Abandonado, prédio do Iaspi em Floriano vira caso de polícia

Abandonado. É dessa forma que o prédio onde funciona o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado (IASPI), em Floriano, se encontra.

O prédio, localizado na Rua João Dantas, região central da cidade, tem sido alvo de inúmeros delitos, desde que os funcionários passaram a trabalhar de casa, por conta da pandemia. Sem segurança, criminosos saquearam o local e levaram, além de ar-condicionados o motor de uma geladeira.

A Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência nesta quinta-feira (14/01), mas, ao chegar no endereço, se depararam com uma cena de total descaso. O mato está tomando o terreno, além dos inúmeros problemas estruturais, o local não tem sido higienizado e pastas com documentos ficam expostos sem nenhum tipo de proteção.

Tentamos contato com a direção do local, mas não conseguimos localizá-la. Nosso espaço fica aberto para esclarecimentos através do e-mail: [email protected] (Laurivânia Fernandes)

Agespisa em Parnaíba segue se fingindo de cega, muda e surda – mas os boletos seguem normalizados

O pior fornecimento de água do Norte e Nordeste encontra-se no Piauí. 

Fornecimento de água é força de expressão, pois por aqui isso é coisa rara. Tão rara que alguns bairros na cidade estão sem o fornecimento desde dezembro. A empresa não fala, não manifesta nota e pior, não dá suporte. 
Problema antigo.
O péssimo fornecimento de abastecimento de água vem de décadas, a empresa sempre teve problemas – ou falta de vontade mesmo – em ampliar, modernizar tubulações e bombas mais antigas que o Mão Santa. 
O fato é, que enquanto isso mais da metade da população parnaibana segue sendo humilhada, em tempos de pandemia isso é uma agressão tamanha já que moradores ficam impossibilitados de cumprir com a higiene básica contra doenças como a covid-19. Agespisa tem sua parcela de culpa no aumento dos casos em Parnaíba. 

Cuidados com a Saúde Mental são destaque no Janeiro Branco

Neste mês da campanha Janeiro Branco, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) chama a atenção para a importância dos cuidados com a saúde mental, que vem sendo afetada em todo o mundo pela pandemia do novo coronavírus. Em março do ano passado as instituições de saúde já eram alertadas sobre o que a pandemia traria, uma quarta onda relativa às doenças mentais.
Seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e a ANS o Hospital e Maternidade Marques Basto trabalha não apenas o mês de janeiro, mas todo o ano, a importância e necessidade da Saúde Mental e, este ano com o tema ‘Todo Cuidado Conta’ com intuito de promover um pacto pela saúde mental em meio à pandemia da Covid 19.
 
Para a psicóloga Simony Cardoso, responsável pelo Ambulatório de Especialidade Médicas do Hospital e Maternidade Marques Basto, os cuidados com a saúde mental devem ser diários, pois assim como o corpo, a mente também adoece. “Ter saúde mental é cuidar da saúde física, da alimentação, cultivar boas relações, buscar o autoconhecimento, reservar um tempo pra fazer o que se gosta, dizer não as violências e buscar ajuda quando necessário. São práticas que devemos fazer para que se evite adoecimentos mentais, como a ansiedade, por exemplo, e consiga ter um bem estar físico e emocional”.
As ações da instituição ocorrem mais intensamente durante todo o mês de Janeiro, no entanto ao longo do ano são realizadas atividades isoladas de suporte com os psicólogos da Instituição.

Hospital Marques Basto  80 anos prestando serviços nas áreas de saúde e serviço social ofertando atendimento médico de qualidade em um ambiente amplo e confortável oferecendo comodidades e acesso a especialidades médicas. O mais completo centro de saúde da região norte! Marque sua consulta pelo número (86) 3315 – 7001, de 8h às 12h e 14h às 18h.

TÁ PENSANDO QUE EU SOU O QUÊ?!!

A reação do governador Wellington Dias (PT) à operação da Polícia Federal que apura possíveis desvios de recursos na Secretaria de Estado da Saúde, destinados a combater o Covid 19, foi uma repetição de tudo aquilo que ele já fez, e disse, sobre operações policiais federais na sua administração. Foram seis ao todo.

Operação Campinale é apenas espetáculo contra meu governo, diz Wellington Dias

Primeiro, mostrou surpresa. Falou aos repórteres como se aquilo fosse uma grande novidade para ele — e para toda a sociedade. Afinal, não existe ninguém mais honesto, mais comprometido com a coisa pública, no seu entender. Pouco antes, aos interlocutores, declarou: Tá pensando que sou o quê?! E sorriu.

Ou seja, vamos desmontar essa armação! Isso mesmo, para ele a operação Campanile, que em bom português significa Campanário, a parte mais alta de uma torre, onde ficam os sinos, não passa de uma arapuca. “Isso é um espetáculo. Mais um espetáculo. A Polícia Federal já fez seis operações em meu governo e nada encontrou. Nada resultou em processo. De todo modo, estamos prontos para colaborar com o que for necessário. Esclarecer os fatos, mostrar de novo a integridade do governo”, declinou o chefe do Executivo.

O segundo ponto defendido pelo governador foi exatamente este: desacreditar a PF. Mesma coisa que ele fez na operação Topique — mesmo que depois tenha afastado os implicados Helder Jacobina, coronel Ronald Moura e a própria primeira-dama, dona Rejane Dias (PT), da Secretaria de Educação; mesma coisa que ele fez em relação à Operação Itaorna, em que, aliás, ele foi mais longe: pegou um punhado de deputados camaradas, conselheiros do TCE/PI (Tribunal de Contas do Estado) e outros políticos e foi pressionar o procurador geral de Justiça. Deu certo. (Por:Toni Rodrigues)

Florentino se nega detalhar despesas do Covid 19, diz Teresa Britto

A Assembleia Legislativa do Piauí criou uma comissão parlamentar de acompanhamento dos gastos de combate ao covid 19. Ao prestar informação, a deputada Teresa Britto (PV) disse que encaminhou aos secretários diretamente envolvidos no processo, especialmente o secretário de Saúde, Florentino Neto, requerimento no sentido de que as despesas sejam pormenorizadas.

Teresa Britto e Florentino: negativa de informações da Sesapi

“Encaminhei requerimento para que fossem encaminhados os gastos discriminados”, disse a deputada. Ela falou não tem sido omissa representando a oposição. Disse ainda que o secretário de Saúde falou que a discriminação de gastos deve ser feita pela Controladoria Geral do Estado e Secretaria de Planejamento. O secretário apresentou aos deputados apenas o montante dos gastos.

Teresa Britto disse ainda que a comissão é presidida pelo deputado Henrique Pires (MDB). Segundo ela, o presidente também solicitou informações detalhadas. No entanto, apesar disso, nunca o secretário encaminhou as informações requeridas. “É obrigação deles nos enviar esses gastos discriminados, principalmente agora, depois dessas operações da Polícia Federal”, salientou.

“Foram feitas, oficialmente, três solicitações, o próprio presidente da comissão solicitou, ficamos cobrando, era preciso que tomássemos essas medidas, mas até hoje não recebi nada relacionado aos gastos da covid como foi solicitado. Vou fazer novamente e quero, eles têm obrigação de repassar, meu papel de deputada é de fiscalizar, é obrigação deles repassar”, afirmou ainda a deputada Teresa Britto.

A deputada relatou ao trnotícia que fez fiscalizações em hospitais do interior, como Parnaíba e Floriano, e ali encontrou situações deploráveis, com pacientes nos corredores e até mesmo cirurgias sendo realizadas em locais inadequados. “Fizemos fiscalizações durante 10, 12 horas seguidas, ao fim das quais meus colegas perguntavam de onde eu tirava força para tanto, muitas vezes até altas horas da noite, requerendo informações detalhadas, planilhas, observando ‘in loco’ a situação de cada paciente. É um quadro desesperador”, disse Teresa Britto.

A parlamentar disse que provocou o Conselho Regional de Medicina, Conselho Regional de Farmácia, Tribunal de Contas do Estado. “Estive na Maternidade Evangelina Rosa, constatei que as pacientes estavam passando fome, apenas com um pãozinho no café da manhã e aqueles copinhos pequenos. Ano passado estive, fiscalizei, cobrei, fui em hospital da prefeitura de Teresina, Buenos Aires, não constatei negligência por parte da prefeitura. Precisa de reforma o hospital de Buenos Aires. Fui nos três hospitais de campanha — Verdão, anexo do Hospital Getúlio Vargas, hospital da prefeitura Pedro Balzi —, mesmo com a covid, peguei covid e apenas cumpri a quarentena, mas nunca deixei de atuar.” (Por:Toni Rodrigues)

Polícia Federal cumpre mandados contra a Dimensão Distribuidora

A empresa Dimensão Distribuidora é um dos alvos da “Operação Onzena”, deflagrada pela Polícia Federal e Controladoria Geral da União, na manhã desta quinta-feira (14), que investiga ainda a Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) e Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi).

Dimensão Distribuidora

Foram cumpridos mandados na sede da empresa localizada na Avenida Gil Martins, no bairro Pio XII, zona sul de Teresina, na Prefeitura de Bom Princípio do Piauí, na sede da Fepiserh, em uma empresa e residência na cidade de Picos e em Timon, no Maranhão.

A PF e CGU apuram fraudes em processos licitatórios e superfaturamento em contratos públicos firmados pela Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi), dentre outras instituições públicas, destinados ao combate do novo coronavírus (covid-19) e custeados com recursos públicos federais repassados pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS).

Ainda de acordo com a Polícia Federal, a Dimensão Distribuidora vendeu itens de proteção no combate à covid-19, como máscara N95, máscara cirúrgica descartável, dentre outros, em percentual de até 500% superior ao definido na nota técnica 05 da Controladoria Geral do Estado (CGE) como o praticado no mercado mesmo em período da pandemia provocada pela covid-19.

Também foi constatada durante a auditoria do TCE aquisição de testes rápidos para detecção da covid-19 classificados como “não conformes” pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). (Gp1)

Covid castiga o Brasil, mas é devastadora na Alemanha e no Reino Unido

Europa já enfrenta escassez de medicamento para o tratamento da Covid-19Apesar das populações três a quatro vezes menor, europeus têm registrado mais mortes que o Brasil

O noticiário brasileiro faz parecer que o caos está instalado com segunda onda de infecções por covid-19, mas o Brasil ainda está bem melhor que países europeus desenvolvidos como Alemanha e Reino Unido, com populações cerca de 3 a 4 vezes menor.

Segundo o Worldometer, o Brasil amargou 2.824 mortes nas últimas 72h e a mídia buscou apontar culpados que não o vírus.

A Alemanha registrou 2.970 óbitos e ingleses perderam 3.336 vidas. Lá, todos se unem pela solução do problema. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Alemães e ingleses iniciaram a vacinação contra a covid, mas não têm conseguido ajudar e salvar as pessoas já infectadas.

No Reino Unido, que tem população quatro vezes menor que a brasileira, a taxa de mortalidade é de 1.204 por milhão de habitantes. Aqui são 954.

Apesar da taxa de letalidade menor no Brasil, o premier britânico, Boris Johnson, diz estar preocupado com a “variante brasileira” do coronavírus.

A Alemanha foi exemplar na contenção da primeira onda, mas viu a taxa de cerca de 100 mortes por milhão subir para mais de 500 na 2ª onda.

Atendimento médico retorna seguindo protocolos

O retorno das atividades em vários estabelecimentos aconteceu dia 04 de janeiro de 2021, após o recesso de fim de ano, e o Ambulatório de Especialidades, referência em atendimento clinico, retornou os atendimentos médicos com seu quadro de especialistas, de segunda a sexta.  

O Ambulatório segue todas as orientações de segurança dos órgãos sanitários e da Organização Mundial da Saúde exigidos devido a pandemia pela Covid 19.  

Com atendimento em 17 especialidades médicas, além de psicologia nutrição e exames em um espaço amplo e moderno o ambulatório conta ainda com toda a estrutura do Hospital e Maternidade Dr. Marques Basto.   

Hospital Marques Basto  80 anos prestando serviços nas áreas de saúde e serviço social ofertando atendimento médico de qualidade em um ambiente amplo e confortável oferecendo comodidades e acesso a especialidades médicas. O mais completo centro de saúde da região norte! Marque sua consulta pelo número (86) 3315 – 7001, de 8h às 12h e 14h às 18h.  

Ministro diz que vacinação começa ainda em janeiro e defende distanciamento

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, defendeu, hoje (13), a importância de os brasileiros continuarem seguindo as recomendações das autoridades de saúde como forma de tentar conter o aumento do número de casos do novo coronavírus (covid-19). Ele defendeu o afastamento social e afirmou que a população brasileira começará a ser vacinada ainda neste mês de janeiro, mas ressaltou que a imunização dos vacinados demora de 30 a 60 dias, ao alertar que não se pode tomar a vacina e ir fazer festa logo em seguida.

Ministro diz que vacinação começa ainda em janeiro e defende distanciamentoMinistro da Saúde destaca importância do distanciamento entre brasileiros para conter pandemia

“Todo mundo deve estar focado em salvar vidas. Cada um no seu papel. Se o papel da pessoa é se prevenir para não ficar doente, tomar seus cuidados, manter o afastamento social, este é o papel dela”, disse o ministro, em Manaus, onde apresentou um balanço das ações dos governos federal e estadual para tentar controlar a disseminação do coronavírus no estado.

“Temos que nos cuidar. Temos que seguir as orientações dos gestores. Não adianta lutar contra isto”, disse Pazuello após afirmar que todos têm que colaborar para que o país consiga superar a doença. “O papel das equipes de mídia é informar, manter a população a par do que está acontecendo para que ela fique calma e confie em quem está trabalhando. O dos empresários é manter suas estruturas funcionando para preservar os empregos das pessoas, mas com a devida prevenção e cuidados médicos”.

Vacinação

Ao afirmar sua previsão de que a vacinação inicie ainda neste mês de janeiro, o ministro explicou que as vacinas cuja segurança e eficácia forem comprovadas serão distribuídas para todo o país ao mesmo tempo, de acordo com a proporção populacional dos grupos considerados prioritários.

Pazuello também ressaltou que a população deverá manter os cuidados que já vêm sendo recomendados, como o uso de máscara, o distanciamento social e a atenção à higiene das mãos e de objetos, mesmo após o início da vacinação.

“Vamos vacinar em janeiro. A vacina induz à produção de anticorpos, mas isto não acontece no dia seguinte. A literatura [médica] fala em 30 a 60 dias. Não é tomar a vacina no dia 20 e, no dia 22 estar na rua fazendo festa”, alertou Pazuello.

Imprensa do MA divulga nome de empresa de Teresina que seria alvo da PF

COVIDÃO NO GOVERNO W.DIAS – Apesar da Polícia Federal não ter divulgado nomes dos alvos da Operação  Campanile, a imprensa maranhense tem acompanhado de perto e já divulga que uma das empresas seria campeã de contratos em dezenas de prefeituras.

O blogueiro Neto Ferreira publicou matéria com foto de viatura da PF na porta da Distribuidora Saúde & Vida, que fica na zona sul de Teresina. Neto Ferreira informou que a empresa opera em várias Prefeituras do Maranhão e já teria faturado R$ 60 milhões.

LEIA AQUI: POLÍCIA FEDERAL INVADE EMPRESA SAÚDE & VIDA QUE OPERA EM VÁRIAS PREFEITURAS DO MA

SOBRE A OPERAÇÃO CAMPANILE– O objetivo é aprofundar investigações sobre a possível existência de conluio entre gestores da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e empresários, em processos de dispensa de licitação durante a pandemia da covid-19, cujos pagamentos ocorreram anteriormente a qualquer formalização das etapas da contratação.

A partir de denúncia recebida pela PF, sobre a negociação oculta entre gestores da Sesapi e empresários, com a emissão de empenhos e a realização de pagamentos antes da formalização dos contratos e de suas publicações nos meios oficiais, a CGU levantou informações e identificou pagamentos que foram feitos antes da publicação do extrato do contrato no Diário Oficial do Estado do Piauí.

Os dados levantados pela CGU referiram-se a contratações por órgãos da Sesapi que resultaram em pagamentos de pelo menos R$ 33,7 milhões a empresas envolvidas na investigação, durante o período de março a dezembro deste ano, sendo parte desses recursos de origem federal. (Código do Poder)

Equatorial realiza campanha que devolve parte do valor de débitos quitados

A Equatorial Energia Piauí lança mais um incentivo aos clientes piauienses que estiverem interessados em quitar os débitos com a Companhia. No próximo dia 18, em ação exclusiva para esta data, a empresa irá realizar a campanha Cashbaback Equatorial. 

Os primeiros 600 clientes que liquidarem suas dívidas pelo site da empresa terão de volta parte do valor pago pela regularização das contas. Mais informações: https://pi.equatorialenergia.com.br/2021/01/equatorial-realiza-campanha-que-devolve-parte-do-valor-de-debitos-quitados/

Motociclista morre após ter cabeça esmagada por caminhão no PI

Um motociclista, ainda não identificado, morreu na manhã desta quarta-feira (13), após se envolver em um grave acidente com um caminhão de gás nas proximidades da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Bairro Nova Parnaíba, no litoral do Piauí. 

Segundo informações colhidas pelo Meionorte.com, o homem conduzia a moto na Rua Padre Castelo Branco, quando teria invadido a Avenida Coronel Lucas, onde acabou colidindo na lateral do caminhão. Na sequência, o veículo teria passado por cima dele. O motociclista teve sua cabeça esmagada, vindo a óbito ainda no local. 

O Instituto Médico Legal (IML) de Parnaíba foi acionado para realizar a remoção do corpo. Não há informações até o momento sobre o condutor do caminhão envolvido no acidente. 

Cartilha tira dúvidas sobre o precatório “Guilherme Melo”

O SINTE-PI compilou as perguntas mais frequentes dos associados sobre o precatório Guilherme Melo e elaborou esta cartilha para facilitar o entendimento sobre a Ação.

O precatório Guilherme Melo é a cobrança de metade do 13º salário e do mês de dezembro de 1994, que não foram pagas pelo governo do Estado, na gestão do Governador Guilherme Melo.

O servidor e sócio do Sinte-PI que trabalhou nesse período terá direito na Ação. Quem também terá direito são os herdeiros dos sócios falecidos,  PDVista, expurgados e outros casos que podem ser vistos na cartilha.

Lembramos que os escritório do SINTE-PI permanecem fechados para atendimento presencial. Nosso atendimento é exclusivamente remoto através dos telefones/ Whatsapp (86) 99917-0045 ou (86) 99959-0368, ainda através do email do setor jurídico: [email protected]

Serão disponibilizadas as listas com os nomes dos contemplados na ação. Caso seu nome não esteja nesta relação e você trabalhou neste período, veja as orientações na cartilha. (Sinte-PI)

Saiba quais cidades piauienses já suspenderam o Carnaval 2021 devido à Covid-19

Foliões em todo o Piauí estão em contagem regressiva para uma data que ainda não tem previsão de chegada ou acontecimento: o Carnaval 2021. Com a pandemia do novo coronavírus, alguns municípios onde ocorrem os principais festivais do estado já suspenderam o evento para não causar aglomerações e evitar, com isso, uma segunda onda da Covid-19 no estado.

OitoMeia listou os municípios piauienses onde acontecem as principais festas de Carnaval e que já se pronunciaram sobre o assunto. Confira!

Folia de Carnaval em Teresina (Foto: reprodução/ PMT)

TERESINA 

Na capital, o prefeito Dr. Pessoa já anunciou que o Corso e o Carnaval 2021 estão temporariamente suspensos. A decisão foi deliberada na primeira quinta-feira do ano, após reunião entre o prefeito Dr Pessoa e Scheyvan Lima, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC).

“Meu desejo e recomendação é para que não haja, neste momento, nem Corso nem Carnaval. Em obediência aos decretos e protocolos do poder executivo do Estado, iremos seguir nessa mesma linha, sem aglomerações que causem repercussão negativa em relação a vida das pessoas”, disse o prefeito.

CAMPO MAIOR

O prefeito Joãozinho Félix, do MDB, antecipou a assinatura do decreto que estava previsto para ser publicado nesta quarta (13/01) e anunciou que suspenderá o Carnaval na cidade de Campo Maior, além de adotar medidas restritivas para conter a disseminação do novo coronavírus na cidade.

“Eu assinei um decreto suspendendo porque aumentou o número de pessoas com Covid-19. É uma preocupação muito grande para gente. Terão bares e restaurantes abertos até meia-noite, sem aglomerações maiores. Vai ser tudo monitorado pela gente”, pontuou o prefeito.

FLORIANO

O “Carnaval da princesa”, como é popularmente conhecido o evento no município de Floriano, também foi suspenso. A decisão foi tomada após análise do prefeito Joel Rodrigues juntamente com a Secretaria de Saúde do município.

“É um momento para pensar na vida,  saúde e proteção das pessoas e, se Deus quiser, em julho, a situação será outra e comemoraremos o aniversário da cidade com grande alegria”, disse Joel Rodrigues.

PICOS

O Prefeito Gil Marques de Medeiros decretou em Picos, além da suspensão das festas carnavalescas, os eventos relacionados ao São João do município, que também não irão acontecer. Além disso, houve a suspensão de festas, shows e eventos similares promovidos ou fomentados pelo poder público municipal, dentre elas festejos comunitários.

A prefeitura dos municípios de Parnaíba, Oeiras, Barras, Bom Jesus, São Raimundo Nonato, Guadalupe e São Félix, municípios com Carnavais populares no Piauí, ainda não se manifestaram sobre uma possível suspensão do evento.

POSICIONAMENTO DO GOVERNO DO ESTADO

O governador Wellington Dias afirmou que poderá adiar as festividades de Carnaval no Piauí para junho de 2021. Ele contou que não pode adotar medidas “irresponsáveis” e que possam colocar a vida da população em risco.

“A minha visão é que não podemos ter qualquer medida irresponsável de colocar em risco as pessoas. Sei que foram duras as medidas que adotei agora no Natal, Ano Novo. Isso muitas vezes desagrada. Será a mesma coisas agora nesse período de férias, no período de Carnaval, vamos manter os mesmos protocolos. O objetivo é salvar vidas”, declarou o governador ao relembrar as medidas de restrições impostas durante a virada do ano: festas com mais de 100 pessoas foram proibidas. 

Ciro recebe em Teresina Arthur Lira, candidato a presidente da Câmara Federal

O senador Ciro Nogueira (PP) recebeu em Teresina nesta terça-feira (12/01) o deputado federal Arthur Lira (PP-AL), candidato a presidente da Câmara Federal.

“Acompanhamos a visita do meu amigo deputado federal Arthur Lira, candidato a presidente da Câmara, ao Piauí. Juntamente de nosso líder Átila Lira, das nossas deputadas Margarete e Iracema, entre outros parlamentares do Piauí e de outros estados, participamos da entrevista concedida à imprensa e da reunião com a bancada piauiense. Aproveito para agradecer aos nossos prefeitos e lideranças que estiveram prestigiando o encontro”, postou o senador.

 

Transporte alternativo; um grande desafio frente a pandemia

Desde o início do ano passado, quando o mundo foi pego de surpresa com a pandemia do coronavírus, obrigando o fechamento de colégios, faculdades, empresas, indústrias e do comércio mediante decretos estaduais, o transporte coletivo e alternativo municipal de passageiros também foi obrigado a pisar no freio. Em Parnaíba, segunda maior cidade do Piauí, não foi diferente.

Passados 10 meses, é bem verdade que as aulas em escolas, centros tecnológicos, universidades e cursos preparatórios ainda não retornaram de forma presencial, entretanto, as atividades do comércio, indústria, bancos e empresas há meses voltaram a funcionar no horário normal. Ou seja, os parnaibanos passaram a circular normalmente e, consequentemente, a usarem o transporte alternativo. Porém, o número de vans nas ruas ainda é bem reduzido, o que tem gerado lotação nos carros.

Reunião ontem na sede da Coopertranp discutiu-se a possibilidade de
serem colocados mais carros nas ruas

Na manhã desta terça-feira (12), ocorreu uma reunião na sede da Cooperativa de Transporte Alternativo e Autônomo de Parnaíba (Coopertranp) entre o presidente da cooperativa, Tomaz de Sousa Alves e os operadores do sistema, sendo que uma das pautas gerou em torno desta questão. Questionado por nossa reportagem sobre a possibilidade de a cooperativa colocar mais transportes para circular, Alves disse que dos 42 carros que compõem a frota, 60% está nas ruas, quantidade que ele, bem como os demais cooperados, consideram razoável para o momento atual. Ainda assim, a reunião finalizou sem uma definição sobre o assunto.

Presidente da cooperativa, Tomaz de Souza, ainda não bateu o martelo sobre o assunto

Ainda estamos debatendo esta questão. Entendemos o lado da população, mas também é preciso ressaltar que para colocar um carro para rodar, envolve vários gastos e como estamos enfrentando uma pandemia, muitas das vezes as despesas são maiores do que a arrecadação. Orientamos o passageiro que, ao adentrar no carro, peça ao motorista ou ao cobrador a tabela de horários. A pessoa pode tirar uma foto da tabela com o próprio celular e assim poder se programar de acordo com os horários de cada van”, disse Alves.

Garagem da Coopertranp, situada na BR 502, próximo ao Toureiro Distribuidora

Nesta quarta-feira (13), haverá uma nova reunião, desta vez na Secretaria de Transportes de Parnaíba, quando este tema voltará a ser discutido.

Por Luzia Paula

Ford diz à presidente do TST que sairá do Brasil em razão dos prejuízos na pandemia

Cristina Peduzzi completa neste domingo 19 anos no TST, que atualmente preside

Ministra Maria Cristina Peduzzi- Presidente do TST

Após o anúncio que encerrará a produção de automóveis no Brasil e fechará as fábricas no país, passando a comercializar apenas modelos importados, a Ford se reuniu com a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Maria Cristina Peduzzi. 

Representantes da montadora participaram de uma videoconferência com a presidente do TST nesta terça-feira (12) confirmando o que a empresa havia divulgado na última segunda-feira, que irá encerrar as operações de manufatura nas plantas de Camaçari (BA), Taubaté (SP) e da Troller, em Horizonte (CE).

Segundo o tribunal, o diretor jurídico da Ford, Luís Cláudio Casanova, disse que a decisão de reestruturação da empresa na América Latina ocorreu após a busca de diversas alternativas, mas os prejuízos obtidos anualmente foram ampliados durante a pandemia. 

O executivo enfatizou que a empresa sempre valorizou a negociação coletiva e buscou manter uma postura de composição e de apoio aos parceiros, uma vez que parte da produção — as unidades de Taubaté e Camaçari serão fechadas imediatamente, enquanto a da Troller seguirá em operação — ocorrerá até o último trimestre do ano, e outras atividades continuarão sendo realizadas no Brasil.

A presidente do TST lamentou o fechamento das unidades e o consequente desemprego gerado nas respectivas localidades — sindicatos locais afirmam que até 80 mil trabalhadores podem perder seus empregos. Ela enfatizou que a Justiça do Trabalho está sempre aberta à interlocução. 

“Somos instrumento de pacificação, seja pela decisão, seja pela promoção da conciliação e da mediação pré-processual. Esperamos que seja possível resolver os conflitos de forma consensual para satisfazer de maneira efetiva a vontade das partes”, reforçou a ministra Maria Cristina Peduzzi.

Após nova operação da PF no Piauí, senador Ciro defende apuração rigorosa

Um dos líderes da oposição ao Partido dos Trabalhadores no Piauí, o senador Ciro Nogueira (Progressistas) defendeu apuração rigorosa aos fatos que levaram à Operação Campanile, deflagrada pela Polícia Federal e a Controladoria Geral da União, nesta terça-feira (12/01), para apurar suspeita de fraude em licitações com recursos destinados ao combate à Covid-19.

“Qualquer tipo de denúncia, qualquer tipo de malfeito, principalmente na área da saúde, tem que ser apurado com todo rigor possível”, afirmou.

Ciro destaca que é preciso respeitar o direito de defesa das pessoas, que irregularidades na área da saúde, se comprovadas, devem ser punidas de forma “exemplar”. “Principalmente no momento em que o país está vivendo”, completou.

O senador disse ainda que, agora, é momento de “confiar no trabalho do Ministério Público e da Polícia Federal”.(Apoliana Oliveira)

Mãe de detento é presa levando bananas com recheio de maconha na Penitenciária Mista de Parnaíba

Maria Geuza Silva de Souza, 53 anos, foi presa por volta das 09hs da manhã desta terça-feira(12), acusada de tráfico de drogas em presídio. 

Ela entregou uma sacola contendo biscoitos, creme dental, sabonete e bananas para o filho detento, José Carlos Souza do Nascimento, preso pela polícia civil acusado do latrocínio do jardineiro Antonio Vasconcelos. 

Durante a revista na sacola, os agentes notaram marcas de cortes no meio das bananas, e em 03 delas foram encontradas 03 porções de maconha.   

O caso foi encaminhado à central de flagrantes. 

Ela foi autuada em flagrante delito pelo delegado plantonista desta distrital nos artigos 33 e 40 (tráfico de drogas em presidio). (Portal do Catita)