No PI Jefferson crítica derrubada de prisão em 2ª instância: ‘pobre na cadeia e liberdade para rico’

O presidente nacional do PTB, deputado Roberto Jefferson, assistiu do Piauí toda a repercussão em torno da soltura do ex-presidente Lula e criticou a decisão do STF, que derrubou a prisão em segunda instância.

De acordo com o Jefferson, a decisão de nada contribui com o processo democrático apenas favorece os ricos e mantém os pobres na cadeia. “Achei que foi uma decisão equivocada. É prisão para pobre e liberdade para rico”, ressaltou.

Depois de Lula, é a vez de José Dirceu

Foto: Agência Brasil

A Justiça do Paraná determinou hoje (8) a soltura do ex-ministro José Dirceu, que estava preso desde maio deste ano para cumprir pena de oito anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato.

A soltura foi determinada com base na decisão proferida nesta quinta-feira (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância.

Por:Silas Freire

Lula, mundo afora: longe da esperança de 2003

Por:Fenelon Rocha

Quanta distância entre janeiro de 2003 e novembro de 2019. No início de 2003, Lula assumia o Planalto sob o olhar esperançoso do mundo. Quase 17 anos, o agora ex-presidente sai da cadeia com registros da imprensa internacional que acentua não apenas aspectos controversos do julgamento do petista como possíveis desdobramentos preocupantes pelo fim da prisão em segunda instância – que deve por fim de vez à Lava Jato e colocar nas ruas a 5 mil presos. Hoje, Lula está longe de inspirar a esperança de antes. E o Brasil também.

Quando tomou posse em 2003, Lula encantou meio mundo por um bom tempo. Mas o vaso de porcelana começou a trincar já em 2005, com o Mensalão, depois recebendo novas fissuras com outros episódios negativos, desde os cartões corporativos até o Petrolão. O Brasil que encantou foi aos poucos voltando à leitura de sempre: uma república de bananas. Nessa volta à velha imagem, o Petrolão foi especialmente responsável.

A soltura de Lula, ontem, recebeu aplausos de poucas lideranças políticas relevantes, quase todas aqui mesmo no continente. Um dos mais efusivos foi Nicolás Maduro, que nunca passou muito de uma caricatura de líder. Cristina Kirchner festejou, mas já não tem o peso de antes, carregando o mesmo tipo de acusação que o ex-presidente brasileiro. Sobram poucos com voz ressoante, como Alberto Fernández (mesmo ainda um subproduto de Cristina) e Bernie Sanders.

Na imprensa, o registro da soltura foi imediato. Mas sem empolgação. Quando muito, colocando Lula como contraponto a Bolsonaro. É muito pouco para quem já foi a esperança de meio mundo.

 

Deputados do PT e secretários de W.Dias dançam em festa pela liberdade de Lula

Deputados e secretários de governo piauienses, do Partido dos Trabalhadores, fizeram festa na noite desta sexta-feira (08/11) para comemorar a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em vídeo, compartilhado no perfil da deputada estadual Flora Izabel, ela e os “companheiros” de partido dançam ao som da banda, que toca ao fundo, e com as mãos fazem a letra “L”, de Lula

No vídeo, aparecem ainda o deputado federal Assis Carvalho, os secretários Antônio Neto, de Planejamento, e Rafael Fonteles, de Fazenda, o ex-deputado Nazareno Fonteles e a ex-vereadora Rosário Bezerra.

A soltura de Lula foi determinada pelo juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba.

O magistrado acatou pedido da defesa, protocolado hoje cedo, após o Supremo Tribunal Federal derrubar a prisão após condenação em segunda instância. O ex-presidente estava preso desde 2018, após ser condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá.(Apoliana Oliveira)

 

W.Dias e Assis Carvalho vão ao encontro de Lula em São Bernardo do Campo

O governador Wellington Dias (PT), o deputado federal e presidente do PT no Piauí Assis Carvalho e o deputado estadual Francisco Limma (PT) embarcam às 3h desse sábado (09/11) para São Bernardo do Campo, onde vão receber o ex-presidente Lula, no Sindicato dos Metalúrgicos. Os correligionários comemoram a decisão e vão receber Lula, solto após autorização judicial. A informação foi repassada ao OitoMeia por Assis Carvalho.

“O Brasil inteiro está se deslocando parte para Curitiba, parte para São Bernardo do Campo para recebê-lo nessa madrugada. Inclusive eu, estarei embarcando ainda hoje. Estamos diante de uma prisão política que mais cedo ou mais tarde não tinha como ela se sustentar”, relatou o presidente do PT no Piauí. 

Mesmo após a autorização de soltura do ex-presidente, Assis Carvalho relatou que a militância do partido pede a anulação dos processos contra Luís Inácio Lula da Silva. Já que mundialmente há um comoção institucional, após a divulgação da troca de mensagem entre o procurador Deltan Dalagnol e o ex-juiz Sérgio Moro.

Assis Carvalho e Lula (Foto: Divulgação)
“A decisão de ontem beneficia Lula e uma série de outras pessoas que foram presas injustamente porque ainda cabia recurso. Nós consideramos um bom começo, mas longe do ideal. O processo do Lula foi fraudado como foi provado mundialmente pelo Intercept e outros meios, nós queremos que esse processo seja anulado na sua totalidade. São 40 anos de perseguição contra o Lula e nunca se provou nada contra ele. Tê-lo na rua é uma alegria de todos nós”, comemorou Carvalho.
A soltura

O juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Criminal Federal de Curitiba, aceitou nesta sexta-feira (08/11) o pedido da defesa do ex-presidente do República Luiz Inácio Lula da Silva e o autorizou a deixar a prisão. (Shelda Magalhães)

Regina Sousa diz que Polícia Federal é “adestrada” e que Moro “não tem credibilidade”

Rômulo Rocha – Do Blog Bastidores

– “Canalhas queriam prender Dilma e coagir Lula”, tascou

PAÍS EM EBULIÇÃO

A vice-governadora do Piauí Regina Sousa (PT) usou seu twitter essa semana e elevou o tom para fazer duras críticas à Polícia Federal e ao ministro da Justiça Sérgio Moro, após a operação deflagrada pela PF, no âmbito da Lava Jato, denominada de Operação Alaska.

As críticas, na verdade, ocorreram dois dias depois da operação, neste 7 de novembro, após o ex-presidente da República dizer que havia sido notificado em sua cela às 6 da manhã para também prestar depoimento.

Para a petista, “os canalhas queriam prender Dilma e coagir Lula”.

Também disse ter “pena de uma PF adestrada por um ex-juiz que não tem mais dignidade alguma”.

Continua, no post, pedindo que “salvem a Polícia Federal”, pois “ainda dá tempo”.

Arrematada argumentando que “ir na cela de um preso, às seis da manhã beira o ridículo”.

“Será que era pra ele não fugir?”, ironiza a petista, que usa suas redes sociais para se manifestar sua livre opinião sobre o cenário político brasileiro.

“CORREÇÃO”

Lula classificou o ato da PF de “palhaçada”. “Ainda fizeram uma palhaçada comigo. Você acredita que ontem entraram na cela que estou às 6 horas da manhã? Como se estivesse fazendo uma correção”, falou.

No caso envolvendo Dilma Rousseff, o ministro relator da Lava Jato, Edson Fachin, negou o pedido de prisão feito pela PF. A procuradoria-geral da República também foi contra a prisão da ex-mandatária do País.

ORA, VEJAM SÓ!!!

“Fabio Novo é o novo Wellington Dias”, diz Assis Carvalho

O presidente do PT no Piaui, deputado Assis Carvalho, afirma que o pré-candidato do PT a prefeito de Teresina, Fabio Novo, vencerá a eleição no primeiro turno. O líder petista compara o deputado estadual ao governador Wellington Dias.

Empolgado com a união do partido em torno da candidatura de Fábio. Para Assis, Fábio Novo é o novo Wellington Dias. 

Ele afirma que como Wellington, Fábio Novo começa as pesquisa abaixo de 5%.

“Vamos ganhar a eleição de Teresina  no primeiro  turno. Ele é o novo  Wellington Dias. Ele tem a mesma humildade. É  respeitado pelos aliados e pela oposição. A mesma coisa é com o Wellington Dias. Ele vai crescer da mesma forma do Wellington”, afirmou. (Lídia Brito- cidadeverde.com)

Após decisão do STF, defesa de Lula vai pedir soltura nesta sexta-feira

Magistrada da execução não pode determinar o uso de tornozeleira

Felipe Bächtold
Folha

A defesa do ex-presidente Lula afirmou que vai levar à Justiça Federal nesta sexta-feira, dia 8, um pedido para que ele deixe a cadeia devido à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que barrou a prisão de condenados em segunda instância. O pedido, segundo nota dos advogados, será encaminhado após reunião com o ex-presidente na sede da Superintendência da PF, onde ele está preso desde abril de 2018.

Em seu perfil em uma rede social, foi publicada na noite desta quinta-feira, dia 7, a mensagem #LulaLivreAmanhã . A defesa afirmou que o resultado do julgamento mostrou que a prisão do ex-presidente foi ilegal e voltou a dizer que ele é vítima de perseguição.

ATO – O petista já fez alguns pedidos aos correligionários. Assim que sair da prisão, ele quer um ato no acampamento montado pela militância na frente da PF, em Curitiba, e depois vai visitar os ex-tesoureiros do PT João Vaccari Neto e Delúbio Soares, que dão expediente na sede da CUT do Paraná. Só depois pretende ir para São Bernardo do Campo (SP), onde deve ser recebido com festa.

Lula depende de um aval simples da juíza federal Carolina Lebbos para deixar a prisão e aguardar em liberdade o julgamento de recursos no caso do tríplex de Guarujá (SP). A libertação do petista não é automática. Os advogados precisam peticionar no próprio procedimento de administração da pena, na 12ª Vara Federal em Curitiba, para que ele deixe a prisão depois de 19 meses.

SEM ALTERNATIVAS – Como há uma ordem do STF sobre o assunto, não há alternativas para que um magistrado de grau inferior descumpra a medida.   Essa possibilidade, porém, é considerada improvável, até por ser facilmente revertida por meio de um habeas corpus na segunda instância ou mesmo por meio de uma reclamação no Supremo.

“Pode acontecer, sem dúvida. Seria obviamente um excesso de formalismo porque esse julgamento é público e notório”, diz o advogado criminalista e professor de direito Leonardo Pantaleão. Não necessariamente a saída da prisão depende da iniciativa das defesas. O juiz pode despachar sem ser provocado ou ainda atendendo a um pedido do Ministério Público.

TORNOZELEIRA – Não cabe a um magistrado da área de execução, como a juíza Carolina Lebbos, impor em caso dessa natureza o uso de tornozeleira eletrônica ou o recolhimento domiciliar.  Se o condenado for submetido a uma medida restritiva desse tipo ou até a uma prisão preventiva (sem prazo determinado), a decisão deverá partir do juízo onde iniciou a causa — no caso da Lava Jato, a 13ª Vara Federal, comandada pelos juízes Luiz Bonat e Gabriela Hardt.

Após a decisão dos ministros em Brasília, o presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, publicou um post  que diz: “O Supremo Tribunal Federal do Brasil decidiu que as condenações à prisão só devem ser executadas uma vez que tenham ficado firmes. É o mesmo que estamos reclamando na Argentina há anos. Valeu a pena a demanda de tantos.”

Piauí: Servidor estadual terá cartão de crédito com juros mais baixos

O Governo do Estado está desenhando uma nova linha de crédito consignado para o servidor estadual. Trata-se do Cartão do Servidor, um cartão de crédito para efetivos e comissionados sem anuidade e com juros mais baixos que os cartões convencionais. O cartão será operacionalizado pela Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev), Agência de Fomento e Desenvolvimento do Piauí (Piauí Fomento) e Agência de Tecnologia da Informação (ATI).

As regras estão definidas em decreto assinado nesta quinta-feira (7) pelo governador Wellington Dias. “Estamos estabelecendo as normas para criação do cartão de crédito para o nosso servidor estadual. É um mecanismo moderno na área de consignados, a partir do credenciamento de um agente financeiro a ser selecionado pela Agência de Fomento. É também uma forma de organizar a vida financeira do servidor, que poderá fazer suas compras até determinado limite, respeitando sua capacidade de pagamento”, ressaltou.

De acordo com o secretário de Administração e Previdência, Merlong Solano, os servidores que solicitarem o cartão terão acesso ao crédito até um limite previamente estabelecido, a ser deduzido em sua remuneração mensal. “O desconto será feito diretamente no contracheque, comprometendo no máximo 10% do salário com o pagamento da fatura”, observou o gestor. (Fonte: Com informações da Ascom)

Zé Filho participa de aniversário de Júnior Aguiar em Brasileira

O ex-governador do estado do Piauí, Antonio José de Moraes Souza Filho, participou na tarde desta terça-feira (05), de um almoço em comemoração ao aniversário do empresário Júnior Aguiar em Brasileira.

Atendendo ao convite do amigo, Zé Filho esteve acompanhado da esposa Graciele. O almoço foi realizado no sítio da família em Brasileira.

Júnior é filho da vereadora Cândida Aguiar. Zé Filho aproveitou a oportunidade para rever amigos da região, e conversar sobre os rumos políticos de Brasileira nas eleições vindouras.

Há uma forte tendência que Júnior saia candidato a vereador, em substituição à sua mãe.

De: Larissa Teixeira

Policiais e bombeiros militares fazem protesto por melhores salários

O presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM do Piauí, Márcio Vieira. (Foto: Arquivo O Dia)

Policiais e bombeiros militares estão reunidos na manhã desta quinta-feira (07) para reivindicar reposição salarial melhores condições de trabalho na corporação. O protesto teve início por volta das 8h em frente à Assembleia Legislativa do Piauí e deve encerrar em frente ao Palácio de Karnak, no Centro de Teresina.

O presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM do Piauí, Márcio Vieira, explicou que o ato tem como objetivo pressionar o Governo do Estado para que a reposição salarial seja cumprida e para que as famílias de militares mortos possam ter acesso à pensão por morte em um valor “digno”.

“Nós somos a ponta da espada no combate ao crime, somos o primeiro a chegar. A esposa vê o marido todo dia sair, mas não tem a certeza do retorno. Nós fizemos um juramento para defender a sociedade mesmo com o sacrifício da nossa vida, e eu dou minha vida, mas eu quero ter a certeza de que minha família, se eu chegar a morrer, vai ficar com um salário digno”, destaca.

Policiais e bombeiros durante o protesto. Foto: Assis Fernandes. 

Para presidente da Associação dos Bombeiros Militares do Estado do Piauí (ABMEPI), Flaubert Rocha, toda a hierarquia dos policiais militares está afetada, porque o escalonamento vertical da categoria está fragilizado. A categoria também exige segurança, uma vez que, desde 2015, já foram 57 oficiais mortos em serviço no Piauí.

“A gente hoje está dando um grito por questões de segurança para os profissionais de segurança pública, porque já passaram de 57 mortos desde 2015 por causa violência O efetivo ainda é muito pequeno, hoje a lei já está defasada, precisamos de concurso rapidamente, no mínimo 400 soldados para a nossa corporação e mais de 1 mil para a PM”, completa.

Por: Nathalia Amaral, com informações de Eliézer Rodrigues.

Secretaria de Turismo do Piauí está se especializando em contratar bandas para festas e festejos

Carina Thomaz Câmara, ao lado de um dos padrinhos, Flávio Nogueira Júnior (Foto: Divulgação) 

Por Rômulo Rocha – Do Blog Bastidores

Já é notório no estado que várias pastas do governo estão voltadas para tocar pavimentações em paralelepípedo e patrocinar festividades Piauí afora. 

Um dos exemplo é a Secretaria de Turismo, que deveria ter a finalidade de alavancar o Turismo do estado há muito tempo, mas nas mãos do clã Nogueira, vem deixando a desejar. 

Só no Diário Oficial deste 6 de novembro são vários os exemplos de atos de designação de servidores para acompanhamento dos mais diversos contratos que tratam da contratação de bandas para festividades municipais. 

A pasta do Turismo vem se resumindo a isso.

A atual secretária é Carina Thomaz Câmara, cujo nome é indicação dos Flávio Nogueira

Pequena monta dos inúmeros contratos com bandas:

1 – Contrato nº 209/2019 referente à contratação da banda Forró Bandido para animação da Festa do Bode da Cidade de Joaquim Pires-PI.

2 – Contrato nº 197/2019 referente à contratação da banda Forró Bandido para animação dos Festejos de Nossa Senhora Aparecida em Canafístula município de Monsenhor Gil-PI. 

3 –  Contrato nº 196/2019 referente à contratação da banda João Velloso para animação dos Festejos do Povoado Canifístula da Cidade de Monsenhor Gil-PI. 

4 –  Contrato nº 198/2019 referente à contratação da banda João Velloso para animação da Festa do Bode da Cidade de Cocal de Telha-PI.

5 –  Contrato nº 199/2019 referente à contratação da banda Bill Coimbra para animação da Festa do Bode da Cidade de Cocal de Telha-PI.

6 –  Contrato nº 204/2019 referente à contratação da banda Waldo e Felipe para animação do Festejo do Povoado Canifístula da Cidade de Monsenhor Gil-PI.

7 – Contrato nº 201/2019 referente à contratação da banda Bill Coimbra para animação do Aniversário da Cidade de Altos-PI. 

8 –  Contrato nº 205/2019 referente à contratação da banda Forró Bandido para animação do 1º Festival da Juventude da Cidade de Landri Sales-PI.

(Fonte:180graus)

Entenda porque a condenação do gov. do Amapá pode ser motivo de preocupação para W. Dias

O Superior Tribunal de Justiça condenou nesta terça-feira (03) por oito votos a dois o governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), pelo crime de peculato (desvio de recursos), por reter na folha de pagamento dos servidores públicos valores de empréstimos consignados, sem repassá-los às instituições financeiras conveniadas, utilizando-os para saldar outras dívidas públicas.

A pena imposta foi de seis anos e nove meses de prisão no regime semiaberto e multa de R$ 6,3 milhões. A Corte decidiu pela perda do cargo de governador de Góes.  A decisão, no entanto, não terá efeito imediato e ele pode permanecer no cargo até o trânsito em julgado, quando não houver mais possibilidades de recurso.

Piauí vive caso similar

A decisão abrirá precedentes para o julgamento de outros chefes do Executivo brasileiro, inclusive a do governador do Piauí, Welington Dias (PT).

Um relatório feito pela Diretoria de Fiscalização da Administração Estadual (DFAE) do Tribunal de Contas (TCE), apontou irregularidades no repasse aos bancos dos recursos recolhidos dos servidores relativos a empréstimos consignados no ano de 2017 e também dos descontos para o Iapep-Saúde e Plamta, onde os valores estariam sendo descontados das folhas de pagamento, mas não estariam sendo repassados as instituições.

O relatório do TCE-PI aponta para um rombo de R$ 200 milhões, recolhidos e não repassados aos bancos, médicos e hospitais, fazendo com que os servidores tenham o nome negativado. (Laurivânia Fernandes- Encarando))

Evaldo Gomes, deputado governista, diz que secretário de saúde é ruim

POR:FEITOSA COSTA

O presidente estadual do Solidariedade, deputado Evaldo Gomes, que faz parte da base do governo de Wellington Dias (PT), afirmou da tribuna da Assembleia Legislativa que o Estado tem um secretário de saúde ruim. 

Evaldo reforçou às críticas da oposição ao afirmar ontem (05) que o advogado e administrador Florentino Neto, à frente da Sesapi desde maio de 2017, não resolve os problemas básicos de saúde no interior e que por isso a insatisfação da população com o governo.

O deputado pegou um ganho da fala do também deputado Gustavo Neiva (PSB) que revelou que existem servidores do hospital de Castelo que estão sem receber seus salários há quase 11 meses. 

O posicionamento de Evaldo Gomes repercutiu nos bastidores da política. Fontes fidedignas garantem que Florentino Neto ficou furioso com mais um tiro dado por um aliado do governo.

Pressionado

Florentino Neto tem sido o principal alvo de críticas em todo o Piauí por causa dos problemas graves denunciados na área da saúde.

A maioria dos casos repercutem negativamente para o secretário com a divulgação feita pela comissão parlamentar liderada pela deputada Teresa Brito. 

Reunião discute a oferta de vagas do Sisu 2020 nos campi da Uespi

O deputado estadual Dr. Hélio (PL) participou, na manhã desta quarta-feira (6), na sala de reuniões da presidência da Assembleia Legislativa do Piauí, de uma audiência com o reitor interino da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Evandro Alberto, e com o diretor do campus da Uespi de Parnaíba, Eyder Sousa. A reunião discutiu a oferta de vagas do Sistema de Seleção Unificada (SISU- 2020) no campus de Parnaíba, bem como nos demais campi da Uespi.

Diante do anúncio de um possível corte de vagas nos cursos de Direito e Letras Inglês, o parlamentar busca soluções junto ao Governo do Estado, em articulação com a direção da Uespi e a Assembleia Legislativa para que a Uespi possa manter a oferta de vagas em todos os cursos.

“Estamos com o compromisso de apresentar encaminhamento dentro daquilo que é possível para que a Uespi e, principalmente, a sociedade não tenha prejuízos. Nossa expectativa é favorável para que a gente possa conseguir fazer com que a Universidade Estadual do Piauí continue formando bem a nossa juventude. Sabemos das limitações pelas quais passam o Estado, mas temos que arranjar soluções e continuar priorizando a educação”, defendeu o deputado Dr. Hélio.

De acordo com o reitor interino da Universidade Estadual do Piauí, o Colegiado da instituição vai se reunir no próximo dia 12, momento em que serão avaliadas todas as questões levantadas durante a reunião. “Vamos procurar solucionar as demandas a nós apresentadas dentro do que a instituição pode fazer para dar seguimento ao projeto da UESPI, que é ofertar formação de qualidade aos piauienses”, esclarece Evandro Alberto.

Assessoria parlamentar – Edição: Katya D’Angelles

Emater: “Atendemos o agricultor ao relento, sentados em tocos”,

Saúde, educação, segurança, assistência social, infraestrutura, entre outros serviços. São inúmeras as reclamações do piauiense em relação ao andamento do 4º mandato do governador Wellington Dias (PT). Uma das principais delas, diz respeito ao sucateamento das principais áreas de atendimento a população. No Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí (Emater), não é diferente e as condições de funcionamento são precária.

No município de Floriano-PI, por exemplo, os servidores denunciam a falta estrutura adequada para o atendimento ao público. No escritório regional e local do órgão na cidade, faltam cadeiras, mesas, computadores e a estrutura encontra-se completamente deteriorada.

“Como é que o servidor tem condição de atender o agricultor familiar e dar orientação adequada para ele? A situação está séria, estamos atendendo ao relento, sentados em ‘tocos’, embaixo de árvores. Temos até vergonha quando chega um agricultor para orientarmos, porque não tem onde colocá-los”, disse Luiz Rocha Soares, o Rochinha, presidente do Sindicato dos Servidores do Emater ao Portal Encarando.

O presidente ainda relatou que no local faltam materiais básicos para o atendimento ao agricultor e faz um apelo para que sejam tomadas medidas efetivas, por parte das autoridades responsáveis, alertando que a situação influencia na prestação de um serviço de qualidade.

“Não temos mesa, não temos cadeiras, não temos uma estrutura básica para realização dos atendimentos. Esperamos que as autoridades competentes tomem conhecimento dessa situação e haja um solução para que possamos resolver esses problemas e assim atender a população de forma adequada”, disse. (Laurivânia Fernandes)

Castro faz duras críticas à PEC de Bolsonaro que pode extinguir municípios: “É descabida e ilógica”

O senador Marcelo Castro (MDB-PI) criticou duramente a proposta do governo de fundir municípios com menos de 5 mil habitantes e com arrecadação própria menor que 10% de sua receita total. A medida faz parte do Pacto Federativo, entregue nessa terça (5) pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao Congresso Nacional.

“Eu entendo, como o parlamentar do Piauí que mais criou municípios no estado, que todas as leis que temos na Assembleia são da minha lavra, que é uma proposta descabida, estapafúrdia, inoportuna e própria de quem não tem vivência da realidade nacional”, afirmou.

O senador acredita ainda que a medida, que afetaria mais de 1.250 municípios no Brasil, enfrentará resistência no Parlamento. “A chance disso passar no Congresso é abaixo de zero. Não há a menor possibilidade de uma proposta ilógica e irreal dessa passar”, avaliou.

Deputado petista insulta nossa inteligência

Francisco Lima: rindo do quê?

O deputado Francisco Lima, do PT, em defesa de Wellington Dias, responsabiliza “outras gestões” por problemas em hospitais estaduais.

Trata-se de um insulto à inteligência das pessoas.‬ ‪O companheiro Wellington governou o Piauí em 11 dos últimos 16 anos e os governos em que ele não era o chefe estiveram aliados dele.‬
‪O deputado Lima merece um troféu cara de pau também por ter dito hoje que o debate é importante mas nem sempre resulta em soluções para os problemas.‬

‪Isso porque Lima não quer que a Assembleia Legislativa faça audiência pública para discutir a ruína em que o governo petista botou a saúde pública no Piauí.‬ (Jornalista Cláudio Barros- facebook).

 

Fábio Novo quer uma Teresina “nova” com o Assis Carvalho à tiracolo?

O deputado estadual Fábio Novo (PT), ex-secretário estadual de Cultura, foi oficialmente anunciado como pré-candidato do PT na disputa pela Prefeitura de Teresina nas eleições de 2020. Muitas palmas, sorrisos, elogios e aquela conversa fiada de petista que todo parnaibano conhece muito bem. Na verdade, não teve nada de novo, pra variar. O blábláblá deles é o de sempre.
Sinceramente, quem pensava que o Fábio Novo era inteligente, estratégico e marqueteiro, cometeu um erro infantil. A campanha nem começou ainda e ele já deu o primeiro tiro no pé, e ainda fez divulgação disso em sua conta na rede social Instagram.
Como é que um pré-candidato a prefeito de Teresina, que pretende levar um ‘NOVO’ momento de gestão para a capital do Piauí, tem a falta de bom senso de publicar uma foto sua com o deputado federal Assis Carvalho rindo para as paredes? Se Assis Carvalho riu é porque deve ter achado um excelente motivo para tal. E é justamente aí que o eleitor deve ficar atento. Assis alegre, eleitor cabreiro.
Com a fama que Assis tem no Estado, que não é das melhores, o teresinense deve pensar bem antes de votar em Fábio. É aquele velho ditado do ‘Diga-me com quem andas e te direi quem és!’.

Com Assis Carvalho na cacunda, Fábio pode dizer absolutamente tudo em sua campanha eleitoral, menos que representa o NOVO para Teresina.

Mudança de nível:Rejane Dias não move uma palha para ajudar professores

O feitiço vira contra os professores que apoiaram Rejane Dias. A maioria das lideranças do Sinte-PI votaram e trabalharam para a deputada Rejane Dias (PT), a quem muitos desses líderes chamavam de ‘mãe da educação’. 

Pois bem, ela não está mexendo uma palha para que seu marido, o governador do estado, não congele os pedidos de promoção dos professores (Mudança de Nível), muito menos os pedidos para dobrar a carga horaria de 20 para 40 horas, e isso tem causado uma certa revolta na classe. Mas e agora, onde está a ‘mãe da educação’ que os líderes dos professores tanto defendiam? O feitiço causou um revés na classe.(Silas Freire)

E aí, vereadora Fátima Carmino?!!!