W. Diz reconhece em Brasília paralisação do do Estado: Anúncio de secretários só depois da Semana Santa

Tá difícil

Publicamente Wellington não diz, mas aos interlocutores em Brasilia informa que o Estado do Piauí está paralisado. 
Tanto que não deve mais anunciar o secretariado na próxima segunda-feira. Vai deixar para depois da Semana Santa.

Reforma

Wellington Dias deve sancionar hoje a lei aprovada na Assembleia Legislativa da reforma administrativa. 
Mas sem a devida autonomia financeira e administrativa da Uespi essa reforma é um faz de conta.

Osmar Jr

Hoje, o governador Wellington Dias também empossará Osmar Jr na Secretaria de Governo. 

Ex-governador de Goiás José Eliton é alvo de operação contra corrupção em estatal

PF encontrou mala com R$ 800 mil na casa de uma das mulheres presas. (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

O ex-governador de Goiás José Eliton (PSDB) é alvo de mandado de busca e apreensão no âmbito da Operação Decantação 2, deflagrada nesta quinta (28) pela Polícia Federal. A ação investiga fraude em licitações e desvio de dinheiro na Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago).

De acordo com os investigadores, os desvios teriam sido cometidos entre 2012 e 2016. Três empresas de um único dono teriam sido beneficiadas em contratos com a Saneago. As companhias, no entanto, teriam impedimentos fiscais e não eram especializadas nos serviços que foram contratados para executar.

Ex-governador de Goiás, José Eliton. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os agentes cumprem, ao todo, cinco mandados de prisão temporária e oito de busca e apreensão em Goiânia e Aparecida de Goiás, cidades goianas.

Na casa de uma das mulheres presas, a PF aprendeu uma mala com R$ 800 mil em espécie, além de revólveres e projetos. No carro de outro suspeito, foram encontrados R$ 1 milhão.

Os alvos de busca são endereços de investigados e pessoas ligadas a José Eliton. Há ainda a determinação do sequestro de 65 imóveis.

Revólveres e projéteis apreendidos. Foto: Reprodução

Ratos da política brigam por cargos no governo do Piauí

O deputado Franzé jogou mais lenha na fogueira

As traças da política piauiense já estão se movimentando para abocanhar uma fatia do bolo do governo nos cargos da administração Wellington Dias (PT). Sem caráter e condições de viver sem as benesses do governo, estas ratazanas iniciaram ontem, (27), uma briga intempestiva para adquirirem um contracheque no rol de cargos que faltam ser preenchidos.

Os partidos aliados da base do governador começam a entrar em conflito pela participação no novo secretariado. A discussão na base aliada teve início após o deputado, Franzé Silva afirmar que o PT não abre mão que o critério seja o número de votos total no pleito de 2018. 

Segundo ele, o partido do governador teve a maior votação -350 mil votos – e foi fundamental para a reeleição do governador. Com isso, merece um espaço maior no governo.

“O governador vai ouvir cada uma das agremiações que fizeram a eleição ser vitoriosa em 2018. Temos que ter um critério. Não vai ser de quem grita mais levar cargos A ou B ou ter privilégios. Tem que haver um critério. Nossa linha de raciocínio dentro do PT é o critério do voto”.

“A fidelização do voto da bancada do PT não aconteceu 100% nas outras agremiações. Há casos de pessoas dentro da composição, mas que tinham lideranças do interior pedindo votos a outro candidato. O PT foi 100% direcionado a votos ao PT”, afirmou.

O PT defende que os partido com lideranças infiéis tenham peso menor na hora da divisão dos cargos. “Quando se diz que tivemos mais de 300 mil votos e foram fidelizados ao governador, queremos colocar isso na mesa do governador. Quem votou no governador e quem mais teve peso na sua vitória. Essa é a linha de argumentação do PT. Queremos que o PT tenha espaço proporcional ao que colaborou para a vitória. Se o PT fidelizou 100% dos seus candidatos votando no governador, queremos colocar isso na mesa de negociação. Somos o partido com mais votos dentre os que integram a coligação”, afirmou. 

O deputado João Madison (MDB) reagiu ao critério defendido pelo PT. Segundo ele, o partido do governador quer todos os cargos. Ele lembra que na Assembleia quem tem peso maior é o MDB.

“Vamos dialogar com o governador. Não é com o Franzé e nem com o Limma. Isso quem vai fazer é o deputado Marcelo Castro e também o deputado, Themístocles Filho (MDB). Quem vota na Assembleia são os deputados. Temos seis e o PT tem cinco. Até onde sei, seis é maior que cinco. A não ser  que na matemática do Franzé seja menor”, disse. 

João Madison também cita o caso da Secretaria de Desenvolvimento Rural. O PSD queria a pasta, mas perdeu a disputa com o MDB. 

“Com relação aos cargos, o PT já tem 30%. Tem Saúde, Educação, Administração, Planejamento, Desenvolvimento Rural, que o deputado Georgiano (PSD), quis brigar e perdeu porque queriam passar para ele uma que não existe que é a do Agronegócio. É melhor o PT ficar com tudo. Os cargos do interior vão sempre para o PT. E nós que votamos? Só sobra a amargura. Não acredito que o governador vai fazer isso”, declarou. ( Fonte:Jornaldacidadepi)

Governo nega fake news da ‘decisão de Bolsonaro’ de demitir ministro da Educação

Imprensa demite ministro da Educação mas faltou combinar com Bolsonaro

A Presidência da República negou enfaticamente o boato que dava conta da demissão do ministro Ricardo Vélez Rodriguez (Educação), por decisão do presidente Jair Bolsonaro. O porta-voz do governo confirmou ao Diário do Poder que a informação é verdadeira.

“Acabamos de falar com ele”, disse Otávio do Rêgo Barros referindo-se a Bolsonaro, “e a notícia não procede”.

As primeiras informações foram divulgadas pelo canal de notícias Globonews, muito embora nenhuma fonte oficial a tenha confirmado. Como tem sido frequente no noticiário político, a suposta informação não precisa ser verdade, basta ser verossímil.

O ministro da Educação tem sido alvo de muitas críticas porque sua gestão é caracterizada por recuos quase diários de decisões já anunciadas, além de crises provocadas pelas interferências do polemista Olavo de Carvalho no MEC.

“Não se pode ter sangria desatada”, diz Themístocles sobre cargos

O MDB e o PT vivem um clima tenso na Assembleia Legislativa do Estado, devido à discussão sobre o critério para a formação da composição do governo de Wellington Dias (PT). Os partidos discordam sobre o critério e já houve troca de farpas públicas.

“Não se pode ter agonia. Não se pode ter sangria desatada. Tem que deixar para o momento certo. Na hora certa. Os deputados precisam se preocupar com problemas de estradas barragens e outros problemas que estão acontecendo no Estado. Essa questão se resolve no seu devido tempo. Na sua devida hora. Não precisa tanta agoniação”, disse.

Themístocles Filho nega que a declaração seja uma alfinetada em algum deputado da base aliada. “Isso não é alfinetada em ninguém. Tudo na vida tem a hora de acontecer”, destacou.

A polêmica foi acirrada após o deputado, Franzé Silva (PT), afirmar que o PT quer que o critério seja o número de votos dos partidos. Já o MDB, quer que o partido com a maior bancada na Assembleia Legislativa do Estado tenha preferência na distribuição dos cargos.

Deputado Fábio Abreu volta para a Secretaria de Segurança do Piauí: Vai melhorar?

Foram publicadas no Diário Oficial do Estado, edição desta quarta-feira (27/03), as nomeações de Osmar Júnior e Fábio Abreu para as secretarias de Governo e Segurança Pública.

Os nomes são os primeiros confirmados para a equipe, ao que tudo indica, definitiva do governador Wellington Dias.

Até então, Merlong Solano (PT) é quem permanecia à frente da Secretaria de Governo. Agora, como primeiro suplente, assumirá o lugar de Abreu na Câmara dos Deputados.

Na secretaria de Segurança, quem deixou o cargo foi o Coronel Rubens Pereira, que assumiu a pasta quando Abreu se afastou para concorrer à reeleição na Câmara dos Deputados.

Braço direito do governador

O nome de Osmar era dado como certo para substituir Merlon desde a campanha do petista para a reeleição, em 2018. Foi o agora secretário quem coordenou o trabalho que levou Dias ao seu quarto mandato no governo do Piauí. Desde o início do ano, ao tratar da composição do novo secretariado, Wellington sempre apontou a ida de Osmar para a pasta do Governo como uma possibilidade.

Atividade Parlamentar

Mais cedo, Abreu havia publicado em suas redes sociais que estava assumindo a representação do Piauí na Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Municípios Brasileiros, da Confederação Nacional dos Municípios (CMN). Hoje também participou de reunião na CCJ da Câmara dos Deputados. (Informações de Apoliana Oliveira)

Onde está Eduardo Cunha? De cadeia nova

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

A direção do Complexo Médico-Penal (CMP), na região metropolitana de Curitiba, transferiu grande quantidade de presos da sexta galeria do presídio —onde estão condenados da Lava Jato como o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha.

A ala agora tem apenas investigados ou condenados por crime de colarinho branco, ligados à corrupção. Antes, eles dividiam espaço com outros detentos como médicos e idosos.

Atualmente há cerca de 40 pessoas no local, que tem capacidade para mais de 70. As outras alas do presídio, no entanto, sofrem com a superlotação. O CMP foi projetado para cerca de 600 detentos, mas tem mais de 800.

Governo do Piauí “enterra” dinheiro das estradas:população cobra

Tábua de Pirulito

A população está fazendo de tudo para evitar acidentes nas estradas esburacadas pelo interior do Piauí. No trecho Picos a Santana, chegaram a plantar bananeiras nas crateras que surgiram no leito da estrada porque o DER por lá não anda. 
E, na placa, ainda há uma faixa cobrando do governador os quase R$ 4 milhões anunciados para a pavimentação da estrada.

BR-316

De matar de vergonha (quem tem vergonha) é o trecho da BR-316, entre a Casa de Custódia e a Esplanada. Os buracos prejudicam os carros e, pelo visto, o fantasmagórico DER nada faz. 
Nessa estrada já enterraram tanto dinheiro a pretexto da sua malfadada duplicação que só falta o Ministério Público entrar na história para saber em que bolsos a grana foi parar. (Portalaz)

“A Segurança é uma questão entre o governador e Fábio Abreu”, diz Xavier

O presidente do PR no Piauí, deputado estadual Fábio Xavier, afirma que a indicação do deputado federal, Fábio Abreu, para a Secretaria de Segurança não faz parte da cota do partido. Segundo ele, o retorno de Abreu à pasta é um acordo feito direto entre o parlamentar federal e o governador Wellington Dias (PT).

Fábio Xavier foi secretário da pasta e pediu afastamento para concorrer à reeleição no pleito de 2018, como manda a legislação eleitoral.

“Sem dúvidas querem manter a Secretaria de Cidades. Ninguém abre mão dos espaços que conquista. A nossa intenção é contribuir com o governador. Agora será ele quem vai decidir em qual local o partido pode contribuir. Se ele entender que é a Secretaria das Cidades permaneceremos com todo prazer e com muita satisfação, porque conseguimos uma gestão exitosa nos anos que conduzimos a pasta e temos convicção que prestamos um serviço bom à sociedade do Piauí”, disse.

Fábio Abreu afirma que não conversou com o governador sobre Fábio Abreu. “Até hoje nunca sentei com o governador para tratar de cargos com o governador. A questão do chamamento do Fábio Abreu para a Secretaria de Segurança foi uma questão entre o governador e o próprio deputado Fábio Abreu. Com relação a partido, não conversamos ainda. Estamos aguardando e temos tranqüilidade que o governador deve fazer isso na hora certa”, afirmou.

Alcolumbre faz ‘limpa’ no Senado e demite 150 apadrinhados de Renan e Sarney

O senador Davi Alcolumbre se livrou do fantasma de eventuais espiões de Renan e Sarney. (Foto: Jefferson Rudy/AgSenado)

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), promoveu uma “limpa” demitindo nesta terça-feira (26) cerca de 150 funcionários comissionados, nomeados sem concurso, quase todos ligados a Renan Calheiros (MDB-AL) e até a José Sarney (MDB-AP). Veja aqui a lista completa: Lista de Demitidos do Senado.

Todos ocupavam há anos cargos-chave de confiança, de diretores a garçons, além de assessorias muito bem remuneradas, embora de necessidade duvidosa. Aliados de Alcolumbre suspeitam que vários dos demitidos atuariam como espiões dos padrinhos.

Os atos foram publicados no Boletim Administrativo de Pessoal (BAD) do Senado Federal e atingiu pessoas que há décadas estavam pendurados em cargos de comissão, inclusive jornalistas, lotados na Presidência, da Secretaria Geral da Mesa, do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB) e da Diretoria Geral do Senado.

Aguarda-se ainda a demissão da diretora-geral do Senado, Ilana Trombka, que parece ter sido mantida no cargo para promover as exonerações determinadas pelo presidente da Casa. Mas como Trombka tem origem judaica, como Alcolumbre, há pedidos para que ela seja mantida.

Outra demissão aguardada é a de Luiz Fernando Bandeira de Melo, secretário-geral da Mesa Diretora que foi acusado de manobrar, na véspera da recente eleição para a presidência do Senado, que beneficiava a candidatura do seu “padrinho” Renan Calheiros.

Entre os demitidos estão vários jornalistas como Tânia Fusco, muito ligada à ex-senadora Roseana Sarney, nomeada em 2003 e lotada na presidência do Senado, além de Carlos Iberê Freitas, que foi assessor de imprensa do ex-presidente Eunício Oliveira. Muitos recebiam quase R$22 mil por mês.

Alcolumbre demitiu Vandira Brito Peixoto, que foi assessora do ex-senador José Sarney. Também perdeu o cargo Joaquim Campelo, integrante da equipe que elaborou o dicionário Aurélio e amigo de Sarney. Outros jornalistas exonerados: Vamireh Chacon, Lisle Heusi de Lucena, Joaquim Campelo, Ricardo Tom e Said Dib.

Estudantes da UESPI pulam as grades e tomam o jardim do Palácio de Karnak

Alguns estudantes da Universidade Estadual do Piauí invadiram na manhã desta terça-feira (26/03), a área externa do Palácio de Karnak, localizado no Centro de Teresina, ao lado da Praça da Liberdade.

Estudantes e professores da UESPI organizaram uma caminhada até o Karnak, segundo o estudante de direito, Kaytson Silva, “o principal motivo do ato de hoje é para que a gente tenha uma resposta do governo, uma resposta positiva, por que se a gente vier com mais respostas negativas, é capaz que a universidade não consiga perdurar por muito tempo”.

A organização da caminhada aconteceu no Centro de Ciências da Saúde da UESPI, localizado na rua Olavo Bilac, em frente ao hospital São Marcos. Os professores e estudantes iniciaram a caminhada na Avenida Frei Serafim com o acompanhamento do carro de som.

A caminhada seguiu até o Colégio das Irmãs e desceu passando pela Praça do Fripisa, seguindo até a rua 7 de Setembro, onde o ato subiu para chegar até o Palácio de Karnak. 

Durante a caminhada, a todo momento, estudantes e professores proferiam palavras de indignação para o estado em que a UESPI se encontra em todo o estado. Gritos e palavras como “A UESPI se nega a morrer”, tomaram conta da caminhada.

Estudante invadem área externa do palácio:

Ao chegar no Karnak, alguns estudantes invadiram a área externa do palácio para reivindicar as melhorias para a UESPI. Um jovem chegou a ser detido e algemado, mas após pedidos dos manifestantes, ele foi liberado.

Estudante é detido após invadir o palácio:

Após apelo, estudante foi liberado: 

Segundo a Coordenadora Geral do Sindicato dos Docentes da UESPI, a caminhada é uma resposta de todos os campis do estado.

“Essa caminhada é a resposta de todos os Campis do interior, para trazer para o governador nossas demandas. A gente levantou aqui, começamos uma greve colocando a questão estrutural da UESPI, e a questão financeira, falta de bolsa para estudante, uma série de problemas que a universidade enfrenta”, finalizou. 

O Secretário de Governo, Ricardo Pontes, recebeu ao final da caminhada, representantes do movimento no Palácio de Karnak, devido a ausência do governador Wellington Dias, que cumpri agenda em Brasília. 

Confira mais fotos do movimento:

 

Líderes do MDB comemoram soltura de Temer: “O presidente que mais trouxe recursos para o Piauí”

Shelda Magalhães 

“Foi mais do que justo”, “justíssimo”, “preenche todos os requisitos que a defesa solicitou”. Essas foram algumas das expressões ouvidas pela reportagem do OitoMeia a respeito da soltura do ex-presidente da República Michel Temer (MDB), liberado após decisão do desembargador Antonio Ivan Athié.

Temer havia sido preso na quinta-feira em São Paulo pela Força-Tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro. Para alguns dos principais líderes do MDB no Piauí, a prisão do ex-presidente “fere os princípios da democracia”. É o que diz, por exemplo, o deputado estadual Henrique Pires (MDB), um dos maiores defensores do ex-presidente.

Henrique Pires foi um dos políticos piauienses que mais esteve próximo de Michel Temer durante os seus dois anos e meio de governo, após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Ele considera que a prisão de Temer “fere os princípios do Estado Democrático de Direito” e fere ainda “garantias individuais”.

“Justíssimo (a soltura de Temer). Ninguém pode atropelar a Lei com base no seu passado, no que já tenha feito. Foi um atentado contra o Estado de Direito, qualquer um que seja preso da forma que ele foi, não é só ele não. Atenta contra as garantias individuais”, afirmou Henrique Pires.

O parlamentar foi um dos que agradeceu publicamente tudo que conseguiu, quando era presidente da Funasa na época do Governo Temer, como mostra a foto abaixo. “O presidente Michel Temer foi o presidente que mais trouxe recursos para o estado do Piauí. Foi a única vez na história que os tetos de saúde foram todos preenchidos pelo Governo Federal”, assegurou Henrique Pires.

Henrique Pires não era só membro da base aliada do Governo Michel Temer, mas um amigo pessoal do ex-presidente, com trânsito livre pelo Palácio do Planalto. “Ele deve estar indignado, como um operador do Direito, professor da USP, doutor em Direito Constitucional. Ele sempre prezou pela Lei e pelas garantias da Lei. Não estou dizendo que ele é santo, mas falo do que eu conheço. Até inimigos políticos como Ciro Gomes e do PT falam do quanto a prisão foi equivocada”

THEMÍSTOCLES E MADISON SE MANIFESTAM
Um dos maiores líderes do MDB no Piauí, o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi)  Themístocles Filho é mais cauteloso ao falar sobre o ex-presidente Michel Temer. Themístocles, no entanto, concorda que o ex-presidente da República contribuiu muito com o Piauí quando esteve no Planalto: “Se (o juiz) mandou soltar é porque preenche todos os requisitos que a defesa solicitou. Não é a minha opinião, é a opinião da Justiça do Brasil. Se a Justiça tomou essa decisão é atendendo ao que foi solicitado”. Questionado pelo OitoMeia se considera que Temer ajudou bastante o Piauí, ele concorda: “Sim, ele ajudou o Piauí, mas não era um presidente popular. Isso ninguém discute”.

Para outro líder do MDB no estado, o também deputado estadual João Madison, a decisão da Justiça em soltar Michel Temer foi mais que justa. Segundo ele, o ex-presidente pode até ser culpado, mas todos têm direito a defesa. E quando o assunto foi o trabalho de Temer para o Piauí, o parlamentar concordou com seus colegas de Assembleia: “Fez mais do que Justiça a liberação dele. Ele tem que se defender e não teve oportunidade, estão rasgando a Constituição. Isso é uma absurdo. Como que você vai preso sem saber nem pelo que? Ele pode até ser culpado, mas tem que ter o direito de defesa. Ele fez muito pelo Piauí, os prefeitos agradecem a ele, porque ele fez muito pelo Estado, não há dúvidas disso”.

Themístocles e Madison comentam ao OitoMeia sobre a soltura de Michel Temer (Foto: Reprodução)

Lucy Soares critica reforma e diz que governador deve explicação à sociedade

A deputada Lucy Soares, filiada ao Progressista, partido aliado do governador Wellington Dias (PT), fez duras críticas à proposta de reforma administrativa. Segundo ela, o governador deve explicações à população.

“Numa crise profunda que temos enfrentado há anos, a pergunta que fica é por que só agora, depois de tantos gastos e sofrimentos gerados, as despesas serão cortadas e a máquina desinchada? O Governo ainda deve uma explicação para a população, e essa explicação não consta nas mensagens”, disse.

Das 12 coordenadorias existentes, o governo manteve apenas cinco. A Coordenadoria dos Idosos passará a ser ligada a Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc).

Centro de Convenções: O estacionamento mais caro do mundo

DEPOIS DE TER CONSUMIDO MAIS DE R$ 35 MILHÕES, CENTRO DE CONVENÇÕES DE TERESINA VIRA PÁTIO DE ESTACIONAMENTO 12 ANOS APÓS O INÍCIO DA REFORMAO empreendimento já está recebendo dezenas de clientes todos os dias ao lado da ALEPI (foto: Marcos Melo | politicaDInamica.com)

Por: Marcos Melo

Três gestões do governador Wellington Dias (PT) já conseguiram torrar mais de R$ 35 milhões na obra de reforma do Centro de Convenções de Teresina, inútil até hoje. Mas agora, o local já gera emprego e renda!

É que com a obra parada mais uma vez e esperando uma parceria público-privada, alguns funcionários da empresa que está sem receber dinheiro para terminar a reforma que já dura 12 anos resolveram empreender.

Como eles estão sem receber seus salários também, decidiram fazer uma parceria com flanelinhas que já trabalham na Avenida Marechal Castelo Branco tomando conta dos carros de visitantes e servidores da Assembleia Legislativa do Piauí. 

Limparam o mato do local, abriram os portões e estão cobrando R$ 3 por uma manhã inteira de estacionamento. O que é bem mais barato do que se cobra no centro de Teresina, por exemplo.

Não é nenhum exagero dizer, então, que este já é o pátio de estacionamento mais caro do país. E é você contribuinte, eleitor ou não do atual governador Wellington Dias, quem tem pago essa conta infinita.

Tá duvidando? Olha no vídeo aí!

Em menos de dois meses, deputados do Piauí usaram quase R$ 170 mil do cotão da Câmara

Desde que assumiram seus mandatos, em fevereiro, os deputados federais piauienses usaram quase R$ 170 mil da cota parlamentar cedida pela Câmara Federal.

Quem mais gastou neste período foi a deputada Marina Santos (SD). De acordo com a transparência da Casa, foram registradas R$ 31.218,68 em despesas reembolsadas.

Em seguida aparecem os deputados Flávio Nogueira (PDT), que usou R$ 25.709,01; Átila Lira (PSB), reembolsado em R$ 25.153,99; e Júlio César (PSD), com gastos em R$ 24.832,98.

O recurso reembolsa despesas comprovadas com passagens aéreas, telefonia, serviços portais, manutenção de escritório de apoio, alimentação, hospedagem, frete de aeronaves ou locação de veículos, combustível, serviço de segurança privada, divulgação da atividade parlamentar, entre outras.

Cada deputado do Piauí tem direito a R$ 40.921,77 por mês em cota parlamentar.

Veja os valores gastos pelos demais deputados da bacada piauiense.

Capitão Fábio Abreu (PR) – R$ 20.793,61
Iracema Portella (PP) – R$ 15.037,12
Margarete Coelho (PP) – R$ 13.742,43
Assis Carvalho (PT) – R$ 6.002,20
Marcos Aurélio Sampaio (MDB) – R$ 4.593,01
Rejane Dias (PT) –     R$ 2.724,76

(Apoliana Oliveira)

Presidente do Senado confirma presença no Congresso das Cidades

 

O presidente do Senado Federal, senador Davi Alcolumbre, aceitou o convite do senador Elmano Férrer (PODEMOS-PI) e do diretor-presidente da Cidade Verde, Jesus Tajra Filho, para estar em Teresina no II Congresso das Cidades, que acontece de 6 a 8 de maio,com tema principal: Gestão, inovação e desenvolvimento humano.

ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e o senador Marcos Rogério (DEM-RO), presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado Federal, também já confirmaram presença no evento.

Para o senador Elmano Férrer, será uma excelente oportunidade para debater questões como o aprimoramento da administração pública e o desenvolvimento do estado do Piauí.

“Satisfeito com a resposta positiva do presidente do Senado, o amigo senador Davi Alcolumbre, do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e do colega senador Marcos Rogério para estarem em Teresina para participar do Congresso das Cidades, um evento de tamanho importância para o nosso estado e que debate conteúdos de alto nível”, afirmou o senador Elmano Férrer.

A primeira edição do Congresso das Cidades foi realizada em 2017 com mais de 200 prefeitos e 1.500 gestores municipais. Este ano, a proposta é contar com palestras e oficinas voltadas para o desenvolvimento humano e tecnológico, empreendedorismo e geração de emprego e renda, sugestões de sustentabilidade municipal, contas públicas, elaboração de projetos e parcerias público-privadas.

Também participaram da reunião com o presidente do Senado: Sávio Normando, presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado do Piauí (FCDL/PI); Ulysses Moraes, diretor da FCDL/PI; Evandro Cosme, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas/PI; e José Eduardo Pereira, ex-vice-presidente do Banco do Brasil.

 

Líder pede que Assembleia aprove a reforma administrativa até o final do mês

A Assembleia Legislativa do Estado realiza nesta terça-feira (26) sessão conjunta das comissões onde tramita a reforma administrativa. O líder do governo na Casa, deputado Francisco Limma (PT), afirma que é preciso um esforço concentrado para que as mensagens possam ser votadas até o dia 30.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), afirma que depende agora da celeridade dos relatores das mensagens que faltam ser votadas.

“Cada relator é o senhor da matéria. É ele quem vai dizer se vai fazer uma adequação ou não. Eles é que vão sugerir ao entregar essa proposta ainda amanhã”, afirmou Themístocles Filho.

O deputado lembra que as mudanças propostas pela reforma poderão ajudar o governo a manter os investimentos. “Nós devemos trabalhar isso. É isso que o povo reivindica do governador, dos deputados estaduais, federais, senadores do nosso estado. O governo precisa fazer investimentos para investir mais em educação, saúde e outras áreas”, disse

Luciano Nunes convida Wilson Martins para se filiar ao PSDB

Luciano Nunes

O Deputado Estadual Luciano Nunes revelou que continua o projeto de fortalecimento do PSDB em todo o Piauí.

Recentemente, convidou o Deputado Estadual Gustavo Neiva (PSB) e tenta trazer de volta o ex-prefeito de Teresina, Sílvio Mendes, para o ninho tucano.

Luciano Nunes também gostaria de ver filiado ao partido o ex-governador Wilson Martins, presidente Estadual do PSB.

“Conversei com o Wilson, fiz o convite e ele ficou de avaliar. Ele disse que também recebeu convites de outros partidos e que precisa de tempo para avaliar a decisão que vai ser tomada”, disse o presidente do PSDB.

Ele não descartou a possibilidade de concorrer nas próximas eleições.

“Uma candidatura majoritária depende de vários fatores mas estou à disposição do partido”, finalizou o ex-deputado.

Por: Douglas Cordeiro 

Fábio Xavier critica “intromissão” na indicação de cargos

Deputado Estadual Fábio Xavier

O presidente do PR no Piauí, deputado Fábio Xavier, criticou a intenção de algumas siglas da base governista de definir critérios próprios para cobrar indicações na nova equipe do executivo estadual que será formada a partir da próxima semana.

De acordo com o parlamentar a autonomia de Wellington Dias deve ser respeitada e apenas o próprio governador poderá criar critérios para escolha do novo secretariado. Como o Portal Douglas Cordeiro repercutiu, o MDB defende que os espaços sejam concedidos proporcionalmente ao tamanho de cada legenda.

Xavier foi enfático e destacou que ninguém deve interferir na montagem do novo secretariado.

“Eu defendo que o governador é a pessoa que tem as maiores informações, as mais completas informações para tomar a decisão que ele entender que é conveniente, acho que ninguém pode estar colocando a forma como ele deve montar o seu governo. Eu jamais faria isso o PR deixa o governador bem a cavalheiro para que ele tome a sua posição como ele entender que seja conveniente”, afirmou o deputado.

Já sobre a secretaria de cidades, pasta ocupada hoje pelo partido, o político deixou em aberto a permanência do PR.

“Nada contra a avaliação que os outros partidos fazem, a nossa do Partido da República, posso falar isso como líder do partido, é que o governador fique a vontade e tome a decisão que ele entender que é a mais conveniente para que ele tenha um governo profícuo e de realizações. Ficar ou não na secretaria de Cidades cabe exclusivamente ao governador. Nós estamos dispostos a ajuda-lo, os cargos são consequências”, concluiu o deputado estadual.

General Mourão vai cumprir agenda no Piauí em abril

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, cumprirá agenda no Piauí no próximo dia 26 de abril. A informação foi confirmada nessa sexta-feira (22), pelo senador Elmano Férrer (POD), que intermediou um diálogo entre empresários piauienses e o vice-presidente.

No Piauí, Mourão deve participar da abertura da 24ª Convenção Lojista do Piauí, e proferir a conferência magna sobre as perspectivas econômicas para o desenvolvimento do país. O vice-presidente também deve seguir viagem até o município de Pedro II, onde tem origens familiares.

Essa é a primeira vez que o vice -presidente da República, Hamilton Mourão vem ao Piauí após assumir o cargo. Com declarações polêmicas e contundentes , ele tem se destacado como uma das principais figuras do governo Jair Bolsonaro.

Por:Jornal O Dia