OPINIÃO: “Muita farofa e pouca linguiça”

Governador do Piauí faz muito barulho em torno da Coronavac, no entanto a vacinação só deve começar pra valer a partir de abril

Por:Toni Rodrigues

Nos anos 1970, o famoso jornalista Deoclécio Dantas costumava encerrar seus comentários com a seguinte afirmação: “É muita farofa e pouca linguiça.” Segundo ele, os políticos costumam fazer muito barulho por nada. Ou quase nada.

Neste caso da Coronav, a frase de Dantas é totalmente cabível. O governador Wellington Dias (PT) fez uma grande festa. Muito barulho por quase nada. Segundo leitura de O Antagonista, site nacional de política: “A vacinação contra a Covid-19 no Brasil vai engatinhar.”

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que atua como porta-voz dos governadores do Nordeste, disse ao Metrópoles: “Em janeiro e fevereiro, vamos ter poucas doses. Em março, deve começar a melhorar e a normalizar lá para abril, quando teremos um volume bem maior, com cerca de 30 milhões de doses por mês.

As primeiras doses que estão chegando aos estados devem acabar em menos de uma semana, segundo o presidente do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Saúde, Carlos Lula. No mais, apenas o mesmo espetáculo de sempre. Muita expectativa e pouca realização. Ou nenhuma. (TR)

É preciso decretar a falência da Agespisa e partir para o plano “B”

Escritório da Agespisa em Parnaíba

Por: Bernardo Silva

É voz geral: A Agespisa presta um péssimo (des)serviço à população Parnaíba e região. E nas redes sociais todos os dias a falta de água nos bairros é assunto recorrente. Apenas vez por outra o escritório local da empresa publica banners comunicando a suspensão do fornecimento em algumas regiões, como desculpa que não passa de fumaça escondendo a verdade. E qual a verdade? A Agespisa faliu. Acabou!!! Não tem dinheiro pra nada.

O desmantelamento da empresa foi um processo lento. Políticos, do naipe de Wellington Dias usaram e empresa como cabide de empregos. Salários milionários. Diretores ganhando mais de 30 mil reais e, por isso, hoje, embora com tempo de se aposentarem, não o fazem porque os ganhos seriam reduzidos ao teto instituído por lei e eles perderiam dinheiro. E esses altos salários impedem a empresa de investir. E o resultado é a desgraça que todos conhecem. Não há investimentos para distribuição de água e muito menos para esgotamento sanitário. Só W. Dias já vai para quase 16 anos enrolando a população com essa massa falida.

Protestar resolveria? Bater panelas seria uma saída? Fazer movimentação em frente do escritório éaconselhável? Não!. Nada disso valeria à pena, porque, embora o consumidor faça a sua parte, pagando o consumo de algo que nem sempre existe, que é água nas torneiras, não há o retorno por parte da empresa. Isso porque não tem de onde tirar para investir. O importante, para a empresa, é continuar pagando os  marajás.

E municipaliza a empresa, seria a solução? Quem sabe! Mas isso é outra discussão, que merece profundo estudo, para que não se troque seis por meia dúzia. Bom seria, de imediato, que se apertasse mais o governador, para que ele falasse a verdade sobre a falta de investimentos na empresa. Sim, é preciso pressionar, a partir da imprensa que, em Teresina, é submissa, é comprada, sobrevive das elevadas contas pagas às empresas de comunicação pelo governo do Estado, que acaba de retirar dinheiro até da segurança para botar na comunicação.

A FAMIGERADA “ADUTORA DO LITORAL”

E o governo do Piauí, que desde o tempo em que era governador o Wilson Martins, que anuncia a construção de uma tal “adutora do litoral”, para solucionar o problema da falta de água em Parnaíba, Ilha Grande, Luiz Correia e Cajueiro da Praia. Fala-se em investimento superior a R$ 55 milhões de reais.  E esse dinheiro ainda existe? Lá se vão quase 10 anos que Wilson Martins deixou o governo. A dúvida se o dinheiro ainda existe é porque várias vezes as obras foram abandonadas pelas empresas por falta de pagamento.

A Agespisa tem feito é muito estrago e causado prejuízos por onde a tal obra tem passado.

Se houvesse oposição neste Estado, a partir da Assembleia Legislativo, deveria ser cobrado do governador o quanto ele já gastou só em propaganda com essa tal adutora, que era para ser construída em 365 dias. É já se vão quase 10 anos. Quase o mesmo tempo que o governo gastou para reformar o Centro de Convenções na capital e ainda não conseguiu.

Dá pra acreditar no Senhor, governador? Ah, me poupe!!! Vamos refletir sobre isso???

 

 

Wellington Dias sofre de uma “esquizofrenia política” que sempre distorce a realidade

Ele sempre se encontra no discurso de vitimismo. É uma trincheira onde se esconde inclusive de investigações policiais. Mas não dá para se enganar quando a questão é mais do que prática. O governador Wellington Dias, do PT passou semanas cobrando o Governo Federal sobre um plano de vacinação contra a Covid-19. Em nome de outros governadores do Nordeste, deu entrevistas e publicou notas sobre o assunto. Quando finalmente outro governador – João Dória (PSDB), de São Paulo – inicia a vacinação por lá, o petista também reclama.

Segundo reportagem de UOL, em um grupo de Whatsapp que reúne governadores de todo o país, lá foi Wellington politizar a questão: “O entendimento sempre foi o Brasil numa mesma data. Um estado coloca os demais como de segunda categoria”, teria escrito. 

É possível que nem o próprio governador do Piauí acredite nas coisas que diz e escreve. 

Wellington sofre de uma “esquizofrenia política” que sempre distorce a realidade em favor de qualquer que seja seu discurso. 

É como se, inclusive, a Polícia Federal não tivesse visitado seu governo duas vezes na mesma semana, apurando corrupção com dinheiro de combate à pandemia de covid-19. (Por:Marco Melo)

Joca Vidal no turismo parnaibano: Posse nesta segunda-feira(18)

  Joca Vidal
Por: Kenard Kruel
O querido amigo Joca Vidal vai ser a pessoa certa no lugar certo. Convidado pelo prefeito da Parnaíba Mão Santa, assumirá a Superintendência do Turismo hoje, segunda, às 13 horas, no gabinete do prefeito, no prédio da FIEPI, na Rua Riachuelo.
Em função da pandemia, a posse se dará com a assinatura e leitura do Decreto de Nomeação.
Tem meu aval e terá o meu apoio. Com fé, esperança e amor.

Mudanças na Secretaria de Educação do Piauí: Para melhor???

Gil e Chico: ambos estão querendo entrar no mesmo elevador para chegar num andar bem acima do que se encontram hoje na política; resta saber quem vai sair sorrindo de dentro dele (fotos: Jailson Soares | PoliticaDInamica.com)

Em breve teremos a reforma administrativa de Wellington Dias (PT). O governador vai preparar o rolo compressor do Governo do Estado para as eleições de 2022. E nos bastidores a briga grande é pela secretaria de Educação. Rejane Dias e Rafael Fonteles disputam a indicação. A mulher do governador quer o ex-prefeito de São João do Piauí, o médico Gil Carlos no cargo; o secretário de Fazenda quer o amigo Chico Lucas, advogado. Cada um com seus esqueletos no armário e nenhum deles parecendo bom caminho pro Piauí.

Rejane saiu da Secretaria de Educação porque foi na gestão dela que aconteceu o maior desvio de recursos públicos comprovados da história do Piauí. Petistas roubando dinheiro de transporte escolar num esquema que se espalhou por prefeituras e outras secretarias de Estado. Toas as pessoas mais próximas a Rejane já se tornaram réus por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Mais dia, menos dia, vai ser a vez dela.

E quem ela quer que seja secretário? Um ex-prefeito que também participava do esquema. Gil contratou e aditou contratos dos mais suspeitos possíveis em São João Do Piauí. Também não deve tardar para o nome dele aparecer em processos da Operação Topique. Rejane é apegada demais.

Gil é o preferido de Rejane Dias para ocupar SEDUC (foto: Jailson Soares | politicaDinamica.com)Gil é o preferido de Rejane Dias para ocupar SEDUC (foto: Jailson Soares | politicaDinamica.com)

Chico Lucas, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Piauí -Seccional Piauí conseguiu quebrar as finanças da instituição em 3 anos de gestão. Ao mesmo tempo, empresas e escritórios de seus amigos de diretoria tiveram uma evolução positiva de lucros e clientes digna da melhor fase da economia chinesa. Chico faz parte do atual grupo que manda na OAB e é o atual presidente do Interpi (Instituto de Terras do Piauí). Chico é amigo íntimo de Rafael, que busca a indicação de Wellington para sua sucessão no governo.

Em favor de Chico, além da amizade com Rafael, está o network que ele tem nos tribunais onde os processos de corrupção dentro da SEDUC estão tramitando (foto: Jailson Soares | PoliticaDInamica.com)Em favor de Chico, além da amizade com Rafael, está o network que ele tem nos tribunais onde os processos de corrupção dentro da SEDUC estão tramitando (foto: Jailson Soares | PoliticaDInamica.com)

O que está em jogo nessa disputa é o controle de centenas de milhões de reais destinados a obras de reforma de unidades escolares, daqui até a véspera das eleições de 2022. É o dinheiro do precatório do FUNDEF, mais de um bilhão de reais recebidos por Wellington Dias em julho de 2020, no meio da pandemia e que deve ter seu gasto bastante acelerado este ano. Para Rejane, pode significar mais prefeitos votando nela; para Rafael, mais deputados pedindo por ele.

OAB ajuda: Celso Barros também fala nos bastidores em favor da indicação de Chico Lucas, tal qual fez com Aurélio Lobão, indicado por ele para a PGM da Prefeitura de Teresina; na foto, atual presidente da OAB-PI recebe condecoração das mãos do ex-prefeito Ribinha, do PT de Campo Maior; a Operação Topique teve início após denúncia de que Ribinha pagou transporte escolar com nota de merenda após desviar todo o dinheiro do transporte das crianças da cidade (foto: Instagram)OAB ajuda: Celso Barros também fala nos bastidores em favor da indicação de Chico Lucas, tal qual fez com Aurélio Lobão, indicado por ele para a PGM da Prefeitura de Teresina; na foto, atual presidente da OAB-PI recebe condecoração das mãos do ex-prefeito Ribinha, do PT de Campo Maior; a Operação Topique teve início após denúncia de que Ribinha pagou transporte escolar com nota de merenda após desviar todo o dinheiro do transporte das crianças da cidade (foto: Instagram)

Tem mais: tanto Gil quanto Chico querem mais do que ser secretário de Educação. Querem chegar com força e estrutura suficiente para disputar vaga de deputado federal em 2022. Aí não tem nenhum santo querendo o bem das criancinhas do Piauí. (Por: Marcos Melo)

Oposição em Parnaíba precisa se reinventar: ou derrete

Quando da eleição de 2018, em que o prefeito Mão Santa não elegeu nenhum de seus candidatos – de governador a presidente da República, tendo tombado Luciano Nunes Filho, Heráclito Fortes, Zé Filho, Robert Rios, Wilson Martins e até Bolsonaro teve menos votos que o candidato Haddad, a oposição dançou, sassaricou, frescou, chateou, achando que estava muito bem na fita. Até porque Wellington Dias ganhou no primeiro turno. Mão Santa dizia:” perdi nada e nem ganhei. Eu resisti”.

Dois anos depois, em 2020, Mão Santa derrota fragorosamente a oposição, impondo uma vitória acachapante sobre o candidato do governador, que até hoje está tonto. Coisas da política, que já foi comparada a uma nuvem no céu. “Política é como uma nuvem. Você olha ela está de um jeito. Olha de novo, e ela já mudou”.

Agora, no início do novo governo, ao invés de primeiro se organizar e definir seu foco, pensando nas eleições do ano que vem, os opositores começam a se prender a fatos miúdos, factoides, num momento em que o Mão Santa surfa em popularidade. Essa de maximizarem o fato da Gracinha está ocupando 3 secretarias, como se fosse coisa do outro mundo, é o que se chama, verdadeiramente, de um  tiro no pé. Ela ocupou as mesmas funções durante os 4 anos que passaram, e não fizeram tanto drama.

Desse jeito, sem foco e sem abordagens sérias, o futuro da oposição em Parnaíba está bem claro: vai derreter. E ainda mais se Bolsonaro se reeleger. como dizia um certo cronista social: “Anotem para conferir depois”. (Por: Bernardo Silva)

O corona, viram?

Por: Benedito Gomes(*)

Acredito que não! Simplesmente invisível, fisicamente microscópico, sem cheiro, sem zumbido e sem matéria palpável.
Pois com este corpo sem músculos, sem ossos e sem classificação entre vertebrados ou não o corona desembarcou no Brasil em grande estilo. Não chegou de caminhão, de ônibus, nem em navio cargueiro. Chegou no Brasil à bordo de gigantes aeronaves de voo internacional e em possantes transatlânticos que cruzam nosso oceanos.

Natural da China, preferiu deixar seus conterrâneos em paz e seguiu mundo à fora, fazendo tudo o que era possível em sua atividade. Europa e Américas, foram os continentes preferidos, tanto que foi rebatizado com horado nome covid-19.

No Brasil o jovem covid fez um estrago total. Diariamente centenas de pessoas perdiam a vida, a morte trabalhava com exclusividade para o covid-19. Não morreu ninguém em 2020 de um outro mal: só de covid.

O vírus parou comércio, grandes e pequenos; parou indústrias, portos e aeroportos. Parou eventos pequenos e fechados, tais como: atos religiosos, missas, cultos, aulas e até velório de suas próprias vítimas. Fechou grandes eventos a céu aberto, como apresentações artísticas, futebol, que leva milhares de pessoas aos estádios. Centenas de outros itens foram suspensos ou cancelados.

O gigante e invisível covid-19 foi forçado a um pequeno descanso entre outubro e novembro. Bateu de frente com a eleição. Nossos políticos não se preocuparam com o risco de transmissão do vírus nos comícios, reuniões, caminhadas e no próprio dia da eleição.

É sabido e reconhecido que onde há muito dinheiro há muito interesse. Para esta eleição só de fundo partidário tinha três bilhões de reais. E, diante desta cifra de bilhões, o covid baixou a guarda, deixou a eleição passar e esta voltando com força total.

Como não é possível conversar com o cidadão wuhanense, afinal, não falamos mandarim, espero nunca sentir seus efeitos nem encontrá-lo pessoalmente.

(*)Benedito Gomes
Contador-UFPI

Compras de Natal 2020: Especialista alerta para tendências e oportunidades do e-commerce

Embora muita gente pense que a Black Friday foi a última chance de aproveitar uma grande data do comércio no Brasil, os números mostram que não é bem assim. Em 2019, as vendas de Natal alcançaram o faturamento de R$ 14,1 bilhões, segundo um levantamento da Compre e Confie.

Após covid19, equipamentos para home-office são um dos mais buscados por consumidores

Isto mesmo, a Black Friday não matou as vendas do Natal! Na verdade, as duas datas comemorativas passaram a formar uma única temporada de alta nas compras.

Sim, muita gente aproveita a Black Friday para adiantar uma parte das compras de Natal. Contudo, uma pesquisa realizada pela Social Miner mostrou que, em anos anteriores, entre os consumidores que aproveitaram as ofertas da Black Friday, 70% também pretendiam continuar com as compras durante o período de Natal.

É impossível negar que as coisas estão bem diferentes em 2020. Mesmo assim, as perspectivas para o e-commerce brasileiro são positivas. Boa parte deste otimismo vem dos estreantes nas compras pela internet. Com os cuidados de distanciamento social, 13% da população brasileira fez sua primeira compra online este ano.

E como os cuidados ainda se fazem necessários, muita gente pode continuar aproveitando os canais digitais para fazer as compras de Natal.

Os maiores crescimentos de buscas na internet falam de uma mudança na rotina. Impulsionados pela nova realidade de home-office “forçada” pela pandemia, os produtos de informática e escritório serão um dos protagonistas da lista de compras do consumidor neste Natal.

Rubens Branchini, pioneiro do segmento de E-commerce no Brasil e ganhador do Prêmio “Inovação E-commerce em 2012” através da empresa Eletrônica Santana – case internacional de publicidade on-line do Google, confirma este cenário. Hoje o empresário que é atual Diretor Comercial da ES Tech – referência no fornecimento de tecnologias de videoconferência, Comunicação Unificada e Segurança Eletrônica, pôde perceber esta tendência desde a 2ª onda do home -office. “Após terem sido surpreendidas pela implantação do home-office de forma forçada por conta da pandemia, as pessoas se adaptaram ao modelo de trabalho, passando a buscar produtos que melhorem o desempenho e a qualidade das suas entregas no trabalho remoto. Assim, neste Natal 2020 será a grande oportunidade para comprar estes aparatos tecnológicos com preços que cabem no bolso.”.

Entre os aparelhos de otimização para home-office que vão ganhar os olhos do consumidor deste Natal, destacam-se: plataformas e aparelhos de áudio e videoconferência para reuniões remotas, headsets com filtros de ruídos e alta qualidade de som, teclados e mouses sem fios, equipamentos ergonômicos como apoio de mouse, de pés, suporte para notebook regulável, nobreaks, além de aparelhos que melhoram a conectividade da internet – redes wifi,  sinal.

Sobre a ES Tech– Referência no segmento de Videoconferência, Comunicação Unificada e Segurança Eletrônica, a ES Tech é especialista em soluções para diferentes tecnologias e operações das empresas. Oferece produtos em parceria com as principais marcas na indústria nacional e internacional e detém um portfólio com mais de 8 mil produtos genuínos que vão desde uma simples fonte de alimentação até os mais modernos sistemas de segurança eletrônica, telefonia e telecomunicações. A ES Tech possui diversos canais de contato com seus clientes, as compras podem ser feitas pelo site através do site e-commerce ou pelos diversos meios de comunicação para atender seus clientes no mundo digital. Site: https://www.estech.com.br/

“Fernando Holanda deixou o seu canto solto no ar”

Por: Geraldo Brito (Balula)
Passando aqui pra deixar nossos homenagens ao Fernando Holanda que espalhou a boa música durante quarenta e pouco dos seus sessenta e oito anos aqui no planeta terra. Conheci o Fernando em 1975 quando fui morar em Parnaíba. Ele tocava nos APACHES conjunto que ele mesmo fundou. Era um dos melhores conjunto do Piauí e isso me fez ter logo um contato com ele.
Aqui uma foto de uma das formações dos APACHES em atuação na AABB em Parnaíba. Da esquerda para a direita: Pituca(Alberto Lúcio, bateria), Maninho(Santos Júnior, voz), Albino(baixo), Fernando Holanda(guitarra solo) e Cleto(guitarra base).
Em 1976 ele entrou na Ufpi pra cursar Economia e criamos o grupo de música da universidade juntamente com o Robert Ferreira, o Fonseca Júnior e o Pituka. Em seguida ele passou a se integrar com os compositores de Teresina ao ponto de deixar a sua Parnaíba e vir morar aqui de 1979 a 1981. Durante esses dois anos ele fez o seu primeiro show CANTO SOLTO NO AR com suas composições no Theatro 4 de Setembro. Depois retornou a Parnaíba e isso nos distanciou muito, mas vez ou outra o encontrava quando raramente ia a Parnaíba.
Nesses tempos de internet(em setembro último) retomamos o contato quando o vi divulgando o seu CD e livro de poesia. Começamos a dialogar e lhe passei o arquivo do meu CD MAR ACATOU, ele gostou muito e escreveu sobre o disco aqui mesmo no Face. O mesmo eu fiz com o seu CD que ele também me enviou os arquivos em mp3. Ele me pediu autorização para letrar uma musica instrumental minha e concordei. Nessas conversas ele me confessou ter cirrose e disse que bebia mesmo assim, levemente. Eu lhe falei que mesmo assim era complicado e que havia perdido o amigo Rubens Lima por problemas também com cirrose. E até lhe sugeri tomar uma cervejinha sem álcool.
Há mais ou menos uns vinte dias não vi mais nenhuma postagem dele e achei um tanto quanto estranho. E hoje recebi a noticia fatal a seu respeito. Fica aqui as nossas homenagens ao músico, cantor, compositor, poeta e a ele mesmo enquanto pessoa excelente que era.
PS: Aqui uma foto de uma das formações dos APACHES em atuação na AABB em Parnaíba. Da esquerda para a direita: Pituca(Alberto Lúcio, bateria), Maninho(Santos Júnior, voz), Albino(baixo), Fernando Holanda(guitarra solo) e Cleto(guitarra base).

Opinião: “Pitonisas da mídia ou do PT?” (Ou os desvarios da mídia tupiniquim)

Por:José Olímpio Castro

Logo após a apuração dos votos, a mídia piauiense já divulgava as mais estapafúrdias análises sobre a nova conjuntura política do Piauí, invariavelmente quase todas elas indicando o enfraquecimento da oposição e o consequente fortalecimento do governo petista.
Nada mais falso. O PT foi praticamente varrido do mapa no Piauí e no Brasil.
Em Teresina, conquistou a quarta colocação na disputa pelo Palácio da Cidade e no estado levou uma grande surra de votos em praticamente todas as grande e médias cidades do Estado, excetuando-se Piripiri.
Os petistas só lograram êxito nos grotões. O grande vencedor das eleições foi, queiram ou não, o senador Ciro Nogueira (PP) que no total conseguiu eleger por volta de 190 prefeitos dos 224 e se credencia como forte candidato a governador nas eleições de 2022.
A derrota do PSDB em Teresina pode até exigir um esforço a mais do virtual candidato progressista, mas não compromete os seus planos para o futuro. Historicamente, como tenho repetido, o PT e os teresinenses não se entendem. Fábio Novo é mais uma prova disso.
Sem contar que os emedebistas, entusiasmados depois da vitória em Teresina, já dão como certo a candidatura própria em 2022, com o senador Marcelo Castro ou outro nome.
O PT, além de ter um desempenho pífio na Capital, não tem um nome sequer que seja palatável ao eleitorado. Depois da derrota do sogro em Picos, Rafael Fonteles, secretário de Fazenda, dificilmente emplaca a candidatura ao governo do Estado.
Ademais, o fraco desempenho do PT nas eleições municipais é uma prévia do que poderá acontecer ao partido nas próximas eleições. Com Rafael fora do páreo, os petistas lançariam quem para o governo? Regina Sousa? Dona Rejane?
A disputa, portanto, tende a ser entre o MDB e o PP. O primeiro coligado com o PT e o  segundo ao PSDB. O desempenho do primeiro nas eleições estaduais vai depender do desempenho da gestão do Dr. Pessoa. Tem mais isso.
Portanto, meus caros, não se pode levar a sério as previsões das pitonisas da mídia tupiniquim. São apenas desvarios!

Opinião: “O legendário governador do Piauí e seu governo de ficção”

W. Dias (Foto:Fernando Gil Lustosa/Portalaz)

Por:Cláudio Barros/Portalaz

Há uma série de adjetivos para (des)qualificar o governo e o governador atuais do Piauí. Podem usar o que quiserem mas só posso considerar lendários, o  senhor Wellington Dias e sua gestão. Há dois bons motivos para isso!

Wellington Dias começou o ano celebrando o PIB do Piauí em padrão chinês. Olhava pelo retrovisor e enxergava a expansão da economia no ano de 2017, mas isso pouco importava: tomou para si uma obra  que não é sua (o crescimento da economia) e botou sua máquina de marquetagem para passar o verniz na obra.

O ano chega ao final e o governador segue  em sua sanha legendária. Gravou vídeos em que, em ar professoral, menciona as estratégias de seu governo para a vacina contra a Covid-19, além de dizer que seu governo tem um plano para uma vacina ainda indisponível  e sem uma logística de distribuição. Explica tão bem que até convence. Mas é pura prestidigitação, a maior especialidade do atual governante do Piauí, que bota fermento no quase nada que faz.

Assim, não é possível que se gastem adjetivos com o governador, seja para o bem, seja para o mal.

Melhor chamar a ele e a seu governo , como já posto, de lendário. Como substantivo, segundo o dicionário de Houaiss, é autor ou compilador de legendas(lendas).

Como adjetivo é referente a legenda(lenda), o mesmo que lendário, este definido como concernente ou que tem cunho de lenda, que só existe ficticiamente.

Eis, pois, sua excelência, o governador, uma ficção que fala macio e ainda ganha aplausos.

Dr. Pessoa: A mudança que Wellington Dias quer!

Sábado, véspera do segundo turno em Teresina. O governador Wellington Dias (PT) vestiu sua camisa com número 13 e mandou seu recado: a mudança que ele quer para Teresina é a vitória de Doutor Pessoa (MDB). No apelo que circula nas redes sociais, usou o mesmo bordão que deu nome às coligações de suas três últimas campanhas para o Governo do Estado, “vitória com a força do povo”.

É verdade, o povo já votou e elegeu Wellington 4 vezes governador em primeiro turno. Mas beneficiado de verdade, só o povo dele. O petista nunca foi de emprestar capital eleitoral para ninguém. Nunca incentivou que alguém pudesse ser enxergado como “líder”. Está fazendo os dois agora com Dr. Pessoa.

Estranho, né?

É bom refletir se a mudança que faz bem a Wellington faz bem ao povo de Teresina ao mesmo tempo.

Veja o vídeo abaixo e o seu sonho de mudança é igual ao Wellington, como ele diz:

A participação de Wellington Dias foi definitiva no percurso da campanha de Pessoa, desde o patrocínio direto e indireto de ataques em redes sociais – qualquer investigação séria encontra o rastro da sujeira nas redes sociais – até a chantagem eleitoral de lideranças e grupos políticos, como aconteceu imediatamente após o resultado do primeiro turno. Tudo, claro, passando também pela intimidação da imprensa e o uso da máquina diretamente na campanha. Disparos em massa de mensagens eleitorais e lavagem de dinheiro para caixa 2 de campanha já são investigações em curso dentro da Polícia Federal.

De todo modo, pelos motivos certos ou errados, a decisão do voto quem toma é o eleitor. E seja qual for o resultado, é hora do eleitor se responsabilizar por ele. (Marcos Melo)

PT perde dois terços dos municípios que havia conquistado em 2016

Recurso de Lula será julgado em sessão virtual da Segunda Turma do STFEntre 2016 e 2020, o partido de Lula e Dilma encolheu ainda mais entre os municípios que já governava

Em 2016, o PT conseguiu conquistar 256 prefeituras de todo o país, mas este ano esse número despencou.

Dentre os 256 municípios que eram governados pelo PT, 165 (65%) rejeitaram o retorno do partido de Lula ao governo municipal.

Além dos municípios que já governava, o PT venceu em apenas outros 88 municípios no primeiro turno de 2020. Total: 179 governos municipais, uma queda de 30% em relação a 2016 e de 72% em relação a 2012.

Levantamento do Diário do Poder revela que entre os 65 prefeitos petistas reeleitos em 2016, no final do segundo mandato em 2020, apenas 21 conseguiram eleger um sucessor do PT.

No Rio Grande do Sul, o PT conseguiu conquistar 39 prefeituras em 2016. Este ano, apenas 8 dessas prefeituras elegeram prefeito petista.

No estado de São Paulo, apenas o ex-ministro Edinho Silva conseguiu ser petista e reeleito prefeito de Araraquara. O PT perdeu 7 dos municípios que governava no estado a partir de 2016.

Sem votos, oposição tenta judicializar campanha em Parnaíba

A coligação que apoia o candidato do governador Wellington Dias em Parnaíba (Dr. Hélio) vem tentando judicializar a campanha eleitoral em Parnaíba, solicitando a candidatura do prefeito Mão Santa e pedindo também o fechamento da Rádio Igaraçu, por conta de comentários feitos sobre as eleições, no programa Opinião Pública, programa jornalístico da emissora. Além de outras ações encaminhadas à justiça.
Como apresentador do programa Opinião Pública, em conjunto com os advogados da Coligação Parnaíba do futuro, que apoia Mão Santa, antes que prejuízos maiores sejam causados, decidimos que seria melhor suspender o programa temporariamente, conforme explicações no vídeo abaixo:

 

Opinião:”O Governador do Piauí e o vazio de sua administração”

Por:Josino Ribeiro Neto(*)

O Governador do Piauí, que desempenha uma administração péssima, marcado por desídia e  omissão de enfrentamentos dos problemas do Estado. Preenche o vazio de sua desastrada administração, utilizando as redes sociais e se arvorando de liderança maior entre os governadores nordestinos, numa atitude de aparente e pífia de oposição ao Governo Federal, restando o abandono de suas obrigações junto a população que o elegeu .

A segurança pública não existe. O percentual do índice de criminalidade supera em muito o aceitável; a educação, na avaliação de órgãos especializados, está situada entre as piores praticadas no País; a saúde, o Governador, conforme afirmam, só cuidou da pandemia, enquanto recebia recursos financeiros; as rodovias estaduais, sem manutenção, estão intrafegáveis, esburacadas, causando constantes acidentes e, nada funciona.

Em suma, urge que o Governador cumpre o seu dever de administrar o Estado com eficiência, pare de fazer propagandas de obras custeadas pelo Governo Federal, que tanto critica, e volte a sua atenção para os graves problemas que acontecem por aqui e que necessitam de sua atenção.

Os piauienses votaram no Senhor, Governador, apostando na sua capacidade  técnica e jovial e merecem uma administração honesta e proveitosa para todo o Estado. Cuide de mudar!(Fonte:cidadeverde)

(*)Advogado

Youtuber denuncia depredação da Árvore Penteada

O ciclista e youtuber Flávio Silva, juntamente com seu parceiro de pedaladas Alessandro Santos, estão percorrendo as belezas do litoral piauiense e gravando a série “Loucos por Corridas e Saúde”.

Em meio as aventuras, eles se depararam com a triste realidade de abandono, descanso e depreciação da  Árvore Penteada, um dos principais pontos turísticos do Piauí, situado nos limites do município de Luiz Correia.
Eles chamam a atenção das autoridades públicas para a preservação do local, pois vândalos destruíram os bancos e a caixa de irrigação.
“A Árvore Penteada é um dos símbolos do nosso turismo e ver ela assim neste estado de total abandono nos deixa muito tristes”, protestou Silva.

O bate e volta entre WD e Ciro

Ao ser questionado sobre as declarações de Ciro Nogueira (PP), nas quais o senador disse que o Consórcio Nordeste, no qual ele (Wellington Dias) se tornou presidente, é uma ‘piada’ e que não serve para o Piauí, o governador se limitou a pedir proteção divina ao parlamentar e, tentando fugir de mais polêmicas, afirmou que quem responderá politicamente pelo Consórcio é o governador do Maranhão, Flávio Dino (PT).

No entanto, Dias, como de costume, voltou a comentar com euforia sobre as ações do Consórcio, e destacou que trabalhará em um gestão integrada, que englobe os oito estados que compõem o grupo. Vamos esperar e torcer, para que dessa gestão piauiense, colhamos bons frutos, pois está mais do que na hora de sair algo concreto, não é mesmo?!

Arcebispo de Teresina reclama de igrejas vazias e critica lotações em praias e bares no Piauí

O arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, criticou a lotação nas praias e nos estabelecimentos comerciais enquanto as igrejas continuam vazias nesse período de pandemia do novo coronavírus. As declarações ocorreram no momento da homilia na missa pela festa da padroeira da Arquidiocese, Nossa Senhora das Dores, na terça-feira (15) e repercutiram nas redes sociais. 

 Durante a homilia, o arcebispo diz ter conhecimento da gravação das suas palavras, mas que continuaria a declarar a sua opinião sobre o fato. Dom Jacinto conta que fez uma rápida viagem a cidade de Parnaíba para participar da missa solene do Jubileu de 75 anos da Diocese de Parnaíba, na terça-feira (8).  “As praias no final de semana, no feriado, não vi distanciamento, não vi máscara, não vi álcool em gel. Eu enfrentei um trânsito tremendo para chegar a Parnaíba, a fim de participar dos 75 anos da Diocese. Eram centenas e centenas de veículos”, diz no vídeo da homilia.  

Dom Jacinto questiona: “por que as praias não tem coronavírus e as igrejas tem?  Nossa Igreja Católica foi a entidade que mais colaborou para a preservação da vida. Não tenho nenhuma dúvida, tenhamos coragem de chegar, de participar. Abram as portas das igrejas. Quem não pode estar dentro, fique no pátio.  Multipliquem as celebrações, mas chamem o povo católico para a Igreja. Chega! Cinco meses de jejum. Chega”.

Ao chamar os católicos para participar das celebrações presenciais, o arcebispo ressalta que é necessário manter a “consciência, a prudência e o cuidado, mas não o medo excessivo”. Dom Jacinto também relata que outros templos religiosos mantiveram as atividades sem restrições de distanciamento social. 

“(O Medo). Isso nos paralisa, queremos isonomia; isso significa sermos tratados da mesma maneira como os templos protestantes, evangélicos, que muitos deles nunca pararam, de março para cá. Eu estou sendo gravado, eu sei. Eu estou certo do que estou dizendo. Nunca foram multados, fechados, nem autuados por isso”, afirmou.

“As praias agora estão cheias. Os restaurantes estão cheios. Os botequins, prostibulos, shoppings, casa de show. Será possível que é só na hóstia consagrada, no Corpo e Sangue do nosso Salvador, quem tem vírus? Não acredito. Jesus continua salvador.  Vamos ter coragem de voltar”, desabafou.

Dom Jacinto Brito pede que  os “padres, diáconos, coordenadores de comunidade tenham a força espiritual de convidar o povo a voltar às igrejas”. 

“Está na hora de voltarmos as celebrações com a devida prudência. Se for necessário multipliquem as celebrações para que haja o número permitido, mas não se acomodem. Tem muita gente se acomodando, chega! A minha palavra é essa: chega de acomodação. É hora de voltarmos”.   (Carlienne Carpaso)

Ex-deputado Robert Rios é internado com 50% do pulmão comprometido por Covid

O ex-deputado estadual, ex-secretário de Segurança do Piauí e candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo médico Dr Pessoa (MDB), Robert Rios Magalhães (PSB) foi internado nessa terça-feira (15) com Covid-19. 

Robert Rios está em um hospital particular em Teresina com pneumonia e 50% do pulmão comprometido. Ele- que está no 13º dia da Covid-19- estava em tratamento em casa, mas teve que ser hospitalizado. 

O candidato a vice-prefeito está em um leito clinico e consciente. Devido a doença, ele não participou da convenção municipal que homologou a chapa nessa terça-feira (15).

Graciane Sousa