“Muitas empresas não irão conseguir reabrir”, diz Sindilojas

Em entrevista ao Viagora, o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas-PI) Tertulino Passos, falou sobre a situação do comércio em meio a pandemia e disse que várias empresas pequenas não conseguirião abrir novamente.

Presidente do Sindilojas-PI, Tertulino Passos

De acordo com o presidente do Sindiloas, eles estiveram em reunião com a prefeitura de Teresina na semana passada, mas até o momento nenhuma posição foi dada. Tertulino relata que o prazo das suspenções de contratos está terminado e os empresários possuem duas alternativas: ou reduzir a jornada e consequentemente os salários, ou dar férias para os funcionários.

 “Tá terminado agora a suspensão de contratos e a única opção que o empresário vai ter será utilizar a forma de redução. Mas tá previsto em legislação, redução de salários e jornada. Por exemplo, tá retornando todo mundo agora, essa semana retornou uma parte agora, dia primeiro, e outras empresas vão retornar durante essa semana, que são exatamente o retorno das suspenções. Então as empresas têm duas alternativas: se tiver férias, mais de cinco dias, ele [empresários] podem dar férias para as pessoas, é o que tá previsto. Por exemplo, você dá férias de cinco dias, de seis dias, sete. E a outra medida seria a redução da jornada de trabalho e de salário. Só que tô fechado, eu vou ficar com uma pessoa com salário reduzido pra quê? Então, essa é a última alternativa que vai ser implementada, primeiro tem que optar pelas férias, se tiver”, explicou Tertulino.

Ainda segundo o presidente do Sindilojas, o fechamento do comércio e a demora para a reabertura tem prejudicado principalmente as pequenas empresas, e relata que muitas delas não irão conseguir reabrir  novamente.(Viagora)

Coronavírus no Piauí: 12 perdem a vida em um dia e agora somam 192 mortes

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) registrou mais 12 mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas 24 horas e contabiliza agora 192 óbitos distribuídos entre 54 municípios. As cidades de Teresina (101), Parnaíba (9) e Água Branca (7) lideram a lista de mortes pela doença no Piauí. As informações são do boletim epidemiológico desta terça-feira (02/06).

As vítimas, seis pacientes do sexo masculino e seis do sexo feminino, são de Água Branca, Angical, Buriti dos Lopes, Campo Maior, Colônia do Gurgueia, Piracuruca, São Raimundo Nonato e Teresina.

Os homens que faleceram em decorrência do novo coronavírus tinham 92 anos, (Água Branca), 68 anos (Buriti dos Lopes), 64 anos (Colônia do Gurgueia), 60 anos, 81 anos e 92 anos (Teresina). Apenas as vítimas de Teresina (60 anos) e de Água Branca (92 anos) não possuíam doenças pré-existentes.

As mulheres de 77 anos (Angical), 56 anos (Campo Maior), 84 anos (Piracuruca), 32 anos (São Raimundo Nonato), 66 anos e 85 anos (Teresina) também aumentam as estatísticas das vítimas da pandemia. Somente a mais jovem (32 anos) não possuía comorbidades.

Dos 322 casos confirmados, 168 são homens e 154 são mulheres com idades que variam de 11 meses a 92 anos. Até agora, o Piauí registrou 159 casos entre crianças de 0 a 9 anos.

Caxingó e Jerumenha registraram os primeiros casos do novo coronavírus. Agora, são 160 municípios com casos registrados da doença. O que significa que 71, 4% das cidades já foram atingidas pela Covid-19. Agora, o Piauí possui 5828 casos confirmados e 192 mortes provocadas pelo novo coronavírus.(Paula Sampaio)

Valdeci Cavalcante estende bandeira branca após apresentação do plano de retomada da economia

O Governo do Piauí apresentou ontem (02/06) o plano para retomada da economia e entusiasmou empresários, em especial o Presidente da Federação do Comércio (Fecomércio), Valdeci Cavalcante, que aprovou os pontos destacados pelo governo. Valdeci disse que a medida é cautelosa, mas segue a forma que os empresários já pensavam em atuar.

O presidente disse ainda que o setor está preparado para o retorno, e irá seguir todas as recomendações de segurança. Com o plano, o governador tranquilizou os empresários, e conseguiu uma bandeira branca, ao menos temporariamente.(Silas Freire)

Buriti do Lopes: Pastor com suspeita de Covid-19 denuncia falta de atendimento

Foi com febre, tosse seca e falta de paladar que o Pastor Frank, como é conhecido popularmente, foi buscar atendimento médico no Hospital Estadual Dr. Mariano Lucas de Sousa, em Buriti do Lopes, distante a 236 km Teresina.

Ao chegar na unidade, ele conta que não recebeu medicamentos e atendimento médico, com isso denunciou a situação em umvídeo, que rapidamente se espalhou pelas redes sociais.

No vídeo, o pastor diz que foi recebido com grosseria ao buscar informações na recepção do hospital: “Nós fomos muito mal atendidos pela recepcionista. Muita ignorância, estupidez. Eu só queria fazer um teste, pois desde a terça-feira passada que estou acamado, isolado em minha casa com os sintomas da Covid-19”.

Frank afirmou ainda: “Depois de algum tempo, apareceu um enfermeiro. Mas, infelizmente, o que ele passou para gente foi que não tinha médico para me atender no hospital. É complicado, a gente paga os nossos impostos, vai atrás de socorro e, quando chega no hospital, para fazer um teste não tem médico e é tratado com brutalidade como se você não tivesse direito nenhum”.

Foto: Reprodução Internet. 

O pastor disse que outras pessoas do seu convívio podem tercontraído o vírus.

 “A incerteza é grande. A obreira da minha igreja deve ter contraído o vírus porque ela não está se sentindo bem. Já pensei em ir no município de Parnaíba, mas é um pouco distante. Não posso ir com alguém, porque também não sei se estou com vírus e estou com medo contaminar outras pessoas. Eu deixo aqui o meu apelo, se acontecer algo pior comigo, todos vocês já estão sabendo o que houve”, completou.

O vídeo gravado por Frank rapidamente se espalhou em grupos de mensagens nas redes sociais. O prefeito do município, Júnior Percy (PTB), gravou um vídeo lamentando o ocorrido.

“Tomamos conhecimento do vídeo do Pastor Frank. Gostaria de dizer esclarecer aos buritienses que, em apenas cinco dias, em 2019, o hospital ficou sem médico. A gente lamenta, logicamente, o ocorrido”, disse.

A reportagem entrou em contato com a administração do Hospital Estadual Dr. Mariano Lucas de Sousa, mas as chamadas não foram atendidas. O espaço permanece aberto para esclarecimentos.

No último final de semana, Júnior Percy decretou ‘lockdown’ parcial na cidade depois que o número de casos dobrou em menos de 24 horas. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), o município tem 21 casos confirmados e uma morte pelo vírus. (Por: PortalODia.com)

Presos com drogas no Centro de Teresina eram estudantes universitários, diz polícia

Na manhã desta terça-feira (01) a Força Tarefa da Secretaria de Segurança do Piauí (SSP-PI), realizou uma ação no Centro de Teresina que resultou na prisão de duas pessoas e apreensão de quase 7 quilos de drogas como maconha, skunk (super maconha).

Segundo o major Audivan Nunes, coordenador da Força Tarefa, os policiais chegaram aos suspeitos após receberem uma denúncia enviada ao setor de inteligência da secretaria. Os presos, que não tiveram as identidades reveladas, são dois estudantes universitários que faziam a comercialização dos entorpecentes em uma quitinete, situada na Rua Féix Pachêco.

Além das drogas, também foram apreendidos celulares, balança de precisão e R$ 1.900 em dinheiro.(Laurivânia Fernandes)

MPF alerta que projeto de Ciro Nogueira pode criar ‘novos e poderosos mecanismos’ para lavar dinheiro

A Câmara Criminal do Ministério Público Federal pediu ao Senado a rejeição de um projeto de Ciro Nogueira (PP), pronto para votação, que legaliza jogos de azar e cassinos no Brasil.

Na nota técnica, o subprocurador-geral da República Carlos Vilhena diz que a proposta não dá aos órgãos de controle condições de fiscalizar a atividade. Ao contrário: segundo ele, o projeto “cria novos e poderosos mecanismos para a lavagem”.

“Ainda que contemplasse mecanismos formalmente eficazes de controle, o ‘estado paralelo’ que monopoliza o jogo clandestino não se curvará aos comandos da lei. Nesse contexto, não importa quem será o dono formal do estabelecimento, quem comandará será o contraventor que detém o domínio territorial”, diz a nota, em referência a bicheiros que já atuam ilegalmente.

Vilhena cita na nota técnica artigo de Deltan Dallagnol segundo o qual seria impossível ao Coaf fiscalizar a movimentação de dinheiro nas casas de jogos. Explicou que, no Brasil, são os próprios estabelecimentos fiscalizados que enviam ao órgão dados de transações suspeitas.

“Quando é o próprio titular do bingo que promove a lavagem, resta inócua qualquer regulamentação do COAF que determine a comunicação de operações suspeitas, pois é o próprio lavador, como agente obrigado, que detém em suas mãos as rédeas que lhe permitirão omitir qualquer comunicação sobre negócios ilícitos por ele geridos”, diz o artigo de Deltan.

A proposta de Ciro Nogueira, um dos líderes do Centrão, legaliza o jogo do bicho; jogos eletrônicos, vídeo-loteria e vídeo-bingo; jogo de bingo; jogos de cassinos em resorts; jogos de apostas esportivas on-line; jogo de bingo online; e jogos de cassino online.

*Com informações adicionais do O Antagonista

Em breve SESI-PI vai iniciar o serviço de Teste Rádido Covid-19

A Federação das Indústrias do Estado do Piauí(FIEPI), por meio do Serviço Social da Indústria (SESI-PI) vai iniciar, nos próximos dias, o serviço de este rápido do Covid-19 nas indústrias, para garantir a saúde e segurança dos trabalhadores, dentro do contexto de ações de enfrentamento ao novo coronavírus. 

Ao testar seus colaboradores, a empresa consegue afastá-lo rapidamente de seu posto de trabalho, diminuindo a probabilidade de contágio e disseminação da doença no local, considerando  que a rede pública não dispõe da quantidade de testes que possa suprir o atendimento a toda população.

As empresas interessadas já podem fazer reservas no horário comercial, por meio do telefone (86)3218-24.24 ou whatsapp (86) 99976-7254 ou ainda pelo e-mail: [email protected]

 

1º dia da fase de transição para a retomada da economia tem grande movimentação na Capital

Passageiros aguardam ônibus no terminal sem cumprir a distância mínima necessária
Foto: Helene Santos

O primeiro dia da fase de transição para a reabertura da economia no Ceará registrou uma grande movimentação de pessoas em Fortaleza na manhã desta segunda-feira (1º).Por toda a cidade, foram registrados um grande fluxo de pessoas se deslocando, gerando, inclusive, engarrafamentos. Transportes públicos também ficaram lotados. 

O governo do Estado permitiu o retorno de atividade de 17 setores da economia, ainda que com capacidade reduzida. O transporte público é uma delas. Até o dia 7 de junho, estão autorizados a funcionar o Metrofor, o transporte rodoviário na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e a manutenção de bicicletas, mas com somente em 30% da capacidade, o que resulta em uma média de 1.100 funcionários desse setor no Ceará. 

Nesta manhã, houve aglomerações nas estações do Metrofor na Parangaba e do Centro, mas ainda com menos passageiros do que havia antes da pandemia. Para que o serviço voltasse a operar, foram adotadas rigorosas regras sanitárias e horários reduzidos. 

Movimentação na estação do Metrofor em Fortaleza
Foto: José Leomar

No site da Compahia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), há uma página especial com as principais informações sobre o momento de retomada, como a grade de horários e orientações de seguranças. 

Já no ponto de embarque e desembarque do transporte metropolitano, na Av. Mister Hull, também foi verificado um movimento tranquilo, diferente do costume em dias normais. 

De acordo com o  presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, as empresas de ônibus seguem com os protocolos de segurança e realizando higienização rigorosa três vezes ao dia. 

Durante a manhã, também foi possível ver um movimento no Terminal da Parangaba. Passageiros aguardavam em fila, mas sem respeitar a orientação de distância mínima de dois metros. Situação se repetiu no Terminal do Siqueira. 

Nas imediações da Av. Duque de Caxias, próximo à Praça Coração de Jesus, foi registrado um trânsito intenso. Na via, agentes da operação Via Livre realizaram orientações sobre o respeito às medidas de segurança. Um grande fluxo de veículos também pôde ser visto na Av. Antônio Sales com Via Expressa. 

 Movimentação intensa de pedestres no Centro de Fortaleza
Foto: José Leomar

FIEPI faz entrega de 10 mil máscaras descartáveis à FADEX

A Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) fez a entrega de cerca de 10 mil máscaras descartáveis para a Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação – FADEX, entidade que está arrecadando e doando equipamentos de proteção individual a profissionais da saúde pública.

Segundo a gestora do Centro de Formação Profissional Cândido Athayde, Heline Melo, por meio de uma articulação do presidente da FIEPI, Zé Filho, foi celebrada uma parceria com a FADEX e para viabilizar o projeto, o SENAI disponibilizou  instrutores da área do vestuário para confecção, orientação e acompanhamento da fabricação dos EPI`s (máscaras), além de disponibilizar a Unidade Móvel de Vestuário. Mais informações: www.fiepi.com.br

 

Procons de todo Brasil pedem aprovação do Projeto de Lei em defesa do consumidor superendividado

O Procon Municipal de Parnaíba juntamente com os demais membros da Associação Brasileira de Procons (PROCONSBRASIL) uniram-se nesta sexta-feira, 29, para impulsionar a campanha “#APROVAPL3515”, em referencia à aprovação na Câmara dos Deputados do Projeto de Lei nº 3.515/2015, após já ter sido aprovado no Senado Federal.
O objetivo desta campanha é orientar a população que enfrenta dificuldades financeiras, quanto aos seus direitos de poder receber tratamento especial para as suas dívidas, tão logo seja reconhecido na condição de “superendividado”. Este projeto de lei, portanto, pretende recuperar a dignidade do cidadão devedor, viabilizando meios para que reequilibre o seu orçamento doméstico, recupere seu poder de compra e possa ser reinserido na economia.
O projeto se coloca como uma iniciativa ainda mais importante, se for observado pela lente da economia, que foi tão abalada pela pandemia do coronavirus (COVID-19), e comprometeu a geração de emprego e a renda média da família brasileira.
“É fundamental a aprovação deste projeto. Neste momento difícil na economia do País é preciso pensar na recuperação de crédito dos consumidores”, afirmou Rosângela Mourão , Secretária Executiva do Procon Municipal de Parnaíba .
Portanto, a aprovação do PL 3515, ao permitir as condições viáveis para um plano de pagamento das dívidas da família, fazendo reinserir, segundo parecer da Ordem dos Economistas do Brasil**, cerca de R$ 555 bilhões de volta na economia, sem envolver investimentos governamentais.
Este PL 3515, então, seria de fundamental importância para retomar o giro da economia, fazendo com que consumidores que hoje estejam com acesso limitado ao crédito em razão de dívidas antigas e impagáveis, possam vir a ter negociações possíveis para que haja a manutenção dos contratos, sem inviabilizar nem a sobrevivência dos consumidores nem a continuidade da atividade econômica, de modo que sejam reinseridos no mercado e possam voltar a consumidor de forma consciente.

Bairro Frei Higino:”Bar dos Amigos”era usado para venda de drogas em Parnaíba

Gilson Santos de Oliveira, 49 anos, natural de Itororó, no estado da Bahia, e sua companheira Elda Maciel Rubim, foram presos por volta das 20hs de sexta-feira(29), sob acusação de tráfico de drogas.

A prisão do casal foi efetuada após denúncia anônima, que no bar localizado à Rua Samuel Santos, bairro Frei Higino, conhecido ‘bar dos amigos’ era ponto de comercialização de drogas.

Ao chegar no endereço, a patrulha da policia militar coordenada pelo sargento Farlon Machado, realizou uma abordagem ao dono do bar e foi encontrado no interior do recinto 43 porções de maconha, 41 pedrinhas de crack, papel alumínio, balança de precisão e a importância de R$ 330 reais em dinheiro trocado, caracterizando o crime de tráfico de drogas.

O caso encaminhado à central de flagrantes de Parnaíba. O delegado plantonista autuou o casal por tráfico de drogas. (Com informações do Portal do Catita)

Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra gripe

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta feira (29) a prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe até o dia 30 de junho. A campanha teve três fases, sendo que a terceira fase (dividida em duas etapas) iria até o dia 5 de junho. Porém, o baixo índice de vacinação de grupos prioritários motivou a prorrogação da campanha.

Os grupos prioritários da terceira fase são formados por pessoas com deficiência, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, professores e pessoas de 55 a 59 anos de idade. De 77,7 milhões de pessoas que fazem parte desse público, apenas 63,53% receberam a vacina. O Ministério da Saúde espera, com a prorrogação, alcançar mais 28,3 milhões de pessoas.
A vacina contra influenza não tem eficácia contra o novo coronavírus, porém, neste momento, ajuda os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a covid-19, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde, já bastante demandados por conta da epidemia do novo coronavírus.
Até o momento, 74,9 milhões de doses da vacina já foram distribuídas aos estados para garantir a imunização do público-alvo da campanha. Os professores, parte do grupo prioritário, devem apresentar o crachá funcional para comprovar o vínculo com alguma instituição de ensino. 
EBC

Governador do PI vai decretar pela 3ª vez “lockdown parcial” no fim de semana

O governador Wellington Dias (PT) vai decretar mais uma vez o “lockdown” parcial no próximo domingo (31) no Piauí. O decreto prevê o fechamento de serviços para reforçar o isolamento social e reduzir o número de casos da Covid-19 no estado. No sábado (30), os serviços vão atuar dentro da normalidade prevista respeitando as medidas sanitárias de combate ao novo coronavírus

Domingo – funcionam apenas:

– Farmácias, drogarias e serviços de saúde 
– Imprensa
– Serviços de segurança e vigilância 
– Serviços de delivery exclusivamente para alimentação e serviços de autoatendimento bancário
-Ficam garantidos ainda serviços de borracharias, postos de combustíveis, pontos de alimentação localizados às margens de rodovias, serviços de transporte de cargas e atividades agrícolas e agroindustriais. (Informações de Carlienne Carpaso)

Coren-PI e Ministério do Trabalho firmam parceira para fiscalizar unidades de saúde no Estado

O Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren-PI) e o Ministério Público do Trabalho (MPT), representado pela procuradora Dra. Maria Elena Moreira Rêgo, assinaram um termo de cooperação para realização de fiscalização conjunta dos ambientes de trabalhos. Com a parceria, a proposta é ampliar a atuação fiscalizadora nas unidades de saúde e, dessa forma, garantir a assistência dos profissionais que desenvolvem atividades laborais para contenção do novo coronavírus (Covid-19) no Estado.

Com a assinatura do termo, serão realizadas a inspeções virtuais por parte do MPT, em parceria com o Coren-PI, em unidades e estabelecimentos de saúde com o objetivo de instruir ou subsidiar a atuação final dos órgãos a partir dos diagnósticos obtidos. Para isso, o MPT também vai elaborar um Check List das Condições de Trabalhos nos Serviços de Saúde para melhor direcionar as inspeções virtuais, além de disponibilizar um relatório que será encaminhado para as entidades parceiras.

Nesse processo, o Coren-PI tem a responsabilidade de indicar um profissional para acompanhar a inspeção in loco. A presidente do Conselho, Dra. Tatiana Melo, explica que as vistorias técnicas do Coren-PI pelo Estado também continuarão de forma independente. “Essa parceria com o Ministério do Trabalho é muito importante, pois fortalece as fiscalizações no âmbito das condições de trabalho dos profissionais de enfermagem. A partir dessas ações conjuntas, os resultados obtidos serão divulgados com aprovação de ambas as partes envolvidas”, informa a presidente.(Fonte: Com informações da Ascom)

Coronavírus: Piauí tem 138 mortes e casos confirmados passam de 4 mil

O boletim epidemiológico divulgado na noite desta quarta-feira (27) pela Secretaria de Saúde registrou que os casos confirmados de coronavírus saltaram de 3.966  para 4.243 no Piauí.

Boletim foi divulgado pela Secretaria de Saúde do Piauí nesta quarta-feira (27)

A Sesapi confirmou mais 4 mortes e total de óbitos sobe para 138 no Estado. Trata-se de duas mulheres, de 54 e 90 anos, e dois homens, de 69 anos e 71 anos. A idosa era natural de Água Branca e as outras vítimas eram de Teresina. Todos os pacientes tínham comorbidades relacionadas como problemas pulmonar, cardiovascular ou hipertensão.

Segundo o boletim, foram confirmados mais  277 casos da doença ( 134 mulheres e 143 homens) , sendo registrados os primeiros casos em  Campo Alegre do Fidalgo, e Santana do Piauí. Com isso, 147 municípios passam a ter casos de Covid-19. Milton Brandão, que aparecia na lista com casos positivos, sai do sistema. A pessoa, embora natural do município, mora em São Paulo.

O Estado possui 5.481 casos descartados e 31.869 testes rápidos negativos. São 485 internados (325 leitos clínicos ,159 em UTI e 1 em leito de estabilização) e 422 altas. Até agora foram registrados 758 casos confirmados entre pessoas com mais de 60 anos. O percentual de mortalidades nessa faixa etária é de 71, 74%.

Nota de repúdio à redução de salários de servidores públicos do Piauí

O Sinte Piauí, vem a público manifestar o seu veemente REPÚDIO às medidas estabelecidas pelo governo Wellington Dias, envolvendo cortes nos salários dos servidores ativos e descontos nos proventos dos aposentados, supostamente, para custear a crise sanitária causada pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

O governo do Piauí, maquiavelicamente, usa como artifício o combate à emergência sanitária, para achatar ainda mais, não a curva da doença, mas os subsídios dos servidores piauienses ativos e aposentados, um processo de arrocho salarial que está sendo processado antes da pandemia.

Esta postura marca um franco ataque a classe trabalhadora deste estado, há meses denunciado pelo Sinte Piauí, pela perversidade similar ou até pior do que a perpetrada por governos anteriores, aumentando a crise sanitária e desfavorecendo o enfrentamento concreto à Covid-19.

Os servidores do estado do Piauí padecem com reformas, descontos e, agora, com o álibi de pandemia, cortes. Consequentemente, os servidores do estado terão acentuadas as dificuldades para manter a sua sobrevivência.  

Nesta perspectiva, este nefasto governo para a classe trabalhadora, vai de encontro a distintas recomendações técnica, até do próprio Fundo Monetário Internacional, que destacam como necessidade imperiosa no curso da pandemia, a garantia de renda e salários para os trabalhadores. A linha oposta, assimila a política econômica ultraliberal, se aproveitando da crise para reduzir salários.

Apelar para a redução salarial, além de degradar as condições de vida dos servidores ativos e aposentados e de suas famílias, deixa evidente o quanto é insano e monstruoso jogar a conta da pandemia sobre as costas do trabalhador piauiense.

O governador Wellington Dias pode e deve, por obrigação, no atual cenário, procurar soluções emergenciais no combate a crise sanitária, contudo, não pode, levianamente, se aproveitar desta obrigação para aumentar a perseguição que há anos exerce sobre os servidores e servidoras do Piauí.

Dessa forma, o Sinte Piauí mantendo-se aguerrido em prol dos trabalhadores e trabalhadoras em educação da rede estadual, REPUDIA os atos insanos de redução salarial, especialmente pela categoria já ter sido, criminosamente, penalizada pela Reforma da Previdência.

Teresina, 26 de maio 2020.

Diretoria Sinte Piauí

Parte dos respiradores que foram confiscados pelo Ministério da Saúde chegam ao Piauí

A Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi), recebeu na tarde desta quarta-feira (27) vinte respiradores mecânicos comprados pelo Governo do Estado que haviam sido confiscados pelo Ministério da Saúde. Através de mandado de busca e apreensão, os equipamentos foram localizados em São Paulo e o governo enviou avião para o resgate imediato.

A busca e apreensão foi determinada pelo juiz Márcio Braga Magalhães, da 2ª Vara Federal, que solicitou ao Ministério da Saúde a devolução dos equipamentos ao Piauí, que haviam sido retidos a pedido do Governo Federal para distribuição em outros estados. A compra dos respiradores foi feita antes da pandemia do novo coronavírus e o Governo do Piauí foi surpreendido com o confisco do Ministério da Saúde.

Os respiradores fazem parte de um lote de 81 equipamentos adquiridos pelo Governo do Estado que estavam retidos. O restante do lote deve ser entregue nos próximos dias, já garantidos também por decisão judicial. De acordo com o secretário Florentino Neto, dos vinte respiradores, onze serão destinados à ampliação da UTI do Hospital Natan Portela; cinco vão ser colocados no Hospital de Campanha do Ginásio Verdão e quatro serão deslocados para o Hospital Getúlio Vargas (HGV).

Os respiradores são acionados nos casos mais graves da Covid-19, ajudando o paciente a recuperar a capacidade do tecido pulmonar. O secretário Florentino Neto acredita que, com a chegada dos respiradores, o sistema de saúde terá uma situação “mais confortável”. “Além de toda essa iniciativa, nós estamos em tratativas para trazer mais respiradores da Turquia em uma contratação feita pelo Estado”, diz ele. Na sexta-feira (29) mais 100 respiradores devem chegar ao Estado vindos da Turquia. A compra foi feita pelo Consórcio Nordeste.(Laurivânia Fernandes)

Coronavírus no Piauí registra triste recorde: 15 mortes em um único dia

O Piauí bateu recorde de mortes por coronavírus nas últimas 24 horas: 15 óbitos. Os números foram atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde no início da noite desta terça-feira, 26. Os municípios que registraram óbitos são Barras, Buriti dos Montes, Campo Maior, Demerval Lobão, Esperantina, Parnaíba e Teresina.

De acordo com o boletim epidemiológico, as pessoas que faleceram em decorrência do novo coronavírus são 10 do sexo masculino e 5 do sexo feminino. Os homens tinham 74 anos (Barras); 65 anos (Buriti dos Montes); 82 anos ( Campo Maior) e 47 anos, 55 anos, 62 anos, 63 anos , 67 anos , 69 anos , 69 anos (Teresina).

Já as mulheres tinham 76 anos (Demerval Lobão), 74 anos (Esperantina), 74 anos (Parnaíba) 82 anos e 85 anos (Teresina). Com exceção de um paciente de 63 e um de 69 anos, da Capital, os demais tinham comorbidades relacionadas.

Dos 246 novos casos divulgados no boletim de hoje, são 135 mulheres e 111 homens, com idades que variam de 1 mês a 98 anos.

Brasileira, Curral Novo do Piauí, Guadalupe, Milton Brandão, São João da Fronteira e Varzea Branca entraram na lista de municípios com os primeiros casos confirmados do novo coronavírus.

Agora, são 146 cidades que possuem casos registrados de covid-19. Campo Largo, que constava na relação, sai da lista de municípios com casos positivados, por conta da inconsistência de dados na notificação . No total, o Piauí possui 3966 casos positivos de Covid-19 e 134 mortes pela doença.(Nataniel Lima)

Valdeci Cavalcante vai retomar obras do Sesc e comerciantes vão abrir na marra

O presidente da Fecomércio, Valdeci Cavalcante, anunciou ontem no final da tarde em entrevista à mídia  que já autorizou a retomada de 8 obras do círculo da Fecomércio em todo o estado.

Segundo Valdeci, a Construção Civil se ampara a um decreto nacional que sobrepõe o município  e ao estado, como um serviço essencial. Para o presidente até o fim de semana comerciantes de bairros de Teresina também abrirão suas portas por que não suportam mais. Ele não quer esperar a programação gradual do governo e do município de Teresina, que sem dúvida é o correto, pois essas autoridades tem o conhecimento da situação de perto.

Por outro lado, a situação da economia também é muito delicada, no entanto, sempre é bom lembrar que qualquer precipitação pode custar vidas.(Por:Silas Freire)

Empresário Valdeci Cavalcante diz que Senac fechará unidades no Piauí

O empresário e Presidente da Federação do Comércio do Piauí, Valdeci Cavalcante, afirmou que o Senac-PI deve fechar pelo menos cinco unidades no estado devido a crise financeira causada pela pandemia do coronavírus. 

“O Senac está preparado para fechar o de Campo Maior, de Barras, do Parque Piauí [em Teresina], de Bom Jesus e José de Freitas”, disse.

Valdeci afirmou ainda que, com o fechamento do comércio no Piauí, aproximadamente 70 mil pessoas ficarão desempregadas.  

“Estamos ‘beirando’ aqui no Piauí, 70 mil pessoas desempregadas agora em julho. Quando terminar esse auxílio que o Bolsonaro está dando, vai começar a grande miséria”, frisou. (Bruna Sampaio – R10))