contato diretamente com Felícia recentemente, que foram os de Buriti dos Lopes e de Muruci dos Portelas, Percy Junior e Ricardo Sales, respectivamente, não apresentaram nenhum sintoma do coronavírus, mas mesmo assim queriam realizar o teste pelo Sistema Único de Saúde (SUS), porque solicitaram a Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi).

Segundo Caburé, os gestores queriam “tirar a prova” e “esclarecer tudo”, garantindo que não estão infectados e que não passariam para a população de suas cidades. O trio teve contato com Antônio Felícia há pouco mais de 15 dias, em 16/03, período de encubação da doença, durante a inauguração de uma academia pública na cidade do prefeito de Caraúbas. O evento havia reunido cerca de 100 pessoas que também não manifestaram sintomas do Covid-19 até o momento.

PORQUE ELES FIZERAM O EXAME DE CORONAVÍRUS E O POVO NÃO?!

Ainda no sábado (28) quando os prefeitos anunciaram as testagens, diversos moradores especialmente de São José do Divino manifestaram revolta através da redes sociais. Isso porque, conforme o OitoMeia noticiou em reportagem anterior, mesmo após o óbito de Antônio Felícia, os testes para o Covid-19 não foram realizados em familiares e pessoas bem mais próximas da vítima, em São José do Divino. A denúncia foi feita pelo presidente da Câmara dos Vereadores da cidade, Carlos Samuel.

Vale ressaltar que todas essas cidades, Caraúbas, Buriti do Lopes e Murici dos Portelas, são bem próximas à São José Do Divino, todas da região Norte do estado. A Unidade Básica de Saúde (UBS) do município, aliás, sequer recebeu os kits de testes para o coronavírus. Uma equipe da Vigilância Sanitária ligada a Secretaria de Saúde do Estado (Sesapi) esteve na cidade no sábado (28/03), porém, apenas realizou uma live com o intuito de repassar orientações sobre a quarentena. A assessoria tem informado que o teste realmente não é para ser feito em todas as pessoas que não apresentam sintomas.(OitoMeia)

FIEPI segue orientação de Bolsonaro

A Federação das Indústrias do Estado do Piauí-FIEPI adotou o posicionamento de defesa da volta ao trabalho de pessoas saudáveis e manutenção somente dos idosos e grupos de risco em casa.

Segundo o presidente Zé Filho, os segmentos empresariais fazem projeções catastróficas sobre a manutenção do isolamento e fechamento dos estabelecimentos comerciais e industriais por um longo período. A grande preocupação é que o isolamento social se prorrogue por meses. (Com informações de Elivaldo Barbosa)

Criminosos aproveitam ruas vazias para arrombar lojas no centro de THE

Estabelecimentos comerciais localizados nas ruas 13 de maio e Eliseu Martins, no Centro de Teresina, foram alvos de criminosos na madrugada desta quarta-feira (25/03).

Com a falta de movimentação nas ruas devido o cumprimento do decreto estadual e municipal, que determinou o fechamento de todo o comércio no intuito de evitar a disseminação do Covid-19, criminosos estão aproveitando para arrombar e roubar os estabelecimentos. 

Na rua 13 de maio, os assaltantes arrombaram as lojas, Óticas Carol e a Gold Cred. Na ótica foram roubadas 25 armações de óculos de grifes e uma televisão. Na Gold Cred os criminosos levaram computadores, TVs, telefones, cafeteira entre outros itens. 

 Em entrevista ao meionorte.com, a proprierária de uma relojoaria vizinha aos dois dos estabelecimentos invadidos na rua 13 de maio, Teresa Borges, informou que todos os logistas estão removendo suas mercadorias dos pontos. 

“Estamos removendo nossas mercadorias, porque sabemos que eles vão invadir todas essas lojas, não tem jeito. Eles são audaciosos.” declarou Teresa Borges.

Estabelecimentos comerciais localizados nas ruas 13 de maio e Eliseu Martins, no Centro de Teresina, foram alvos de criminosos na madrugada desta quarta-feira (25/03).

Com a falta de movimentação nas ruas devido o cumprimento do decreto estadual e municipal, que determinou o fechamento de todo o comércio no intuito de evitar a disseminação do Covid-19, criminosos estão aproveitando para arrombar e roubar os estabelecimentos. 

Na rua 13 de maio, os assaltantes arrombaram as lojas, Óticas Carol e a Gold Cred. Na ótica foram roubadas 25 armações de óculos de grifes e uma televisão. Na Gold Cred os criminosos levaram computadores, TVs, telefones, cafeteira entre outros itens. 

Em entrevista ao meionorte.com, a proprietária de uma relojoaria vizinha aos dois dos estabelecimentos invadidos na rua 13 de maio, Teresa Borges, informou que todos os logistas estão removendo suas mercadorias dos pontos. 

“Estamos removendo nossas mercadorias, porque sabemos que eles vão invadir todas essas lojas, não tem jeito. Eles são audaciosos.” declarou Teresa Borges.(MN)

FECOMÉRCIO INFORMA:

Em virtude da pandemia do COVID19, com recomendação de quarentena à população para evitar novos contágios,  a Fecomércio Piauí suspendeu as ações relativas à chegada da locomotiva e dos vagões de composição ferroviária vinda do Rio de Janeiro. 

Nesta quarentena, nos unimos aos órgãos, instituições e as famílias piauienses, recomendando que permaneçam em suas casas.

Em momento oportuno realizaremos a solenidade de lançamento da composição ferroviária que se constituirá em mais uma atração turística da grande Parnaíba e do litoral do Piauí.

Teresina, 24 de março de 2020.

Atenciosamente

Fecomércio Sesc/Senac Piauí

Mensagem compartilhada em WhatsApp para cadastramento ao Auxílio Cidadão de R$ 200 é falsa

O fluxo de informações sobre a pandemia do coronavírus no Brasil, tem influnciado para a circulação de várias Fake News (Notícias Falsas), que podem trazer inúmeros prejuízos à população. São ‘correntes’ compartilhadas com um único objetivo atrair pessoas para golpes. As correntes possuem características semelhantes: prometem um suposto benefício e direcionam o usuário a acessar um link malicioso. 

No Piauí, um link compartilhado para um suposto cadastramento do Governo Federal em um site para que as pessoas recebam o Auxílio Cidadão tem se espalhado rapidamente. No entanto, o governo adverte: Essa informação é falsa!

Através de nota divulgada no site oficial da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, há a explicação de que a proposta para o auxílio existe, sim, no entanto, ainda não há disponibizado meios para o cadastro, como o link que está sendo compartilhado através de WhatsApp.

“Atenção: é falsa a informação que circula em alguns grupos de WhatsApp e em postagens de redes sociais neste domingo (22.03) sobre um suposto cadastramento do Governo Federal em um site para que as pessoas recebam o “Auxílio Cidadão”. O texto cita uma ajuda mensal de R$ 200 para trabalhadores autônomos e pessoas de baixa renda para combater o Coronavírus”, informa.

Link compartilhado através de WhatsApp, que fala sobre um cadastramento ao ‘Auxílio Cidadão’ é falso.

Crise na saúde:Deputado Flávio Nogueira condena intolerância e briga pelo poder

Parlamentar criticou falta de liderança 

O deputado federal Flávio Nogueira (PDT-PI) usou as redes sociais nesta segunda-feira (23) para condenar o que chamou de “briga nefasta e idiota da busca pelo poder”. Segundo ele, mesmo nos momentos de extrema gravidade o país não consegue unir seu povo e avaliou que falta a firmeza de um líder. Ele alertou que é necessário todos terem noção de nação.

“Parece que, até em momentos de extrema gravidade, o país não consegue unir seu povo. A intolerância, o ressentimento, a briga nefasta e idiota da busca pelo poder, da marcação de espaços, impedem a união de todos contra um ser invisível, muito menor do que nós – mas de enorme efeito nocivo – o novo coronavírus. O nosso foco – deveria ser – o vírus que ameaça nossa integração. Que poderá separar entes queridos, amigos ou compatriotas. Temos que ter noção de nação”, escreveu o parlamentar.

Nogueira considerou ser inexplicável a perda de tempo com interesses mesquinhos em meio à pandemia do novo coronavírus. Sem citar nomes, ele apontou que tem existido discursos rasos e sem nenhum fundamento, cujo objetivo é expor a discórdia e aumentar o clima beligerante no país. Para ele, o Brasil precisa de líder e não de salvadores.

“Inexplicável que se perca tempo com interesses mesquinhos. Discursos rasos, sem nenhum fundamento. Sem consciência do que fala, para simplesmente expor a discórdia e aumentar a beligerância. Nos momentos de crises, geralmente, aparecem os líderes. Naturalmente. Sem slogans eles surgem de um momento para outro. E o Brasil precisa de um desse (não de salvadores) que nos conduza para sairmos dessa empreitada”, encerrou. (Com informações de Guilherme Almeida)

Movimento incentiva consumidores a “apoiar negócio locais”

Na internet, uma corrente visa incentiva os consumidores, neste momento, a procurarem os serviços de pequenos e micro negócios. O texto compartilhado destaca: “Um mês difícil pode ‘quebrar’ um negócio. Peça comida das pequenas lanchonetes. Compre no petshop da esquina e não das grandes redes. Mc Donalds vai sobreviver. Carrefour vai sobreviver. Ajude aquelas empresas que precisam para continuar existindo”.

O cenário é real: as pequenas lojas de vestuário, artigos de esporte, material de escritório e lojas de R$ 1,99, entre outras, vão perceber queda da demanda. A efetiva taxa de contaminação da doença e o grau de receio da população vão interferir diretamente no volume de vendas desses pequenos negócios.

Por outro lado, a procura por produtos básicos (alimentos, remédios e de higiene) cresce consideravelmente como resultado do desejo de estocar mantimentos.

Mercados e farmácias de bairro, por sua vez, devem continuar vendendo normalmente. Como a capacidade de estocagem é pequena, caso o pedido de produtos ao fornecedor seja adiantado, o foco deve ficar nos bens essenciais, que serão mais procurados neste momento.

“Algumas atividades produtivas estão sendo paralisadas totalmente, coisas que ainda não tinha visto na história da economia brasileira. Isso, é claro, afeta os pequenos negócios, mas agora é importante também olhar para a carteira de clientes e buscar uma forma de continuar ofertando produtos e serviços para eles”.

Edição: Virgiane Passos
Por: Glenda Uchôa – Jornal O DIA – Foto: Arquivo/ODIA

COVID-19: Divisas do Piauí na região litorânea estão desguarnecidas

As informações que veículos do transporte coletivo interestadual continuam chegando em Parnaíba e desovando passageiros de outras unidades da federação, contrariando decreto estadual por conta da pandemia mundial. 
Populares flagram a cada instante e postam nas redes sociais ônibus com passageiros chegando em Parnaíba, litoral do Piauí. 

Certamente, as divisas do Piauí na região litorânea estão desguarnecidas e sem nenhuma fiscalização. Mesmo jeito na divisa com Maranhão na altura da ponte do Jandira, na BR 402.

Equipe da secretaria de saúde do município de Parnaíba coordenada pela titular Rejane Moreira realizou fiscalização nesta manhã de domingo no terminal rodoviário da cidade. 

Na tarde de sábado foi ‘fiscalizado uma aeronave procedente do estado de São Paulo que pousou no aeroporto internacional de Parnaíba’, informou uma fonte da secretaria.

A secretaria que tem apoio da vigilância sanitária também está fiscalizando pontos de atração social e recomendando fechamento e o isolamento para conter a disseminação do vírus. (Portal doCatita)

Agespisa suspende cortes de água por causa da pandemia do coronavírus

O presidente da Agespisa, Genival Sales, anunciou ontem, 20, a suspensão do corte no abastecimento de água dos clientes inadimplentes por um prazo de trinta dias, depois do decreto de calamidade assinado pelo governador Wellington Dias. A medida tem como objetivo garantir condições para que todos possam enfrentar a pandemia do Coronavírus, adotando medidas de higiene determinadas pelos órgãos de saúde.
 “Estamos apoiando as medidas determinadas pelas autoridades sanitárias, como o isolamento social. Com isso, vai haver maior consumo de água na casa das pessoas para higienização pessoal e de utensílios domésticos com o objetivo de reduzir a disseminação do coronavírus. Essa é uma medida que consideramos urgente e necessária. A Agespisa está dando, assim, a sua contribuição neste momento de incertezas”, justificou Genival Sales.
Depois de comunicar a medida ao governador Wellington Dias, o presidente da Agespisa determinou aos setores competentes da empresa que adotem todas as providências necessárias para o cumprimento da decisão. Atendimento presencial suspenso
Genival Sales também decidiu suspender, pelo mesmo prazo de trinta dias a contar a partir do próxima segunda-feira, 23, o atendimento presencial ao público para evitar fluxo de pessoas nos espaços destinados a esse serviço e, assim, prevenir contra o contágio do novo coronavírus (Covid-19).
A Agespisa recomenda aos seus clientes a utilização da Agência Virtual disponível em seu site oficial (www.agespisa.com.br) e também da Ouvidoria da companhia, que atende pelo telefone 0800 086 8888.
Através da página na internet, o cliente pode solicitar ligações e religações de água e esgoto, segunda via da fatura, informar casos de falta de água e ocorrência de vazamentos. Estes serviços também podem ser solicitados via telefone 0800 086 8888, que funciona de segunda à sexta, das 7h30 às 19h. A ligação é gratuita também de telefones celulares.
Assessoria de Comunicação da Agespisa

Cartilha lançada pela Prefeitura tira dúvidas sobre Coronavírus

 A Prefeitura de Parnaíba lançou uma cartilha de esclarecimento de dúvidas sobre o Acovid – 19, com informações essenciais e de fácil compreensão à população em geral, de uma forma didática e bastante clara.

O prefeito Francisco de Assis Moraes Souza está engajado no combate a pandemia que assola e amedronta o mundo, mantendo reuniões e ações com o Gabinete de Mobilização e Controle para o Enfrentamento do novo Coronavírus, e contatos com autoridades de saúde do estado, para concretizar as suas atividades.

O Presidente do IPMP, João Rocha Oliveira, conforme orientação do Ministério da Saúde, vai suspender as atividades do Instituto de Previdência do Munícipio de Parnaíba, a partir do dia 23 de março, mas que não haverá nenhuma mudança de data no pagamento de aposentados e pensionistas. Uma iniciativa que foi plenamente autorizada pelo prefeito Mão Santa, visando a proteção do público que circula pelo Instituto, a maioria idosos acima de 60 anos, um dos grupos de risco. (Por:Carneiro Jr.)

 

Divergências políticas também devem ficar de quarentena

Agentes públicos precisam dar exemplo nesse momento difícil

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) mexe com o mundo inteiro e já é uma realidade em todos os lugares, mesmo aqueles onde não existem casos confirmados da doença. Nos últimos dias, o que temos visto nos noticiários é uma verdadeira enxurrada de informações, medidas emergenciais adotadas por governos e repetidas orientações para prevenir e conter a disseminação da Covid-19.

Está claro que o impacto da pandemia não será apenas na saúde, mas em diversas áreas. Diante dessa realidade que afeta a cada um de nós, é necessário que divergências de cunho político sejam deixadas de lado nesse momento. A união de governos, ainda que tenham posições distintas no campo político, se faz importante e crucial em meio à gravidade do problema. Picuinhas e politicagens devem ir para o isolamento.

Embora estejamos em um ano eleitoral, período em que normalmente se acirram as diferenças políticas, é preciso ter a consciência de que a saúde da população está em primeiro lugar. Nesse momento, as críticas devem ser ainda mais responsáveis e a fiscalização não pode, jamais, ter intuito politiqueiro. Essa é uma típica situação em que tanto governos quanto oposições precisam cumprir bem o seu papel, dando exemplo.

Esse alerta vale ainda mais para cidades pequenas, onde as divergências políticas costumam ser levadas mais a cabo. É necessário entender que os esforços precisam ser conjuntos e que ações para enfrentar a crise têm que ser apoiadas. Eventos políticos, andanças atrás de voto ou coisas do tipo devem ser pausados. Eleição é importante, mas a vida das pessoas é muito mais.

Não se defende aqui a inexistência de fiscalização e oposição. Pelo contrário, é importante se manter vigilante para evitar que mal intencionados usem a crise para atos ímprobos. No entanto, o que se quer é a união de esforços e a atuação responsável, sem qualquer tipo de mesquinhez. O sentido da política é garantir o bom funcionamento da sociedade e fazer o bem às pessoas. Nesse momento, é tudo que mais precisamos.

O novo coronavírus não escolhe lado, por isso é pouco razoável que haja agravamento da divisão política diante da crise que ele provoca. Temos sim que criticar falhas dos governantes se houver omissões e irresponsabilidades no enfrentamento do problema, mas não podemos alimentar a divisão política e social justamente nesse momento tão vulnerável pelo qual estamos passando. Nesse aspecto, os agentes públicos têm responsabilidade ainda maior.

Portanto, é necessário que nos unamos nesse momento, que sigamos as recomendações das autoridades em saúde e que os agentes públicos adotem medidas conjuntas e deem exemplo. É hora de colocar diferenças políticas que nada somam de quarentena.  (Guilherme Almeida)

Bombeiros do Piauí estariam trabalhando sem máscaras e álcool em gel

Bombeiros militares do Piauí denunciaram ao 180 que estão trabalhando sem máscaras e não há disponibilização de álcool em gel na corporação.

Segundo as informações, há muito tempo não há compras grandes para o Corpo de Bombeiros e por conta disso os materiais foram acabando, prejudicando a proteção dos profissionais contra coronavírus.

“Não tem material, até para o pessoal da ambulância, que trabalha em atendimentos no dia a dia, não tem máscara, elas estavam dando assim, de pouquinho, uma máscara por dia, e pronto”, disse um bombeiro.

Outro bombeiro informou que alguns funcionários terceirizados da Servfaz, que prestam serviços no Corpo de Bombeiros, é que estavam doando máscaras para os militares.

180 falou com a major Najra Nunes, relações públicas do Corpo de Bombeiros, e ela negou que há falta de máscaras e álcool em geral para os profissionais, que o material está sendo fornecido normalmente para a corporação.(180 graus)

Laboratório Central do Piauí já faz a segunda testagem para coronavírus

A segunda testagem para coronavírus será feita no Piauí Foto: Sesapi

O Laboratório Central do Piauí (Lacen) passou a realizar a segunda testagem para o novo coronavírus (Covid-19) a partir desta quinta-feira (19). O Lacen já é o único laboratório de saúde pública do Piauí responsável pelo diagnóstico do Painel Respiratório (Influenza-A, Influenza-B, Metapneumo, Sincincial Respiratório, Parainfluenza 1,2 e 3 e Adenovírus).

De acordo com o protocolo determinado pelo Ministério da Saúde, todos os estados realizam um primeiro teste para averiguação do painel viral onde estão vários vírus. Se o primeiro teste for positivo para um desses vírus, consequentemente tem-se a exclusão da possibilidade de ser o novo coronavírus. Se a amostra não for positiva para um dos vírus do painel viral, um novo exame era solicitado para o centro de referência Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Agora, este segundo exame poderá ser feito no estado, o que permitirá rapidez no resultado.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, explica que o Ministério da Saúde está gradativamente dando condições aos Lacens, que são os laboratórios centrais dos estados, para que, também, possam realizar o segundo teste.

O gestor aborda ainda a importância da divulgação dos dados dos resultados dos exames laboratoriais diariamente. “Estamos procedendo com transparência e com muita responsabilidade divulgando todos os dias os dados consolidados dos exames laboratoriais realizados aqui e no centro de referência, permitindo informar à população quantos caso nós temos suspeitos e quantos já foram descartados. Quero tranquilizar os piauienses e informar que até este momento não temos nenhum caso confirmado”, pondera Florentino.