Moro não responde aos ataques de Ciro e articula alianças com os candidatos da terceira via

Carlos Newton

É impressionante o que está acontecendo na disputa pela terceira via, que pode acabar levando a melhor na disputa pela Presidência da República em 2022, devido à grande rejeição dos principais candidatos – o presidente Jair Bolsonaro, que enfim está se filiando ao PL nesta terça-feira, e o ex-presidente Lula da Silva, que ainda não confirmou a candidatura pelo PT, mas já está em franca campanha.

A maioria das pré-candidaturas só tem prazo de validade até o final de março, quando há a chamada “janela” para troca de partidos e a obrigatória desincompatibilização de quem exerce cargo público e pode se tornar inelegível. Mas agora, quatro meses antes, já avançam as articulações para fortalecer o principal candidato que despontar com possibilidade de quebrar a polarização Bolsonaro/Lula (não necessariamente nesta ordem).

BOAS CONVERSAÇÕES – Quem iniciou as conversações na terceira via foi o pré-candidato Henrique Mandetta, que se lançou antes da fusão de DEM e PSL, criando o União Brasil, que pode se tornar o maior partido do país. E o governador tucano João Doria então propôs que o candidato que estiver mais forte seja apoiado pelos demais.

Mandetta apoiou imediatamente, é claro, e também o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Em seguida, a ideia foi aceita pelo governador gaúcho Eduardo Leite, que disputou as prévias do PSDB, e também por Sérgio Moro (Podemos) e Luiz Felipe d’Avila (NovoJ).

Ficaram faltando Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), que somente agora está sendo oficialmente lançada, e o Cabo Daciolo (Brasil 35), também recentemente confirmado na disputa.

CIRO E MORO – É claro que os beneficiários desse acordo são Ciro Gomes e Sergio Moro, que desde sempre vêm disputando o terceiro lugar nas pesquisas.

O mais curioso nessa disputa paralela é que o pré-candidato Sérgio Moro, sem experiência política e que participa de sua primeira campanha eleitoral, está se relacionando cada vez mais com os demais candidatos, visando a alianças futuras, e já confirmou que abrirá mão da candidatura em favor do concorrente que estiver à sua frente nas pesquisas.

Enquanto isso, Ciro Gomes, com vasta experiência política e eleitoral, não busca se relacionar com os demais candidatos e está batendo forte em Moro, com se isso pudesse atrair mais eleitores, embora o efeito possa ser contrário.

###
P.S. – 
Desse jeito, Ciro entrega a terceira via de bandeja para o ex-juiz Sérgio Moro, que tem pouco telhado de vidro e só pode ser “acusado” de tentar combater a corrupção e a criminalidade no país. Ainda hoje, vamos publicar um artigo de conhecido criminalista de São Paulo que mostra o importantíssimo legado de Sérgio Moro no Ministério da Justiça, em apenas um ano e quatro meses de gestão. É um texto de leitura obrigatória (C.N.)

Comissão entrará na discussão sobre regularização de áreas no litoral

Após audiência pública realizada na Comissão de Comissão de Infraestrutura e Política Econômica sobre a denúncia de apropriação ilegal de terras e a falta de regularização fundiária no município de Cajueiro da Praia, no litoral do Piauí, a Comissão de Estudos Territoriais (CETE) da Assembleia Legislativa também vai discutir a questão. A Comissão é presidida pelo deputado Franzé Silva (PT).

A Comissão é presidida pelo deputado Franzé Silva (PT) - Foto: AlepiA Comissão é presidida pelo deputado Franzé Silva (PT) – Foto: Alepi

“Está claro nesta situação que há um litígio entre particulares e o município e o fórum mais adequado para dirimir estas dúvidas é a Comissão de Estudos Territoriais, que tem uma subcomissão que trata dos litígios entre particulares e entes públicos. E dentro da CET nós temos vários órgãos representados como APPM, INTERPI, OAB que tratam desses assuntos inclusive juntamente com isso, a demarcação de áreas, que é feita pelo IBGE e pela SEPLAN, que também participam da Comissão de Assuntos Territoriais da Assembleia Legislativa”, destacou Franzé Silva.

O parlamentar acrescentou que após a discussão do assunto na CETE, um Projeto de Lei será apresentado ao Plenário da Assembleia dispondo sobre a questão fundiária no litoral do Piauí.

A deputada Teresa Britto (PV), que levou a questão ao Legislativo, defendeu que o Ministério Público Federal entre com uma ação civil pública e acompanhe de perto a situação no município.

“O Ministério Público Federal precisa pedir o cancelamento do RIP (Registro Imobiliário Patrimonial) à SPU (Secretaria de Coordenação e Gestão do Patrimônio da União). Teremos também uma reunião no dia 06 de dezembro lá em Cajueiro da Praia, mas vamos também encaminhar todo o andamento da discussão para a Comissão de Estudos Territoriais da Assembleia para que nós possamos sim, ter mais o apoio dessa comissão na resolução dessa problemática”, propôs a deputada.

João Doria vence prévias e é escolhido como candidato do PSDB à Presidência

O governador de São Paulo, João Doria, venceu as prévias e foi escolhido, como candidato do PSDB, neste sábado (27/11), para concorrer à Presidência da República nas eleições de 2022.

Governador de São Paulo, João Doria (Foto: Reprodução)

Doria conseguiu 53,99% de aproximadamente 30 mil votos, superando Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, com 44,66% e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus, com 1,35% após intensa e tumultuada disputa interna.

A votação, que foi aberta novamente neste sábado por meio de um novo aplicativo, aconteceu após um provável ataque hacker contra o aplicativo usado pelo partido no último domingo (21/11), quando as prévias foram suspensas depois de uma interrupção do sistema.

Foram registradas ao menos 26 mil tentativas externas de acesso à aplicação das prévias, segundo o levantamento divulgado pela legenda. Todos os ataques teriam sido realizados fora do Brasil, fazendo com que fosse bloqueado o registro de votos dos filiados no exterior. Falhas que foram minimizadas por Bruno Araújo, presidente do PSDB.

“Só corre risco quem inova, só corre risco quem assume pioneirismos. O PSDB assumiu o pioneirismo de ser o primeiro partido do Brasil a estabelecer de forma interna uma democracia que antes de chegar no pleito da eleição não são mais quatro diante da eleição que definem o candidato, são milhares que definem em um processo de discussão democrática”, afirma o presidente.

Com informações CNN

Governo antecipa pagamento do salário de novembro de servidores estaduais

O governo do Piauí antecipou o pagamento do salário dos servidores públicos estaduais, referente ao mês de novembro. O anúncio foi feito neste sábado (27) pelo secretário estadual de Fazenda, Rafael Fonteles, através das redes sociais.

De acordo com o gestor, até a próxima segunda-feira (29) o salário já deverá estar disponível na conta dos servidores. “Confirmamos que o pagamento do salário de novembro de todos os servidores públicos estaduais já foi enviado para o banco ontem e estará disponível nas contas até segunda-feira. Bom final de semana”, escreveu o secretário em uma rede social. 

Pela tabela de pagamento atual, os servidores da faixa salarial de até R$ 2 mil receberiam o salário somente na terça-feira, 30 de novembro. Já os servidores que ganham acima de R$ 2 mil teriam o pagamento creditado somente no dia 07 de dezembro. 

A antecipação da tabela de pagamento é uma estratégia adotada nos últimos meses pela equipe econômica do governo estadual para possibilitar a maior movimentação de recursos na economia. 

Em recente entrevista à TV Cidade Verde, o secretário de Fazenda Rafael Fonteles afirmou que a intenção do governo é que, em 2022, todos os servidores recebam o pagamento do salário ainda dentro do mês de trabalhado. 

Facção: quatro pessoas são executadas com vários tiros em Parnaíba

Quatro pessoas foram mortas a tiros em menos de 10h em Parnaíba, litoral do Piauí. As informações são do Piauí em Dia.

Segundo o 2° Batalhão de Polícia Militar de Parnaíba, o primeiro homicídio ocorreu por volta das 21h30 desta sexta-feira (26/11), no bairro João XXIII, quando um adolescente de 16 anos, identificado por Eric Matheus da Silva, foi alvejado com tiros na cabeça.

Ainda por volta das 23h, um segundo homicídio foi registrado no bairro Rancharia, em Parnaíba, onde um homem foi assassinado a tiros. O corpo foi encontrado por populares em uma estrada vicinal crivado de balas. Vários estojos de balas, sendo de calibre 380 e 40 milímetros, foi encontrados no local. 

    Reprodução

Em seguida, às 02h30 desde sábado (27/11), uma mulher foi executada na região da Lagoa do Portinho. Ao lado do corpo estava escrito no chão CV2′, em alusão a facções criminosa.

Já o quarto homicídio ocorreu já às 05h50, em uma estrada da localidade Boa Esperança, na BR- 402, entre Luís Correia e Parnaíba. Na situação, um homem ainda não identificado, também foi morto a tiros.

A Delegacia de Combate a Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio de Parnaíba (DHTL) investigará os quatro homicídios.

Wellington Dias alerta que as festividades carnavalescas de 2022 podem não acontecer

Governador Wellington Dias (PT) (Foto: Reprodução/Instagram)

O Piauí pode não ter as tradicionais festividades carnavalescas em 2022, por conta da situação atual da Covid-19 e ameaça de novas variantes da doença. A fala foi confirmada pelo governador Wellington Dias (PT) nessa quinta-feira, 25 de novembro, em visita à Unidade Escolar Heli Sobral, no bairro Mocambinho, zona Norte de Teresina.

Segundo o chefe do executivo estadual, a tendência é que as festas de Carnaval em 2022 possam não ser celebradas e que os municípios não devem se arriscar ao realizarem grandes eventos e, consequentemente, provocarem aglomeração de pessoas

“Com a ameaça de novas variantes e na realidade de hoje, a orientação é não arriscar com eventos grandes e com grande público internacional e em contato com público do Brasil inteiro”, argumentou o governador.

Por fim, o governado salientou que o Governo do Estado vai seguir todas as recomendações do Comitê Científico, e que mais em breve a temática será discutida. O governador disse ainda que o assunto deverá ser conversado entre os meses de dezembro e janeiro próximos. (OitoMeia)

 

Aliados tentam tirar Bolsonaro das eleições: “Quer que o Lula vença?”

Bolsonaro derretendo

DCM– Aliados importantes de Bolsonaro querem tirá-lo da disputa para as eleições de 2022. O argumento de políticos do Centrão, ligados ao governo, é de que há um risco iminente de Lula vencer. A estratégia traçada pro este grupo minoritário do Planalto, é convencer o presidente a não disputar a reeleição no ano que vem. Na visão deles, com isso, o petista seria enfraquecido por outro rival.

Após uma pesquisa interna que Bolsonaro recebeu, mostrando que sua situação é delicada, o burburinho começou. Fontes ligadas ao Planalto indicam que há um movimento para tentar convencer Bolsonaro a não concorrer à reeleição. Eles já teriam dito ao presidente a proposta, mas não foi bem recebida num primeiro momento. “Houve bate boca e o presidente não quis nem ouvir o resto da ideia”, disse uma fonte.

A intenção, no entanto, do grupo é convencer o presidente a mudar de ideia. Sem muita perspectiva de melhoria na economia, parte do Centrão acredita que Bolsonaro já perdeu. “Sem emprego e sem comida, não há vitória”, teria dito um deputado em reunião para debater o tema. A pesquisa interna mostrou que, sem Bolsonaro, tanto Moro quanto Ciro ganham espaço. Por mais que Bolsonaro resista, a frase dita a ele foi forte. “Quer que o Lula vença?”, teria perguntado um aliado.

Bolsonaro fora da disputa

Segundo a defesa deste grupo, sem Bolsonaro, Moro poderia ganhar protagonismo. O pré-candidato do Podemos chegaria até a 25% das intenções de voto. “Ele poderia antagonizar uma campanha com o Lula e aí seria outros quinhentos”, diz um deputado bolsonarista. A ideia seria esvaziar o discurso de fome e miséria, já que o atual presidente não estaria disputando.

A fonte do DCM, no entanto, afirmou que a ideia é de um grupo minoritário do Planalto e do Centrão. A maioria segue apoiando Bolsonaro e quer o presidente disputando a reeleição. De todo modo, o que antes parecia uma teoria da conspiração, passa a ganhar força no Planalto. Ninguém estranharia se, no fim das contas, ele não for candidato e deixar Moro, Lula e Ciro disputando.(pensarpiaui)

Bolsonaro elogia o centrão e ataca o PT

Jair Bolsonaro voltou a dar explicações tentando justificar sua aliança com o centrão, agrupamento de direita que baseia seus acordos em fisiologismo, negociando verbas e cargos. 

Suas declarações foram dadas durante entrevista ao programa Diálogo com Lacombe (RedeTV!) nesta quinta-feira (25), informa a Folha de S.Paulo

Bolsonaro fez campanha eleitoral em 2018 atacando o centrão, tido como antro de ladrões por ele e seus auxiliares mais diretos, entre eles o general Augusto Heleno, que em seu governo ocupa o cargo de chefe do Gabinete Institucional.  Agora, Bolsonaro diz que centrão “é um nome pejorativo que deram”.

Durante a entrevista, Bolsonaro tentou apresentar os entendimentos com o cacique do PL Valdemar Costa Neto como conversas de “alto nível”. Nos próximos dias, Bolsonaro deve se filiar ao PL.

Com receio de que o ex-presidente Lula vença as eleições presidenciais de 2022, Bolsonaro atacou o PT: “Com o PT de volta, todo mundo vai perder. Não tem como fazer milagre na economia e vão voltar para aparelhar tudo no país, para nunca mais sair do poder”.(pensarpiaui)

Subprocurador-geral do TCU aciona tribunal para apurar abastecimentos em aeronave de Ciro

O subprocurador-geral junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), Lucas Rocha Furtado, pediu que o tribunal apure eventuais irregularidades no abastecimento de aeronave pertencente ao ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, utilizando a cota parlamentar da mãe do político, senador Eliane Nogueira.

A medida tomada por Furtado foi tema de nova publicação do jornal Folha de São Paulo, que denunciou o caso. 

Segundo o jornal, o subprocurador sustenta que há “fortes indícios de que o combustível pago pela verba de gabinete tenha sido, na verdade, utilizada pelo filho da senadora“. Isso ao cumprir agenda de ministro pelo Brasil.

Clique e leia matéria completa

STF gasta R$600 mil em grades temendo protestos

Grades de contenção ofendem o tombamento de Brasília pela Unesco, que exige a preservação do espaço bucólico da cidade

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu processo para gastar R$600 mil na compra de 2.500 metros de grades para cercar seu prédio, em Brasília. A Praça dos Três Poderes passou a receber quilômetros de grades no governo Dilma, com medo de protestos, e seguem até hoje. Essas grades de contenção ofendem o tombamento de Brasília pela Unesco, que exige a preservação do espaço bucólico da cidade. Cada metro custará R$240 aos pagadores de impostos. Total: R$600 mil.

Praça cercada

O Edital 39/2021 lançado pelo STF pretende comprar cercas metálicas, que vem sendo alugadas desde os protestos de junho de 2013.

Exigentes

O edital da licitação prevê 1.250 peças de alambrado medindo, no mínimo, 2 metros de comprimento por 1,20m de altura.

Dois pesos

Há cinco anos, o Iphan decretou que grades de fundo de uma loja de Brasília eram “atentado” ao tombamento. Grades no STF pode?

Povo go home

À turma do site MS em Brasília, parceiro da coluna, o STF informou que a grade servirá para “controle” e “segurança”. Claro, claro.(Cláudio Barros)

Pré-candidato a deputado federal fará campanha no Piauí sem uso do Fundo Partidário

O presidente do partido AGIR 36, Raimundo Viana, que é pré-candidato a deputado federal pelo Piauí, disse que em sua caminhada rumo à Câmara Federal não vai utilizar um centavo do Fundo Partidário, porque pretende praticar, de fato, a nova política.”Vamos montar uma grande estrutura partidária, trazendo para o nosso partido grandes e renomadas lideranças, de Teresina e outros municípios, mas sem o uso do fundo eleitoral”- garante.

Raimundo Viana, que é engenheiro, empresário da construção civil e vereador de Monte Alegre(PI), encontra-se em Teresina desde ontem (23),  onde manteve encontros e contatos políticos como lideranças como: o prefeito da Capital, Dr. Pessoa;  o suplente de deputado, Henrique Rebelo; o suplente de deputado federal, jornalista Silas Freire e apresentador Amadeu Campos, dentre outros.

Viana com Silas Freire

A intenção do presidente Viana é formar um Partido forte, com grandes lideranças, que possam ajudá-lo montar essa nova agremiação partidária, que venha fazer a diferença, a partir da não utilização dos recursos do Fundo Eleitoral, que para muitos dos que praticam a velha política é o atrativo maior das eleições. Ele garante que em breve estará fazendo visitas a vários municípios, inclusive Parnaíba, que é o segundo maior colégio eleitoral do Piauí.

Raimundo Viana esteve também com o ex-deputado Henrique Rebelo

 

Assembleia Legislativa aprova o Dia Estadual em Memória às Vítimas da Covid-19

Deputada Teresa Britto com o presidente da Alepi, Themístocles Filho

A Assembleia Legislativa do Estado (Alepi) aprovou na sessão plenária de terça-feira (23) um Projeto de Lei Ordinária (PLO) de autoria da deputada Teresa Britto (PV), que institui o dia 27 de março como o Dia Estadual em Memória às Vítimas da Covid-19.  A iniciativa tem o objetivo de prestar uma homenagem às pessoas que faleceram em decorrência da pandemia. Até o momento, houve mais de 600 mil mortes provocadas pela Covid-19 no Brasil.

Outra proposta da deputada também foi aprovada. Trata-se do PL N⁰ 202/21, que inclui o Dia do Fisioterapeuta e do Fisioterapeuta Ocupacional no calendário oficial de eventos do estado.(Fonte: Alepi)

Valdemar Costa Neto pede fim das críticas a Jair Bolsonaro e ameaça de expulsão, informa Folha de SP

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, que preside com mão de ferro o partido, emitiu diretriz no sentido de que os membros do PL parem com eventuais críticas públicas a Jair Bolsonaro. E ameaça de expulsão quem o desrespeitar.  As informações são de relatos colhidos pela Folha de São Paulo. 

No Piauí, o presidente do partido Fábio Xavier, além de outros membros como o deputado federal Fábio Abreu, são alinhados ao governo do PT. 

O presidente da República vinha dizendo que seu futuro partido “não podia estar flertando com a esquerda” nos estados. Poderoso, Fábio Xavier disse a TV do Piauí que não “quer bagunça” em seu partido.

Senador critica gastos públicos de Ciro e Eliane Nogueira em avião particular em viagens pelo Brasil

O líder da oposição no Senado Federal, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse que eventuais voos em avião particular, por parte do ministro-chefe da Casa Civil Ciro Nogueira, abastecido com recursos do Senado Federal, na cota parlamentar da mãe, senadora Eliane Nogueira (PP-PI), “seriam impróprios e inadequados”.

A declaração foi publicada pelo jornal Folha São Paulo, que na última terça-feira (23) levantou suspeitas de que o homem forte do governo Bolsonaro estaria usando recursos do Senado e avião particular em viagens pelo Brasil.

“A senadora indica não ser usuária dos voos realizados com recursos de sua cota parlamentar, uma vez que nesses mesmos dias estava em outras localidades ou mesmo apresentou bilhetes de embarque ao Senado – o que evidencia que ela viajou em voos comerciais”, traz a publicação.

O subprocurador-geral do TCU Lucas Furtado disse que analisaria o caso. Ciro e Eliane silenciaram.

Aliados de Ciro Gomes estariam avaliando desistência do candidato

A coluna Painel da Folha de S. Paulo informa que a estratégia adotada por Ciro Gomes, de atacar os ex-presidentes Lula e Dilma, e assim perder a simpatia de eleitores que poderia ter no campo progressista e democrático, pode custar caro ao presidenciável. Agora que ele foi ultrapassado pelo ex-juiz parcial Sérgio Moro, condenado pelo Supremo Tribunal Federal, mas apoiado por grupos econômicos e empresas de mídia, Ciro pode ter ficado sem terreno para crescer.

“Para lideranças partidárias, o avanço da possível candidatura de Sergio Moro (Podemos) atinge o núcleo da campanha de Ciro Gomes (PDT) e pode feri-la de morte. De acordo com essa leitura, compartilhada inclusive por pedetistas ouvidos pelo Painel, o ex-juiz ocupa o espaço que Gomes tenta cavar para si: o de crítico de Lula (PT) e de Jair Bolsonaro”, aponta o jornal Folha de S. Paulo.

“Se as próximas pesquisas mostrarem Moro à frente, Gomes talvez tenha que mudar de estratégia ou desistir, avaliam políticos. Como mostrou a coluna em junho, pessoas próximas de Gomes, como o presidente Carlos Lupi, e pedetistas como Túlio Gadêlha, tentaram convencê-lo a concentrar ataques em Bolsonaro e deixar Lula de lado. Até o momento não tiveram sucesso”, informa a coluna.

Pesquisa: 51,5% não querem saber de eleição

A campanha presidencial continua polarizada entre Jair Bolsonaro e Lula.

Levantamento do Paraná Pesquisa desta semana revela que 51,5% dos brasileiros têm pouco (23,8%) ou nenhum (27,7%) interesse nas eleições do ano que vem. Apenas 12,6% têm algum interesse e outros 33,6% dizem ter “muito interesse” no pleito de 2022. O instituto realizou 2.020 entrevistas pessoais de eleitores de 164 municípios em 26 estados e no Distrito Federal, entre 15 e 19 de novembro.

Quem sabe, sabe

O grupo menos interessado na eleição de 2022 são aqueles com mais de 60 anos: 31,8% responderam não ter interesse algum nas eleições.

Maiores interessados

Em contrapartida, mais de 45% daqueles com escolaridade de nível superior disseram ter “muito interesse” na eleição do ano que vem.

Jovens nem aí

Apenas 28% dos jovens de 16 a 24 anos têm “muito interesse” na eleição do ano que vem e 57,5% têm pouco ou nenhum interesse.

Mulheres x homens

Entre as mulheres brasileiras, 31,3% têm zero interesse sobre a eleição de 2022. A taxa cai para 23,7% entre os homens.(Cláudio Humberto)

Florentino avança na capital, onde aparece como o mais citado para federal

Florentino avança em Teresina, onde aparece como segundo mais citado para vaga de federal

Florentino avança em Teresina, onde aparece como segundo mais citado para vaga de federal

Por Arimatéa Carvalho

O secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, avança em Teresina, onde as pesquisas já apontam o gestor como o mais citado para vaga na Câmara Federal em 2022.  

O secretário tem mantido conversas com lideranças buscando apoios na capital para sua pré-candidatura a federal na chapa do PT. 

Aqui, registro da reunião com Celso Henrique, suplente de vereador e ex presidente estadual do Cidadania, e João Cabral, também suplente de vereador, ambos com boa capilaridade nas comunidades de Teresina.(MN)

Deputados pedem intervenção do MPF em disputa de terras em Cajueiro da Praia

Um dos encaminhamentos da audiência pública realizada nesta terça-feira (23), na Assembleia Legislativa do Piauí, foi o pedido de intervenção do Ministério Público Federal (MPF) em relação a um suposto golpe imobiliário envolvendo 50 hectares de terras no município de Cajueiro da Praia.

A deputada estadual Teresa Britto (PV), proponente da audiência, solicitou a intervenção federal, bem como o cancelamento do Registro Imobiliário Patrimonial (RIP) que teria sido lavrado em 1943.

A área em questão, onde apenas um dos oito ‘herdeiros’ da terra assinou uma procuração para quem quer efetuar esse golpe, faz parte desse registro de 1943. Então, mesmo se esse RIP fosse legal, a área deveria corresponder a apenas 1/8 desses 50 hectares. O processo está cheio de irregularidades, como, por exemplo, a perda da função social dessa área, que nunca foi utilizada pelos chamados ‘donos’ da terra. Já os nativos, que vivem nas terras há mais de 100 anos e tiram o seu sustento delas, estão sendo ameaçados diariamente. A intervenção federal precisa ser feita urgentemente”, explica a deputada.

Ainda durante a audiência, os deputados, moradores e entidades presentes repudiaram a ausência dos representantes da Superintendência Patrimonial da União (SPU) e do Cartório da região.

Também foram encaminhamentos da audiência pública o pedido de correição na SPU de Parnaíba; cancelamento do RIP lavrado em 1943; e criação de Comissão de todos os órgãos envolvidos para acompanhar o andamento das demandas.

Profissionais de imprensa realizam ato no TJ e pedem a liberdade do jornalista Arimatéia Azevedo

Jornalista e estudantes piauienses realizaram ato em frente ao prédio do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), na manhã desta terça-feira (23), em defesa da liberdade do jornalista Arimatéia Azevedo, preso há mais de um mês na Penitenciária Irmão Guido por um crime que diz não cometeu. O grupo empunhou faixas com dizeres “#ArimateiaLivre” e “#JornalismoLivre”.

O movimento, que ocorreu durante a manhã na sede do Poder Judiciário, se estendeu também em defesa da liberdade de imprensa e contra constantes perseguições sofridas pelos profissionais de imprensa oriundas das mais diversas autoridades de Estado piauiense. 

Segundo pessoas ligadas a Azevedo, os jornalistas tinham como meta falar com o relator do Habeas Corpus impetrado pela defesa do jornalista, desembargador Joaquim Santana. 

Uma turma foi formada para julgar o caso, em face do impedimento e suspeição de integrantes do TJ-PI.

A Turma que atuará no julgamento do HC é composta, além do relator, pelos desembargadores Manoel de Sousa Dourado e pelo juiz Antônio Lopes. 

PRISÃO

O jornalista Arimatéia Azevedo está preso desde o último dia 7 de outubro na Penitenciária Irmão Guido, acusado do crime de extorsão. 

Outro acusado é o advogado Rony Samuel, que disse que o jornalista não participou de nenhuma prática de crime de extorsão e que ele foi que, se aproveitando de fonte do jornalista, teria cobrado valores a um empresário do ramo de medicamentos após repasses de informações publicadas na coluna de Azevedo. O advogado foi interrogado pela polícia e liberado.

Pesquisa GP1: Iracema Portella é a pré-candidata mais rejeitada para o Governo do Piauí

A deputada federal Iracema Portella (PP), pré-candidata ao Governo do Piauí em 2022, é a mais rejeitada segundo pesquisa realizada pelo Instituto GP1, e divulgada pelo portal nesta terça-feira (22/11).

Ela tem 14,88% de rejeição,  seguida por Rafaell Fontelles, com 13,30%. Sílvio Mendes (PSDB), com 9,83% de rejeição. Washington Bonfim tem 7,74%, Romualdo Seno (DC) com 6,43% e Gessy Fonseca (PSC) com 5,91%.

Os entrevistados que disseram votar em nenhum/nulo/branco somou 26,87%. Já 15,04% afirmaram que não sabiam ou preferiram não responder em quem não votariam de jeito nenhum.

Considerando apenas os votos válidos, quando são excluídos da pesquisa os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos, a rejeição de Iracema sobe para 25,60%, Rafael vai para 22,90%, seguido de Sílvio com 16,92%, Washington 13,32%, Romualdo 11,08% e Gessy 10,18%.

Ficha Técnica
A pesquisa foi realizada nos dias 16, 17, 18 e 19 de novembro, e está sob responsabilidade da estatística Thaynara Thalessa Araújo. Ao todo, foram entrevistados 1.150 eleitores distribuídos em 56 municípios do Piauí, contemplando todas as regiões do estado.

As entrevistas foram feitas de forma presencial em domicílios dos eleitores com idade a partir dos 16 anos, observando os critérios de sexo, faixa etária, grau de instrução e renda familiar.

A margem de erro da pesquisa é de 2,89% para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.